5 Benefícios do Chá de Jasmim – Para Que Serve e Propriedades

Vamos conferir os principais benefícios do chá de jasmim, para que serve essa planta, suas propriedades e alguns cuidados para seu consumo apropriado.

O nome científico é Jasminum officinalis, porém, ela também pode ser conhecida pelos nomes de jasmim, jasmim-amarelo, jasmim-branco, jasmim-da-china ou jasmineiro.

Encontrado em lojas de produtos naturais, feiras livres, farmácias de manipulação e mercados, o jasmim pode ter as suas flores misturadas com as folhas do chá verde, do chá preto, do chá branco ou do chá oolong para o preparo de outro chá.

Para que serve – 5 benefícios do chá de jasmim

1. Efeito relaxante

O jasmim possui propriedades relaxantes e, por conta delas, é bastante utilizado para auxiliar a diminuir o estresse.

Enquanto pesquisas iniciais indicaram que inalar a fragrância de uma pequena quantidade do éter absoluto de jasmim melhora o alerta mental, inalar uma quantia maior do éter absoluto de jasmim aparenta trazer um efeito relaxante. Porém, não sabemos se esse éter absoluto é encontrado no chá de jasmim.

Além disso, outros estudos sugerem que o odor do jasmim não interfere em relação à concentração e que as evidências que apontam que o jasmim provoca o relaxamento como um sedativo são classificadas como insuficientes.

No mesmo sentido, a especialista em nutrição fitness Malia Frey ressalta que os benefícios de diminuição do estresse e indução do sono atribuídos por consumidores do chá de jasmim à bebida não estão bem documentados em estudos clínicos.

2. Bebida livre de calorias

O chá de jasmim – sem a adição de açúcar ou outros acompanhamentos calóricos e doces – é uma bebida livre de calorias.

Ou seja, ele pode ser uma boa adição à dieta de quem controla as calorias de suas refeições com o objetivo de emagrecer.

3. Fonte de antioxidantes

A mestra em ciência molecular e celular Sylvie Tremblay também apontou o chá de jasmim como uma bebida cheia de antioxidantes.

Os antioxidantes são conhecidos por combater os radicais livres, substâncias que causam danos ao corpo e estão associadas ao envelhecimento e ao desenvolvimento de problemas de saúde graves como o câncer. “O chá verde – incluindo o chá de jasmim – é uma fonte potente de catequinas, em conjunto com vários outros antioxidantes”, escreveu Tremblay.

4. Efeito sob células cancerígenas

Uma pesquisa publicada no jornal Nutrition apontou que pode haver uma relação inversa entre a frequência no consumo de chá e o risco de desenvolver células escamosas de câncer esofágico.

“No estudo, as pessoas que consumiram mais chá não fermentado, incluindo o verde, o oolong e o chá de jasmim (o chá não fermentado tem mais antioxidantes) tiveram um risco menor de desenvolver as células escamosas de câncer, em comparação com aqueles que não tomaram o chá”.

Entretanto, as evidências a respeito do uso do jasmim para o tratamento do câncer são consideradas insuficientes. Se você sofre com qualquer tipo de câncer, deve seguir ao tratamento recomendado pelo médico e só mudar a forma de tratar a doença com a autorização médica.

5. Colesterol

Ainda segundo pesquisas conduzidas em animais, o consumo de chá verde e de chá de jasmim apresentaram efeitos expressivos em relação à diminuição dos níveis de colesterol no sangue e no fígado.

No entanto, para que se tenham conclusões sobre a ação da bebida em relação ao colesterol, é necessário realizar estudos com seres humanos. Portanto, se você tem problemas de colesterol, siga o tratamento recomendado pelo seu médico e consulte-o antes de utilizar qualquer chá ou outro produto para auxiliar esse tratamento, mas vale a pena conhecer algumas outras opções de chá para colesterol alto.

Cuidados com o chá de jasmim

Ainda que seja considerado provavelmente seguro para a maioria das pessoas em quantias alimentares, não se sabe se o jasmim é seguro quando utilizado como um medicamento.

Encontramos relatos de que o jasmim pode provocar reações alérgicas. Ao experimentar uma reação alérgica ou qualquer outro tipo de efeito colateral ao tomar o chá de jasmim ou utilizar outra preparação da planta, procure rapidamente o auxílio médico para receber o tratamento médico apropriado.

É fundamental consultá-lo também antes de começar a tomar o chá de jasmim para saber se o consumo é realmente indicado, checar se a bebida não pode fazer mal para você e verificar qual é a dosagem e a frequência de uso seguras.

Jamais utilize qualquer chá no lugar de um tratamento recomendado pelo médico sem consultar mais de uma opinião médica porque isso pode prejudicar seriamente a sua saúde. Mesmo as bebidas naturais como os chás podem ter contraindicações e provocar efeitos colaterais, especialmente quando usadas em dosagens inapropriadas e/ou exageradas. Portanto, é sempre bom ter cuidado.

Essa recomendação de procurar o médico é fundamental para todas as pessoas, principalmente aquelas que têm uma saúde sensibilizada como mulheres que estejam grávidas, mulheres no período do aleitamento, crianças, adolescentes, idosos e pessoas que tenham qualquer doença ou condição especial de saúde.

Também é necessário informar ao médico caso faça uso de algum medicamento, suplemento ou planta para que ele verifique se não faz mal utilizar a substância em questão ao mesmo tempo em que toma o chá de jasmim.

Antes de preparar o chá, também é essencial certificar-se de que os ingredientes selecionados para o preparo são de boa procedência e de boa qualidade, estão bem higienizados, não possuem a adição de substâncias que possam prejudicar a saúde e que a planta escolhida realmente se trata de um jasmim, não sendo uma falsificação.

Cuidados com o chá verde

Como as flores de jasmim costumam ser misturadas principalmente ao chá verde para originar um novo chá, como informou a nutricionista Michele Turcotte, resolvemos trazer também os cuidados que o consumo do chá verde exige.

O chá verde pode prejudicar quem toma medicamentos anticoagulantes/afinadores do sangue. Quem faz uso de quaisquer remédios, suplementos ou plantas medicinais precisa consultar ao médico para saber se não faz mal utilizar o chá verde ao mesmo tempo em que a substância em questão, usada em seu tratamento.

Além disso, vale ressaltar que o chá verde não deve ser ingerido por quem sofre com distúrbios hemorrágicos.

O consumo excessivo de chá verde, na forma líquida ou na forma de extrato, pode provocar: prisão de ventre, náusea, sensação de inquietação e, em alguns casos, uma reação alérgica, que pode incluir dificuldade para respirar, urticária, aperto no peito, inchaço no rosto, batimento cardíaco rápido e mudanças de humor ou estados mentais inconstantes.

O chá verde pode piorar ou afetar condições como anemia, ansiedade, diabetes, diarreia, glaucoma, síndrome do intestino irritável, doença hepática e osteoporose. Converse com o seu médico a respeito do uso da bebida caso tenha qualquer uma dessas doenças.

Controlar a quantidade de chá verde que se consome também é necessário porque ele é uma grande fonte de oxalatos, que podem provocar cálculos renais.

Alertamos, também, que mulheres que estejam grávidas ou amamentando não devem consumir uma quantidade excessiva de chá verde, não devendo ultrapassar a dose de mais de duas xícaras do chá diariamente.

Especialistas recomendam ainda que pessoas com idade inferior aos 18 anos não tomem o extrato de chá verde.

Referências Adicionais:

Você já conhecia os possíveis benefícios do chá de jasmim? Pretende adicionar bebida na sua rotina? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário