Tipos de dor de cabeça e o que fazer

Especialista da área:
atualizado em 23/08/2021

A dor de cabeça é uma reclamação comum entre as pessoas. Existem vários tipos e ela pode surgir por causa do estresse do dia a dia, pela tensão muscular ou por vários outros motivos, como por exemplo, mudanças hormonais, má postura e inflamações como a sinusite.

  Continua Depois da Publicidade  

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a dor de cabeça afeta praticamente todas as pessoas, mesmo que só de vez em quando, e é classificada pela como uma das dores mais incapacitantes.

Felizmente, a maioria das pessoas sente alívio depois de usar remédios para dor de cabeça ou soluções caseiras como chás para dor.

Mas a intensidade da dor pode variar de acordo com cada pessoa e também com o tipo de dor de cabeça que você está sentindo. Por isso, é importante entender quando a dor de cabeça é inofensiva e quando pode ser um sinal de algo mais sério para saber exatamente o que fazer.

Tipos de dor de cabeça

dor de cabeça

A dor pode ser primária ou secundária. No primeiro caso, a dor de cabeça é o único sintoma. Por outro lado, a dor de cabeça secundária é causada por algum outro problema de saúde, como por exemplo a sinusite ou um problema de visão que precisa de tratamento.

Dor de cabeça tensional

A dor de cabeça tensional,também conhecida como cefaleia tensional, é o tipo mais comum de dor de cabeça. Ela é decorrente da rigidez dos músculos do pescoço, costas, ombros e couro cabeludo, e aparece normalmente depois de situações estressantes, e podem causar um grande cansaço.

Geralmente, é uma dor constante que atinge os dois lados da cabeça, e a sensação é a de pressão. Ela pode durar de 30 minutos até várias horas. A maioria das pessoas consegue executar suas tarefas diárias mesmo com esse tipo de dor de cabeça.

Normalmente relaxar a mente, se desligar dos problemas, fazer uma massagem no couro cabeludo e tomar um bom banho quente já é suficiente para tratar esse tipo de dor de cabeça, mas eventualmente, caso persista, pode ser necessário a utilização de remédios analgésicos (ibuprofeno, aspirina, paracetamol, dentre outros). 

Enxaqueca

A enxaqueca é uma dor intensa e latejante que normalmente afeta apenas um lado da cabeça. Além da dor que pode ser extremamente debilitante, é possível sentir outros sintomas, como por exemplo, náuseas, vômitos e sensibilidade à luz e ao som.

As crises de enxaqueca podem durar de 3 a 72 horas. Além disso, a enxaqueca não tratada pode se tornar um problema recorrente. Sendo assim, é essencial buscar o tratamento adequado para a enxaqueca o quanto antes, que pode consistir no uso de remédios analgésicos e anti-inflamatórios.

  Continua Depois da Publicidade  

Dor de cabeça em salvas

dor de cabeça em cluster

Esse tipo de dor de cabeça, também conhecido como cefaléia em salvas, é mais comum em homens do que em mulheres. Essa dor é bem forte e costuma se concentrar atrás ou ao redor de um olho.

Na maioria dos casos, a dor surge de repente e dura de 15 minutos a 3 horas. Além disso, ela pode ir e voltar várias vezes no mesmo dia.

A dor de cabeça pode vir acompanhada por outros sintomas, que incluem:

  • Nariz entupido ou escorrendo;
  • Inchaço na pálpebra;
  • Olhos lacrimejantes;
  • Inquietação;
  • Sensibilidade à luz e ao som.

Dor de cabeça de rebote

Essa dor, também conhecida como cefaleia rebote, tem relação com o uso inadequado de analgésicos. Tratam-se de dores de cabeça frequentes que parecem com dores tensionais e enxaquecas. A característica mais importante da dor de cabeça de rebote é que ela melhora com o uso de analgésicos, mas volta pouco tempo depois, daí o nome “rebote”.

Por isso, é importante evitar a automedicação e buscar atendimento médico se a sua dor persistir por muito tempo ou for muito frequente.

Dor de cabeça pós-traumática

A dor de cabeça também pode surgir depois de um trauma físico, como bater a cabeça ou sofrer um impacto no pescoço, por exemplo.

Esse tipo de dor de cabeça costuma ser temporário, mas é importante procurar um médico para ter certeza de que não houve uma lesão mais grave.

Dor de cabeça de ressaca

dor de cabeça de ressaca

Essa dor é fácil de reconhecer, pois ela é uma dor latejante que geralmente ocorre pela manhã ou algumas horas depois de ingerir bebidas alcoólicas.

  Continua Depois da Publicidade  

Normalmente, a dor afeta ambos os lados da cabeça e piora quando a pessoa se movimenta ou é exposta ao barulho e à luz.

O ideal é evitar o consumo excessivo de álcool, mas se a ressaca aparecer, confira como melhorar a dor de cabeça de ressaca.

Dor de cabeça por esforço

Às vezes, o esforço físico extenuante ou até mesmo uma crise aguda de tosse pode causar dor de cabeça. Felizmente, esse tipo de dor dura pouco tempo, normalmente alguns poucos minutos, mas algumas pessoas podem sentir dor por até 2 dias.

Algumas atividades que podem causar dor de cabeça por esforço são correr, pular ou levantar muito peso.

Dor de cabeça sinusal

A sinusite ocorre pela inflamação dos seios paranasais, que são espaços vazios que rodeiam os olhos, a maçã do rosto e a testa. Essa condição provoca dores na cabeça ou na face, que pioram quando a cabeça é abaixada ou a pessoa se deita.

Além da sinusite, várias outras alergias podem causar sintomas como a dor de cabeça. Em casos como esse, é importante examinar os ouvidos, o nariz e a garganta para verificar se há uma inflamação ou alergia.

Aliás, muitas pessoas confundem a sinusite com a enxaqueca, o que dificulta receber o tratamento adequado.

Dor de cabeça associada à cafeína

cafeína

Consumir mais do que 4 xícaras de café por dia pode resultar em dores de cabeça. Além disso, reduzir a ingestão de cafeína de uma hora para outra também pode causar sintomas de abstinência que incluem a dor de cabeça e outros sintomas como:

  • Náusea;
  • Mau humor;
  • Irritabilidade;
  • Cansaço; 
  • Dificuldade de concentração.

Dor de cabeça hormonal

As mulheres podem sofrer de dor de cabeça hormonal, que geralmente está relacionada a mudanças nos níveis de estrogênio durante a menstruação ou gravidez.

Na maioria das vezes, a dor surge nos dias antes ou logo após a menstruação. Também pode ser um sinal de ovulação, gravidez ou menopausa.

O que fazer

Além de procurar por formas de aliviar a dor, é importante prestar atenção aos sintomas que podem indicar um agravamento do problema, que podem exigir uma intervenção médica de emergência, como por exemplo:

  • Fala arrastada;
  • Erupções na pele;
  • Vômito;
  • Torcicolo;
  • Dificuldade ou incapacidade de mover alguma parte do corpo;
  • Confusão mental;
  • Febre;
  • Dificuldades para enxergar.

Caso a dor seja muito forte ou persista por 72 horas, procure um médico para uma avaliação. 

Mesmo as dores que não significam um problema mais sério de saúde devem ser tratadas, pois isso tem um grande impacto na qualidade de vida.

Fontes e referências adicionais

Você tem muita dor de cabeça? O que costuma fazer para melhorar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhum voto ainda)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário