Dia do lixo na dieta ajuda a emagrecer? Como fazer?

Especialista da área:
atualizado em 08/03/2021

Você já deve ter ouvido falar ou conhecido pessoas que, apesar de seguirem um plano alimentar para emagrecer, contam com o dia do lixo na dieta.

  Continua Depois da Publicidade  

Para quem não conhece, o dia do lixo é o dia ou momento (refeição) em que a pessoa pode escapar da dieta, ingerindo alimentos como doces, massas, fast-food e até mesmo bebidas alcoólicas.

Mas, será que o dia do lixo durante a dieta ajuda a emagrecer? Será que essa prática não prejudica a saúde e o emagrecimento? Vamos descobrir isso agora!

Como funciona o dia do lixo na dieta?

Dia do lixo

O dia do lixo costuma ser utilizado por pessoas que seguem dietas com restrições alimentares e geralmente acontece uma vez por semana. A ideia é oferecer a si mesmo um prêmio por seguir o plano alimentar rigorosamente ao longo da semana.

Quando alguém inicia uma dieta e modifica os seus hábitos alimentares, o metabolismo acelera, tornando a perda de gordura mais eficiente.

Entretanto, com o passar do tempo e a diminuição dos níveis de leptina, que é o hormônio produzido pelo tecido adiposo e que atua regulando a fome e o metabolismo, há uma queda do metabolismo geral, levando a uma menor queima de calorias e gorduras.

Dessa forma, o dia do lixo é uma maneira de dar um choque no metabolismo das pessoas que seguem tais dietas restritivas, e que sofrem com a estagnação de sua evolução.

Vantagens do dia do lixo na dieta

Mulher no dia do lixo

O choque no metabolismo oriundo do aumento do consumo de calorias no dia lixo tem o objetivo de “enganar” o metabolismo, uma vez que o pico máximo do hormônio leptina faz o organismo voltar a queimar mais gorduras, como antes.

Quando as taxas de leptina estão equilibradas no organismo, o cérebro recebe o sinal de que o corpo possui energia suficiente e a pessoa tem a sensação de saciedade.

Todavia, quando estes níveis caem, o apetite cresce significativamente, o que pode resultar na comilança excessiva, atrapalhando assim a perda de peso.

  Continua Depois da Publicidade  

Assim como com a leptina, as dietas restritivas diminuem também os níveis dos hormônios da tireoide, o que da mesma forma contribui para a redução do metabolismo.

Então, o dia do lixo acaba tendo um importante papel para voltar a acelerar o metabolismo, ajudar a regular a fome, e intensificar os resultados desejados.

Além disso, segundo um estudo publicado em 2019 pela Fundação Getúlio Vargas, o dia do lixo funciona como uma forma de tornar as dietas mais fáceis e prazerosas de serem seguidas, sem comprometer o resultado final, muito pelo contrário.

Cuidados e perigos do dia do lixo 

Dieta e hambúrguer

É necessário ter precaução e moderação quanto ao dia do lixo na dieta, principalmente para não criar tanta expectativa em relação ao momento, pois pode resultar em ansiedade e até desenvolver transtornos alimentares.

Também é importante que não haja um dia inteiro do lixo, mas sim algumas refeições. O ideal é realizar duas refeições livres em um intervalo de 7 a 10 dias, englobando um acréscimo de 500 a 1200 calorias e respeitando as intolerâncias alimentares da pessoa.

Muitos profissionais defendem a presença de alimentos como pizza, feijoada, lasanha e sorvete nesses momentos e acreditam na relação da alimentação com a amplitude e complexidade da saúde.

Entretanto, ressaltam a importância do equilíbrio e de aprender a controlar as porções das comidas. Desse modo, fica mais fácil alcançar o peso ideal de maneira segura.

Mas, não se esqueça: Isso pode se tornar um problema à longo prazo, justamente pelo consumo de alimentos não-saudáveis, então tome bastante cuidado.

  Continua Depois da Publicidade  

Sem exageros

Uma refeição do lixo em um dia da semana pode fazer parte da rotina de quem busca diminuir seu percentual de gordura, só precisa ter bom senso.

A eficácia e o perigo do dia ou da refeição do lixo pode variar de pessoa para pessoa. Alguns simplesmente não conseguem manter o equilíbrio e, ao ter contato com as guloseimas, exageram e prejudicam todo o seu plano alimentar.

Portanto, analise se você é capaz de conter os impulsos e manter o equilíbrio com o dia do lixo na dieta, antes de aderi-lo.

Além disso, o melhor caminho é fazer uma dieta composta por cinco a seis refeições diárias, controlando calorias e gorduras e incluindo uma quantidade suficiente de proteínas.

Ajuda profissional

Nutricionista e alimentação

Uma orientação profissional é importante para que o dia do lixo não interfira no emagrecimento e na sua saúde. Portanto, consulte o seu nutricionista.

Assim, ele poderá te indicar qual a melhor forma de encaixar esses momentos livres em sua dieta. Além do mais, pode promover uma reeducação alimentar, pensando nas suas características, objetivos e saúde.

Se ficar sem as guloseimas é muito complicado para você e te causa ansiedade e sofrimento, fale com o profissional sobre a possibilidade de incluir essas comidas com maior frequência na dieta, mas em porções menores.

Dicas para o dia do lixo na dieta

1. Não deixe que se torne um hábito

A regularidade depende da posição em que a pessoa se encontra em sua dieta. Por exemplo, quem está perto de atingir seu objetivo pode fazer refeições do lixo com maior frequência do que quem acabou de começar a dieta.

Vale lembrar que comer guloseimas frequentemente pode se tornar um hábito, físico e psicológico. Ou seja, você passar a comer mais doces e “junk food” e seu corpo e mente pedem cada vez mais alimentos muito calóricos.

2. Combine ocasiões especiais com o dia do lixo

Aqui nós incluímos casamentos, aniversários e formaturas que costumam oferecer comidas e bebidas calóricas. Com o espírito de celebração e a pressão dos parentes e amigos, pode ser mais difícil dizer não a tudo que é oferecido.

Então, se liberar nesses eventos é uma boa alternativa, lembrando sempre de comer e beber com equilíbrio e consciência. Você também pode encontrar substitutos mais saudáveis e nutritivos desses alimentos.

Há ainda a opção de fazer o dia ou refeição do lixo antes de uma sessão pesada de treinamento, com o objetivo de tentar queimar essas calorias que você ingeriu a mais.

3. Não se culpe

Por fim, caso você exagere na refeição ou dia do lixo, existe a orientação de não ficar remoendo a culpa. Essas coisas acontecem, afinal todos somos seres humanos e ninguém é de ferro.

O melhor a se fazer nessas situações é refletir, entender onde errou e voltar ao ritmo de antes, visando não repetir o mesmo erro.

Como compor uma refeição do lixo?

Composição dia do lixo na dieta

Equilíbrio é tudo. Mas, você pode abusar mais na quantidade de calorias e carboidratos nesse dia livre. Portanto, escolha alimentos que você adora, mas que não está podendo comer.

Exemplos de refeições livres: duas fatias de pizza, um cheeseburguer, um prato de massa com proteínas ou frango refogado com arroz ou macarrão.

Mas cuidado, porque pode acontecer de algumas pessoas que estão em uma dieta restritiva, de por exemplo 1000 calorias por dia, resolverem fazer um dia do lixo e não perceberem que acabam comendo muito mais, por exemplo 4000 calorias no dia.

Pode parecer um exagero, mas isso é muito comum, pois existem alimentos, como um simples lanche no fast food, que podem ultrapassar 2000 calorias.

Portanto, não deixe que o dia do lixo na dieta vire um passe livre para comer descontroladamente. Busque sempre uma mudança geral no estilo de vida, principal fator na prevenção de várias doenças, incluindo cardiovasculares, diabetes e câncer.

Assista agora um vídeo em que a nossa nutricionista passa várias dicas e cuidados valiosos no dia do lixo!

Gostou das dicas?

Fontes e referências adicionais

Qual sua opinião sobre ter o dia do lixo na dieta? Acredita que ele pode ajudar a emagrecer? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (17 votos, média 4,06)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

1 comentário em “Dia do lixo na dieta ajuda a emagrecer? Como fazer?”

  1. Otimo texto. Depois de 15 dias seguindo a dieta a risca eu pude substituir a minha 5 refeição do domingo (apenas neste dia) por pizza. No minha refeição do lixo não está liberado açúcar.

    Responder