Uma Noite Mal Dormida Faz Você Consumir 380 Calorias a Mais no Dia Seguinte

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

Você já notou que quanto menos você dorme, mais fome sente durante todo o dia seguinte? Pesquisas apontam que isso realmente é verdade, cientificamente. Mas você pode não perceber quantas calorias a mais você está consumindo neste dia (e é mais do que você pensa).

Em um novo estudo publicado no European Journal of Clinical Nutrition, os pesquisadores se propuseram a encontrar um número aproximado do excedente de calorias consumidas pelas pessoas que dormem mal e estão cansadas durante o dia.

Nos últimos anos, a quantidade e qualidade de sono adequada surgiu como um terceiro pilar para a perda e manutenção de peso, juntamente com o exercício e alimentação saudável. Estudos anteriores já ligaram a falta de sono à obesidade e até mesmo à diabetes tipo 2. Mas esta é uma das primeiras vezes que os pesquisadores calcularam o efeito calórico de horas de sono insuficientes.

Para isso, reuniram os resultados de 11 estudos anteriores que analisaram a “privação parcial do sono” e o consumo de calorias. Privação de sono parcial “significa que as pessoas ficaram privadas de sono durante parte da noite, mas não por uma noite inteira”, explicou a autora do estudo Gerda Pot, PhD. “A privação parcial do sono pode afetar a quantidade e/ou a qualidade do sono”.

Ao todo, os estudos incluíram 172 pessoas de 18 a 50 anos de idade, ambos do sexo masculino e feminino, que tinham peso normal, excesso de peso ou obesidade. Todos os estudos incluíram grupos de controle de pessoas que dormiram o suficiente – 7 a 12 horas na cama durante a noite. As pessoas nos grupos privados de sono registaram entre 3½ e 5½ horas na cama.

Os pesquisadores descobriram que a privação de sono representou um consumo em média de 385 calorias a mais por dia, o equivalente a quatro fatias e meia de pão, diz Pot, que é professor visitante na Divisão de Ciências Nutricionais e Diabetes no King’s College, de Londres, e também um professor associado na Universidade de Vrije, Amsterdam.

Para colocar estas 385 calorias em contexto, representa cerca de um quinto das necessidades energéticas de uma mulher moderadamente ativa de 30 anos de idade.

“Além disso, as pessoas proporcionalmente consomem mais gordura e menos proteína”, Pot acrescentou. O consumo de carboidratos manteve-se praticamente o mesmo.

Outros pesquisadores especularam que a falta de sono pode afetar hormônios relacionados à fome, como leptina e grelina. Mas Pot e seus coautores acreditam que a explicação pode ser “hedônica”, ou seja, as pessoas cansadas comem demais porque estão procurando prazer. A compulsão pode ocorrer porque eles estão mais nervosos e não conseguem satisfazer a sua ansiedade comendo.

Infelizmente, os pesquisadores também descobriram que ficar acordado até mais tarde não queima calorias extras, sugerindo que não dormir o suficiente a longo prazo pode ser uma receita para ganho de peso. Mas nenhum dos estudos incluídos nesta revisão durou mais de duas semanas, tornando impossível saber se essas calorias a mais adicionam quilos extras também.

Os autores estão fazendo um estudo com pessoas que regularmente não dormem o suficiente para ver se é esse o caso. “Precisamos fazer mais pesquisas sobre o sono como um possível fator de risco para a obesidade e possivelmente outras doenças cardio-metabólicas como a diabetes, especialmente na sociedade de hoje em que as tendências estão mostrando que as pessoas dormem menos”, disse Pot.

Quantas horas você costuma dormir por dia naturalmente? Já percebeu que realmente consome mais calorias no da seguinte a uma noite mal dormida? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário