Publicidade

 

Comendo pizza

Dia do Lixo na Dieta Ajuda a Emagrecer? Como Funciona?

Você certamente já deve ter ouvido falar ou conhecido pessoas que, apesar de seguirem um plano alimentar específico para emagrecer, contam com o dia do lixo na dieta. Para quem não conhece, o dia do lixo é o dia ou momento (refeição) em que a pessoa pode escapar da dieta, comer os alimentos que tem vontade e que são proibidos pela dieta como doces, guloseimas, massas e frituras.

Publicidade

Mas será que o dia do lixo na dieta ajuda a emagrecer? Será que tal prática não prejudica a saúde? Será que não prejudica o emagrecimento? Vamos descobrir isso agora!

Como funciona o dia do lixo na dieta?

O dia do lixo costuma ser utilizado por pessoas que seguem dietas com restrições alimentares e geralmente acontece uma vez por semana. A ideia é oferecer a si mesmo um prêmio por ter obedecido o plano alimentar rigorosamente ao longo de toda a semana.

O dia do lixo foi criado como uma maneira de dar um choque no metabolismo das pessoas que seguem dietas restritas, como os praticantes do fisiculturismo, e estão sofrendo com a estagnação de sua evolução.

Uma das possibilidades para essa estagnação é uma desaceleração no metabolismo, com o corpo entrando em um estado em que segura as reservas de gordura encontradas no corpo. Quando alguém inicia uma dieta e modifica os seus hábitos, o metabolismo acelera, tornando a perda de gorduras mais eficiente.

Entretanto, com o passar do tempo e a diminuição dos níveis de leptina – hormônio que atua como agente regulador da fome e do metabolismo no organismo – , que acontece quando o indivíduo segue uma dieta com restrição calórica, a pessoa queima menos calorias e elimina gorduras com maior dificuldade.

Mesmo que haja um acúmulo de gorduras no corpo, as células do tecido adiposo já estão esgotadas. Além disso, o metabolismo sofre uma desaceleração.

Vantagens do dia do lixo na dieta

O choque no metabolismo oriundo do aumento do consumo de calorias por conta do dia lixo tem o objetivo de enganar o metabolismo, equilibrando os níveis do hormônio leptina e fazendo com que o corpo passe a queimar mais gorduras como fazia quando sofreu com a mudança anterior na dieta.

Publicidade

Quando as taxas de leptina atingem o seu limiar no organismo, o cérebro recebe o sinal de que o corpo possui energia suficiente, fazendo com que a pessoa entenda que não precisa mais se alimentar para obter energia. Entretanto, quando estes níveis caem, o apetite cresce significativamente, o que pode resultar na comilança excessiva, atrapalhando assim a perda de peso.

Outro ponto positivo do dia do lixo na dieta, com o aumento do consumo calórico, é contrapor o efeito de queda que também ocorre com os hormônios da tireoide em decorrência da dieta com restrição de calorias. Esses hormônios atuam no ritmo metabólico, ou seja, influenciam a quantidade de calorias que o corpo queima durante o dia.

Assim, quando esses hormônios possuem baixos níveis no organismo, o metabolismo também desacelera, prejudicando a eliminação de gorduras e calorias.

O fator IGF

O dia do lixo na dieta ainda é importante para os fisiculturistas que entram em dietas de redução de gordura. Isso porque tal restrição também causa um declínio no fator de crescimento insulínico (IGF, sigla em inglês), que contribui com o crescimento muscular. Sair um pouco da dieta pode fazer com que os níveis do IGF voltam a ser normalizados.

Para o fisiculturista profissional iraniano da Federação Internacional de Bodybuilding e Fitness (IFBB, sigla em inglês para International Federation of Bodybuilding and Fitness), King Kamali, fazer o dia do lixo ajuda a aliviar a mente da dieta ao mesmo tempo em que dá uma ligada no metabolismo.

Entretanto, ele ressalta que quando faz a sua refeição do lixo, composta por lanches do Mc Donald’s que podem ter mais de 770 calorias, ele toma bastante água como maneira de prevenir a retenção de líquido que pode surgir como efeito colateral do alto consumo de sódio.

Alívio mental

Tudo isso sem contar que ter um dia do lixo na dieta funciona como um descanso mental para os seguidores de dietas, pois eles não precisam contar calorias, analisar os valores nutricionais dos produtos e esforçar-se para não cair na tentação de comer uma guloseima.

Cuidados e perigos do dia do lixo 

É necessário ter precaução e moderação quanto ao dia do lixo na dieta, além de não criar tanta expectativa em relação ao momento. Isso porque essa expectativa pode resultar em grandes exageros, que levam a ansiedade, trazendo, por consequência, o desenvolvimento de transtornos alimentares.

Publicidade

É importante que não haja um dia inteiro do lixo, mas sim algumas refeições do lixo. O ideal é que a realização de duas refeições livres dentro de um intervalo de 7 a 10 dias, que englobe um acréscimo de 500 a 1200 calorias e respeite as intolerâncias alimentares da pessoa.

Fazer um dia inteiro do lixo, em que todas as refeições são desregradas, pode comprometer o emagrecimento e inclusive estimular o aumento de peso.

O ideal é deixar as refeições livres, que não devem passar de duas, para os finais de semana. Muitos profissionais defendem a presença de alimentos como pizza, feijoada, lasanha e sorvete nesses momentos e acreditam que o prazer na alimentação faz parte da amplitude e complexidade da saúde. Entretanto, ressaltam a importância do equilíbrio e de aprender a controlar as porções das comidas como parte fundamental para alcançar o peso ideal de maneira segura.

Sem exageros

Uma refeição do lixo semanal pode fazer parte da rotina de quem busca diminuir seu percentual de gordura sem causar maiores problemas apenas caso não haja uma sessão de glutonaria, com exagero na comilança. Além disso, é necessário que a pessoa siga uma dieta composta por cinco a seis refeições diárias, com controle de calorias e gorduras e que abrigue uma quantia suficiente de proteínas.

Conheça si mesmo

A eficácia e o perigo do dia ou da refeição do lixo também pode variar de pessoa para pessoa. Alguns simplesmente não conseguem manter o equilíbrio e ao ter contato com as guloseimas, exageram e prejudicam todo o seu plano alimentar.

Daí a importância de se conhecer, saber se é capaz de conter os impulsos e ter certeza que consegue manter o equilíbrio com o dia do lixo na dieta, antes de aderi-lo.

Ajuda profissional

Para se certificar de que ter um dia do lixo na dieta a cada semana não trará problemas para a sua saúde ou processo de emagrecimento, o ideal é que você consulte o seu nutricionista.

Ele poderá indicar qual a melhor forma de encaixar esses momentos livres em sua dieta, tendo em vista suas características, seus objetivos e sua saúde.

Publicidade

Caso ficar sem as guloseimas seja muito complicado para você e te cause ansiedade e sofrimento, converse com o profissional sobre a possibilidade de incluir essas comidas com maior frequência, porém em porções bem pequenas, na dieta. Outra opção é encontrar substitutos mais saudáveis e nutritivos desses alimentos.

Dicas para o dia do lixo

Uma dica para quem deseja fazer o dia do lixo na dieta é não permitir que ele aconteça com tanta frequência a ponto de se tornar um hábito ruim. A regularidade depende da posição em que a pessoa se encontra em sua dieta.

Por exemplo, quem está perto de atingir seu objetivo pode fazer refeições do lixo com mais frequência do que quem acabou de começar a dieta. Qualquer que seja a frequência, a sugestão é que os dias e refeições do lixo sejam planejados com antecedência.

Vale lembrar que comer guloseimas frequentemente pode se tornar um hábito, físico e psicológico. Ou seja, você passar a comer mais doces e “junk food” e seu corpo e mente pedem cada vez mais.

Outra tática é combinar o dia do lixo com ocasiões especiais como casamentos, aniversários e formaturas que costumam oferecer comidas e bebidas calóricas. Com o espírito de celebração e a pressão dos parentes e amigos pode ser mais difícil dizer não a tudo oferecido, logo, liberar-se nesses eventos é uma boa alternativa. Obviamente, ainda assim é preciso comer e beber com equilíbrio e consciência.

Há ainda o conselho de fazer o dia ou refeição do lixo em um dia que também ocorrerá uma sessão pesada de treinamento. A ideia é que esta refeição aconteça antes do treino que trará um grande gasto calórico.

Por fim, caso você exagere na refeição ou dia do lixo, existe a orientação de não ficar remoendo a culpa. Essas coisas acontecem, afinal todos somos seres humanos e ninguém é de ferro. O melhor a se fazer nessas situações é refletir por um momento, entender onde errou, arrepender-se e voltar ao ritmo de antes, com a consciência de não repetir o mesmo erro. 

Como compor uma refeição do lixo

O ideal é que a refeição do lixo seja relativamente equilibrada, porém, traga uma quantidade maior de calorias e carboidratos do que é previsto na dieta. É como você se fizesse escolhas pelo menos razoáveis de alimentos mas não se preocupasse tanto com quantidades. Mas é claro que existe a opção de ir “mais pesado” no lixo, e escolher os alimentos que você adora e não está podendo comer como sanduíches, pizza, bolos, etc.

Publicidade

Como exemplos de refeições do lixo podemos citar duas fatias de pizza, um cheeseburguer, um prato de massa com uma fonte de proteínas, frango refogado com arroz ou macarrão ou filé mignon com batata assada e vegetais.

Por tudo o que já foi falado, a importante lição é que o dia do lixo na dieta para emagrecer não vire um passe livre para comer sem parar e tudo de ruim. Por exemplo, algumas pessoas que estão em uma dieta de 1000 calorias por dia resolvem fazer um dia do lixo e não percebem que acabam comendo quase 4000 calorias no dia. E isso não é tão difícil como pode parecer. Um lanche generoso de fast food pode facilmente passar das 2000 calorias.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

Qual sua opinião sobre ter o dia do lixo na dieta? Acredita que ele pode ajudar a emagrecer, mesmo que psicologicamente? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 4,75 de 5)
Loading...


RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

×