Suor excessivo nas mãos: causas e como tratar

Especialista da área:
atualizado em 17/05/2022

O suor excessivo nas mãos é um problema bastante comum e que se manifesta, principalmente, em situações estressantes. As palmas das nossas mãos são ricas em glândulas sudoríparas produtoras de suor. O funcionamento exagerado dessas glândulas resulta na hiperidrose palmar, que significa suor excessivo nas palmas das mãos.  

Quando o suor excessivo localizado em uma parte do corpo, que pode ser cabeça, rosto, axilas, mãos e pés, não está associado a uma doença, como se fosse um de seus sintomas, a hiperidrose é classificada como primária. Nesse caso, há um forte componente genético por trás do problema, que é desencadeado, principalmente, por fatores emocionais

  Continua Depois da Publicidade  

Geralmente, o problema se inicia na infância ou na adolescência, podendo persistir por toda a vida ou se resolver, naturalmente, na idade adulta. 

Crianças e adolescentes podem perceber o problema ao notar que os cadernos ficam borrados e as folhas úmidas, pelo suor excessivo nas mãos. 

Ter esse problema pode causar muito constrangimento e levar a pessoa a um isolamento social, por medo e vergonha de tocar em alguém ou cumprimentar com um aperto de mão. Por causa disso, muitos buscam por soluções para o problema. 

Há opções convencionais e cirúrgicas para tratar o suor excessivo nas mãos, mas é importante buscar a resolução da causa da hiperidrose com psicoterapia.

Veja quais são as causas do suor excessivo nas mãos e as opções de tratamento disponíveis. 

  Continua Depois da Publicidade  

Causas do suor excessivo nas mãos

Mão fedorenta
Suar demais nas mãos pode ser muito desagradável, até para a própria pessoa

O suor das mãos é produzido por um tipo de glândula sudorípara diferente daquelas presentes nas axilas, que são as apócrinas. Nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, estão as glândulas sudoríparas écrinas.

Ambos os tipos produzem mais suor com o aumento da temperatura ambiente e quando fazemos um esforço físico, como forma de regular a nossa temperatura interna, impedindo o superaquecimento do corpo. Mas, sabemos que não é só o calor e o esforço físico que nos fazem suar. 

As células nervosas, os neurônios, fazem conexão com as glândulas sudoríparas dos dois tipos. Por isso que em situações de ansiedade e estresse suamos mais, pois os hormônios liberados pelo sistema nervoso interferem diretamente no funcionamento dessas glândulas. 

São fatores genéticos que definem se serão as glândulas écrinas, mais concentradas nas mãos e nos pés, ou as apócrinas, especialmente das axilas, que responderão aos estímulos emocionais com uma super produção de suor, caracterizando a hiperidrose. 

Por isso, se na sua família existem pessoas que suam mais nas mãos e nos pés quando estão nervosas ou ansiosas, é provável que você tenha a hiperidrose manifestada nestes locais também. 

Se você já sentiu as mãos suando numa entrevista de emprego ou numa apresentação em público, mesmo com o ar condicionado ligado, é provável que o seu suor não seja um mecanismo natural do seu corpo para regular a temperatura, mas uma resposta a um estímulo emocional muito intenso. 

  Continua Depois da Publicidade  

Remédios
Até mesmo alguns medicamentos podem ser a causa do suor excessivo nas mãos

O diagnóstico da hiperidrose primária é clínico. Mas, dependendo do caso, o médico ou médica pode solicitar alguns exames para descartar a hiperidrose secundária, cujas causas podem ser:

  • Distúrbios hormonais: hipertireoidismo, diabetes mellitus, menopausa, gravidez e acromegalia.
  • Doenças neurológicas: doença de Parkinson, lesão na medula espinhal e AVC.
  • Medicações: fluoxetina, venlafaxina, doxepin.
  • Toxicidade: alcoolismo e drogas ilícitas.
  • Neoplasias (tumores)
  • Infecções

A hiperidrose secundária costuma ser generalizada e não focal, do tipo concentrada nas mãos, nas axilas ou nos pés. Nesse caso, o tratamento é direcionado para a causa, ou seja, para a doença. Com o tratamento da causa, o suor excessivo nas mãos é resolvido. 

Suor excessivo nas mãos: como tratar

Após a identificação de que seu problema se trata de uma hiperidrose palmar primária, ou seja, um suor excessivo nas mãos, sem associação a uma doença, dá-se início ao tratamento. 

Há várias opções de tratamentos, desde medicações por via oral até intervenção cirúrgica. Também há muitos especialistas que podem tratar o caso, como dermatologista, psiquiatra, endocrinologista e cirurgião torácico e vascular. 

Então, é importante que você busque um profissional de sua confiança e faça um acompanhamento completo, sem ficar alterando a abordagem terapêutica a cada consulta com um profissional diferente. 

Também é importante ter em mente que você pode tratar o sintoma, que é o suor excessivo nas mãos, mas não pode deixar de tratar a causa. Então um acompanhamento psicológico e/ou psiquiátrico podem contribuir muito para a solução do seu problema. 

  Continua Depois da Publicidade  

O ideal é que você comece sempre pelos tratamentos clínicos convencionais e deixe a cirurgia como última opção. 

As principais opções de tratamentos são:

Adstringentes

São produtos à base de cloreto de alumínio, que reduzem ou até inibem a liberação de suor pelas glândulas sudoríparas. 

Você encontra esses produtos sendo vendidos como “antiperspirantes”, que são diferentes dos antitranspirantes comuns, por apresentarem os sais de alumínio na composição. Alguns exemplos são o Perspirex® e o DAP®.

Iontoforese

Essa técnica aplica um banho elétrico de baixa voltagem nas mãos, provocando um bloqueio de suas glândulas sudoríparas. Esse tratamento costuma ter um efeito de aproximadamente um mês, depois disso, são necessárias outras sessões. 

A iontoforese não é um tratamento definitivo. No início, são feitas sessões diárias, por 8 a 10 dias, depois as sessões são quinzenais ou mensais, para manutenção do efeito. 

Drogas anticolinérgicas

Existem algumas medicações que atuam no sistema nervoso central, reduzindo sua ação sobre as glândulas sudoríparas. Essas medicações são classificadas como drogas anticolinérgicas e as mais usadas são o Retemic® (cloridrato de oxibutinina) e o glicopirrolato. 

Porém, a adesão a esse tratamento é baixa por causa dos efeitos colaterais, que não são bem tolerados pelos pacientes:

  • Boca seca
  • Dificuldade para engolir
  • Retenção urinária
  • Constipação 
  • Tontura

Toxina botulínica (botox)

A injeção de toxina botulínica provoca um bloqueio do receptor da substância neuronal que estimula a produção e liberação de suor pelas glândulas sudoríparas. 

A toxina faz um bloqueio da comunicação cérebro-glândula sudorípara, impedindo o suor excessivo. 

Mas, esse tratamento também não é definitivo, dura de 4 a 6 meses. Passado esse tempo, a pessoa deve se submeter a novas injeções que podem ser bastante dolorosas e, por isso, nem todos optam por esse tratamento.

Simpatectomia torácica bilateral

A simpatectomia torácica é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo, que interrompe as fibras nervosas que estimulam a glândula sudorípara com hiperatividade. 

Essa cirurgia é considerada minimamente invasiva, porque é guiada por um aparelho de vídeo-cirurgia, que auxilia o cirurgião torácico a acessar com exatidão a fibra nervosa que deve ser bloqueada. 

É comum ocorrer um problema chamado de sudorese compensatória, que é a redistribuição do suor após a intervenção cirúrgica. Por exemplo, você deixa de suar excessivamente pelas mãos, mas começa a suar mais nas axilas. 

Há relatos de que os pacientes consideram mais fácil conviver com a sudorese compensatória, do que com o suor excessivo nas mãos ou em outro local, que motivou a procura pelo tratamento.

Terapia

Psicóloga
Se a causa do suor nas mãos for algum problema emocional, pode ser resolvido com acompanhamento psicológico

Antes de fazer os tratamentos para o suor excessivo nas mãos, você pode tentar resolver as causas ou os gatilhos emocionais que estão causando esse incômodo. 

Considere buscar ajuda de um psicólogo ou psicóloga, para saber se você tem algum tipo de fobia ou transtorno que podem estar por trás do suor excessivo nas mãos. 

Você também pode buscar terapias alternativas, como yoga, meditação ou aromaterapia que te ajudem a gerir o estresse e reduzir a ansiedade. 

Fontes e referências adicionais

Você sofre com o problema de suor excessivo nas mãos? Em que situação você percebe que suas mãos suam mais? Quais dos tratamentos mencionados você faria? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

Deixe um comentário