Taninos: conheça esses componentes do vinho e onde mais encontrá-los

Especialista da área:
atualizado em 04/01/2021

Quem aprecia a bebida e já pesquisou sobre os benefícios do vinho certamente se deparou com o nome taninos ou ácido tânico. Isso porque durante o processo de produção da bebida, eles são liberados no vinho a partir das cascas, sementes e talos das uvas.

  Continua Depois da Publicidade  

Os vinhos ricos em taninos deixam uma sensação de boca seca. Enquanto os vinhos tintos costumam ser os mais ricos nos compostos, alguns vinhos brancos também contêm o ácido tânico.

Mas você sabia que essas substâncias são famosas por apresentarem efeitos antissépticos e anti-inflamatórias, além de propriedades antioxidantes?

Ação antioxidante e anti-inflamatória

Beber vinho

De acordo com a coach de saúde Christine Ruggeri, o ácido tânico é um polifenol que atua na redução do estresse oxidativo e do dano dos radicais livres às células. A saber, o acúmulo de radicais livres ao longo do tempo é amplamente responsável pelo processo de envelhecimento.

Adicionalmente, os radicais livres podem exercer um papel no desenvolvimento de problemas de saúde como o câncer, a artrite e a doença no coração.

Além disso, como o ácido tânico ajuda a diminuir o estresse oxidativo, acredita-se que ele também possa auxiliar a diminuir a inflamação.

Outros efeitos

Já atribuiu-se outros efeitos benéficos aos taninos. Entretanto, considera-se que o ácido tânico é possivelmente ineficaz para lidar com queimaduras, assaduras de fralda, aftas e brotoejas (manchas e bolinhas vermelhas com ardor e coceira, causadas pelo excesso de calor e suor).

Ademais, as evidências quanto ao uso do ácido tânico para diarreia, suor excessivo, osteoartrite, amígdalas inchadas, câncer, unhas encravadas, hera venenosa, dor de garganta e retração gengival são classificadas como insuficientes.

Mas, cuidado!

A ingestão excessiva de taninos pode inibir a absorção de substâncias essenciais para o organismo humano. Por exemplo, eles podem diminuir a absorção do mineral ferro.

Não se sabe quanto de nutrientes se perde na dieta devido a antinutrientes como os taninos e os efeitos podem variar conforme o metabolismo de cada um e o modo de preparo dos alimentos.

  Continua Depois da Publicidade  

Mas, para reduzir os riscos, recomenda-se evitar grandes quantidades de alimentos com antinutrientes em uma única refeição e seguir uma dieta balanceada composta por toda uma variedade de comidas, ao longo do dia inteiro.

No caso dos taninos, algo que também pode ajudar é não comer ou beber algo que tenha taninos quando for consumir as fontes de ferro da dieta. Além disso, dá para eliminar os taninos ao ferver ou deixar de molho o alimento – o que não dá para fazer no caso do vinho, é claro.

Além disso, em algumas pessoas os taninos podem provocar dor de cabeça ou enxaqueca. Embora as reações não atinjam todos que consomem comidas e bebidas com taninos, alguns são mais sensíveis à substância do que outras.

Acredita-se que isso possa ter relação com alguma alergia aos taninos ou outro mecanismo que gere as dores de cabeça.

Ao mesmo tempo, precisamos ressaltar que embora o vinha tenha os seus benefícios, ele ainda é uma bebida alcoólica e, portanto, deve ser consumido com muita moderação. Não se esqueça de que o excesso de álcool é bastante prejudicial para a saúde.

Aproveite que está por aqui e entenda como o álcool engorda e também como o consumo de álcool na gravidez afeta o desenvolvimento do bebê, por exemplo.

Onde mais os taninos estão presentes?

Café preto

Além do vinho, os taninos também encontram-se em bebidas e comidas como:

  • Café preto;
  • Chá verde e chá preto;
  • Açaí;
  • Feijão vermelho;
  • Chocolate amargo (cacau);
  • Frutos secos como amêndoas, nozes e avelãs;
  • Verduras como espinafre e ruibarbo;
  • Frutas como uvas, caqui, romã, maçã e marmelo.

Confira também o vídeo a seguir em que a nossa nutricionista explica se o vinho engorda ou emagrece:

  Continua Depois da Publicidade  

Fontes e Referências Adicionais

Você costuma tomar vinho? Já conhecia os taninos? Conte para nós nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário