Repolho

Repolho Dá Gases?

Além de causarem constrangimento e desconforto, as flatulências, popularmente também conhecidas como gases, estão ligadas a uma variedade de sintomas, alguns dos quais podem ser angustiantes, causar dores e incomodar muito as pessoas.

Os intestinos geralmente produzem entre 500 e 2000mL de gases por dia, por isso, na grande maioria das vezes ter gases é algo totalmente normal. No entanto, quando a sua produção acontece excessivamente, ou é muito ofensivo, pode acabar se tornando um problema.

Embora seja importante lembrar que não são apenas os alimentos que podem causar gases, alguns são bem conhecidos pelo impacto que podem ter na produção de gás. Por exemplo, o repolho dá gases mesmo ou é só uma má reputação?

A produção de gás ocorre no intestino por vários motivos

As bactérias que vivem no intestino produzem gás e quando eles ocorrem pode ser uma mistura de bactérias saudáveis junto com o crescimento excessivo de bactérias menos desejáveis.

Alguns compostos produzem gás à medida que são digeridos. Eles são os Oligossacarídeos Fermentáveis, Dissacarídeos, Monossacarídeos e Polióis, mas também há outros alimentos que aumentam a probabilidade de produção de gás.

O consumo de alimentos ricos em fibras também pode influenciar a produção de gás. O intestino delgado não quebra os alimentos o suficiente, e isso deixa as bactérias intestinais com mais coisas para digerir, o que pode resultar em excesso de gás.

Os ácidos estomacais também são responsáveis pela produção de gases (geralmente dióxido de carbono) como resultado da digestão normal, e outro motivo que também contribui para a quantidade desta substância no intestino é o ar engolido.

Como saber se a sua flatulência é normal

Como dito anteriormente, os gases não são algo para se preocupar, todo mundo os produz, porém, algumas pessoas produzem mais do que outras. A média é de 5 a 15 vezes por dia.

Mas, caso você note alguma mudança ou eles estejam afetando a sua vida, há algumas coisas que você pode fazer, como por exemplo comer menos durante as refeições, mas com mais frequência, beber ou mastigar lentamente, fazer exercícios para melhorar a forma como o seu corpo digere os alimentos, comer uma dieta saudável e tomar chá de hortelã, que possui propriedades relaxantes e antiespasmódicas, o que ajuda a aliviar cólicas e espasmos no trato gastrointestinal, no ducto biliar e na vesícula biliar.

Por que o repolho dá gases?

O repolho pertence à família de vegetais crucíferos e fornece uma quantidade imensa de nutrientes, incluindo fibras, ácido fólico, cálcio, potássio e vitaminas A, C e K, além de fitonutrientes que atuam como antioxidantes que reduzem o risco de certos cânceres.

No entanto, comer grandes quantidades de repolho pode causar efeitos colaterais negativos, como é o caso dos gases, diarreia, interações, entre outros.

O repolho contém quantidades significativas de rafinose, um açúcar indigesto que pode ser encontrado também no aspargo, feijão, brócolis, couve-de-bruxelas, entre outras hortaliças e grãos integrais. Este açúcar é um tipo de carboidrato complexo que passa pelo intestino sem ter sido digerido e que pode causar flatulências.

De acordo com a Universidade do Estado de Michigan, o repolho contém 5,8 gramas de fibra por cada porção de 1 xícara, e essa fibra insolúvel aumenta o movimento de resíduos no seu trato digestivo. Comer muita fibra ainda pode contribuir para sintomas de diarreia ou bloquear o intestino.

Os indivíduos submetidos ao tratamento do câncer podem precisar evitar a ingestão de repolho, já que esse vegetal pode exacerbar a diarreia que geralmente é causada pela quimioterapia. Consulte o seu médico sobre o consumo de repolho se estiver passando por este tipo de tratamento.

Por conter também grandes quantidades de vitamina K, uma vitamina que ajuda no coágulo do sangue, comer muito repolho também pode interferir com medicamentos que afinam o sangue, porém 2 colheres de repolho verde podem ajudar a fornecer a quantidade desejada de vitamina K sem induzir efeitos negativos. De acordo com o Centro Médico da Universidade de Maryland, Estados Unidos, a dose diária recomendada de vitamina K é de 129 microgramas para homens e 90 microgramas para mulheres.

Uma xícara de repolho roxo contém 53 microgramas de vitamina K, enquanto que a mesma porção de repolho roxo contém 34 microgramas, e de acordo com o Sistema de Saúde da Universidade de Michigan, consumir uma quantidade consistente de alimentos ricos em vitamina K e limitar sua ingestão desta mesma vitamina à dose diária recomendada pode ajudar na prevenção de interações prejudiciais.

Consulte o seu médico sobre o consumo de alimentos com vitamina K se estiver tomando algum medicamento para diluir o sangue.

Como visto, o repolho dá gases mesmo, mas isso é algo normal e natural do corpo. Outros sintomas associados à flatulência que podem ocorrer após a ingestão de repolho são os arrotos, desconforto abdominal e inchaço. Para evitar que ocorra de maneira excessiva, siga as dicas acima, e caso sinta algum sintoma, nunca deixe de consultar o seu médico.

Referências adicionais:

Você já tinha percebido que repolho dá gases? Quando consome este alimento, geralmente sofre com problemas de gases? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*