Mulher Perde Metade do seu Peso e Acaba se Separando do Marido

Angela Crickmore viu seu peso subir assustadoramente ao longo de 20 anos, chegando a pesar 90 kg. Embora seu marido pensasse que ela era linda, a mulher de 36 anos sentia pressão para perder peso, pois seus amigos e família a faziam ser consciente sobre seu tamanho.

Angela culpava seu estilo de vida inativo, no qual ela apenas trabalhava, cozinhava e assistia à TV, pelo seu sobrepeso. No entanto, chegou a um momento em que ela ficou tão desesperada para mudar que considerou até mesmo fazer uma cirurgia de balão gástrico.

Depois de ver uma amiga perder peso, Angela se inspirou a iniciar sua própria batalha pelo emagrecimento, embora no momento ela não percebeu o que isso lhe custaria. “Eu pensei: ‘Se ela pode fazer isso, eu também posso'”, lembrou Angela.

angela4

A brasileira, que hoje mora em Londres, vasculhou na internet as últimas dietas e encontrou informações sobre comer a cada três horas para perder peso.

Angela disse: “Eu estava desconfiada no começo sobre esse negócio de comer mais para perder peso, mas eu tinha que fazer algo porque nada tinha funcionado para mim antes”.

Ela começou a consumir porções menores de alimentos mais saudáveis, apostando em uma abundância de carnes magras, batata doce, abacate e nozes.

“Eu tinha um alarme no meu telefone para que eu nunca pulasse uma refeição e comecei a levar comigo uma marmita para qualquer lugar que eu ia e tinha as minhas refeições prontas para comer.”

Quando ela começou a ver seu peso diminuindo, Angela passou a se exercitar, praticando longas caminhadas no parque, já que se sentia “muito pesada e envergonhada” para se inscrever numa academia.

angela2

Seu marido a levava de carro e esperava por ela, sem sentir a necessidade de participar das caminhadas porque “já era magro”.

Angela disse: “Eu queria correr, mas por ser tão pesada, eu tinha que caminhar primeiro. Caminhei todos os dias com chuva ou sol, por uma hora, e depois comecei a correr conforme ficava menos pesada.”

Oito meses depois, ela se matriculou na academia e se interessou pela musculação.

Angela perdeu incrivelmente 32 kg, mas seu novo estilo de vida saudável colocava pressão sobre o seu relacionamento com seu marido.

Ela explicou: “Eu comecei a querer uma vida diferente, eu queria estar mais ao ar livre, praticar escalada, caminhadas, jogar tênis, qualquer esporte. Eu gostava de diferentes alimentos e não queria estar em casa na frente de uma TV comendo lanches mais.”

“Comecei a ter muito medo de voltar a ser quem eu era.”

E depois de nove anos de casamento, o casal se separou e seu filho Luy foi morar com o pai.

Ela disse: “No início, foi difícil e eu comecei a ter ataques de pânico. Mas isso logo passou e eu comecei a sentir que a melhor coisa para mim era seguir em frente.”

Três anos depois, Angela ainda é solteira e gosta de conhecer pessoas novas que têm um estilo de vida semelhante. Mas ela não tem nenhum arrependimento sobre sua transformação e o que isso trouxe à sua vida.

angela3

“Estou na melhor forma de minha vida e me sinto muito recompensada porque trabalhei muito duro para isso”.

Angela agora está se formando em Educação Física, algo que sua experiência de mudança de vida a fez investir.

Ela disse: “Eu quero representar uma boa empresa de suplementos, de modo que mais e mais pessoas possam ver a minha história e se relacionar comigo.”

“Não só os atletas podem ter um abdômen definido. Uma mulher ex-obesa também pode ter um e ser feminino, assim como eu.”

A dieta de Angela antes

Sorvete, massas, arroz, leite, pão, cereais, batata, tacos, algumas frutas, frango, cerveja, drinks, caipirinhas.

A dieta de Angela agora

Peixe, frango, peru, bife, ovo branco, batata doce, queijo cottage, aveia, legumes, abacate, nozes, sementes.

Você concorda com a reação do marido de Angela, terminando com ela após a sua mudança de hábitos? O que você faria se isso acontecesse com você? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

3 comentários

  1. Eu não concordo com a atitude de nenhum dos dois. Acho que ele foi até companheiro a levando para caminhar, mas ela poderia tentar negociar com ele o novo estilo de vida. Sem deixar de ser a companheira que era, porém com moderação. Relacionamentos bons, são muito difícil de achar hoje em dia, então acho importante preservar.

  2. Imagino que não foi uma decisão relâmpago a separação mas concordo, houve intolerância de ambos. Preservar e salvar o casamento no máximo possível. Porém, torço pelo melhor na vida de todos e se Deus quiser, esse casamento poderá ser restaurado ou não.

  3. Não ficou claro se foi ele ou ela que decidiu colocar um ponto final no relacionamento, pelo que percebi no início ele foi muito companheiro, levando-a para fazer as caminhadas e esperando o qto fosse preciso.
    Ela ficou com alto estima elevadíssima q não é pra menos…e que é muito bom! Porém jogou fora um relacionamento por um estilo de vida no qual de repente o marido não fazia parte, mas e daí? devemos respeitar o espaço do outro..as vontades e desejos de cada um e tentar uma harmonia saudável para ambos. Um casamento não se deixa por vaidade…por um corpo sarado..por simplesmente gostar de esporte enquanto o outro não gosta… Q ambos possam rever esse conceito.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*