5 Malefícios do Café Comprovados Cientificamente

Especialista:
atualizado em 13/04/2020

Conheça quais são os malefícios do café comprovados cientificamente. Embora várias pesquisas vêm comprovando todos os seus benefícios, será que tomar muito café faz mal à saúde?

Com apenas algumas poucas calorias por xícara, o bom e velho café preto te deixa mais ativo e concentrado. Ele te acorda, aumenta sua taxa metabólica e diminui o risco de algumas doenças.

Apesar do que você já deve ter ouvido, há muitas coisas boas a serem ditas sobre o café, já que ele é rico em antioxidantes e está associado a um risco reduzido de muitas doenças.

São vários os benefícios do café que a ciência já comprovou e por isso muito se fala que tomar café faz bem para a saúde. Novos estudos, inclusive, já mostraram que essa bebida pode aumentar a longevidade.

No entanto, também contém cafeína, um estimulante que pode causar problemas para algumas pessoas, principalmente quando consumida em excesso, e é principalmente por isso que existem alguns malefícios do café, que você pode conferir a seguir:

1. A cafeína pode interromper o sono e causar ansiedade

Uma substância química chamada adenosina normalmente se acumula no corpo quando a pessoa está acordada, e níveis mais altos fazem com que a pessoa sinta sono, agindo como um temporizador natural para avisar quando é hora de ir dormir.

No entanto, a cafeína se liga aos receptores de adenosina no cérebro e interrompe a passagem do sinal de sonolência, ajudando as pessoas a permanecerem acordadas.

Embora muitas vezes ela seja a melhor opção para te manter acordado, como por exemplo durante um dia longo de trabalho, ela também tem o seu lado negativo.

Assim como pode te ajudar a se manter acordado, ela também pode atrapalhar o seu sono. Por isso, principalmente para as pessoas mais sensíveis, é recomendado parar de tomar café depois das duas horas da tarde.

Consumir muita cafeína pode levar a nervosismo, ansiedade, palpitações cardíacas e até ataques de pânicos. Se você é sensível à cafeína e tende a ficar super estimulado, não deve tomar café, bem como aquelas pessoas que sofrem com intolerância à cafeína.

2. Efeito na pressão sanguínea e como diurético

A cafeína também pode ter efeitos diuréticos e de aumento da pressão sanguínea, embora estes geralmente se dissipem com o seu consumo regular.

No entanto, um ligeiro aumento da pressão arterial de 1 a 2 mm/Hg pode persistir.

A cafeína também estimula diretamente o sistema nervoso, deixando as pessoas mais alertas e focadas, mas quando consumida em excesso, ela pode te deixar trêmulo e ansioso.

Além disso, ela também aumenta os níveis de adrenalina – deixando as pessoas em um estado de “luta ou fuga” que pode causar batimento cardíaco irregular e pressão arterial mais alta.

Este excesso de estimulação pode ser um dos principais malefícios do café para quem já sofre com pressão alta.

“Algumas pessoas são metabolizadores lentos da cafeína”, disse Penny Kris-Etherton, professora de nutrição da Penn State University, Estados Unidos. “É uma predisposição genética. Algumas pessoas podem experimentar nervosismo, palpitações, insônia – como aquelas bebidas energéticas que lhe dão um grande impulso”.

3. Cafeína é viciante e sua falta pode levar à abstinência

Outro problema com a cafeína é que ela pode levar ao vício. As pessoas que consomem cafeína regularmente tornam-se tolerantes e ela para de funcionar como antes, configurando mais um dos malefícios do café em excesso.

Quando isso acontece, para obter os mesmos efeitos que obtinham antes, é necessário ingerir uma dose maior.

Quando as pessoas se abstêm de cafeína, elas apresentam sintomas de abstinência como exaustão, dores de cabeça, nevoeiro mental e irritabilidade. Esses sintomas podem durar alguns dias e a tolerância e abstinência são as características do vício físico.

4. Excesso de açúcar

Outro grande vilão da saúde é o açúcar, principalmente quando consumido em excesso, e muitas pessoas acabam colocando açúcar demais no seu café.

“Sabemos que o açúcar tem efeitos adversos”, disse Penny Kris-Etherton, professora de nutrição da Penn State University, Estados Unidos.

“Mesmo se você adicionar açúcar no café e não exceder suas necessidades calóricas, ainda estará negando alguns dos benefícios desta bebida porque o açúcar é um ingrediente alimentar negativo”.

Esse aviso vale o dobro para bebidas de café ainda mais sofisticadas ricas em cremes e outros ingredientes calóricos e ricos em gorduras.

Três a cinco xícaras de café por dia podem fazer parte de uma dieta saudável, mas isso se refere apenas ao café preto comum.

Outros produtos químicos do café que podem fazer mal à saúde

Os malefícios do café que são causados principalmente quando consumido em excesso não se devem apenas a cafeína, já que ele também contém uma série de outros produtos químicos que podem ter efeitos muito diferentes.

O café é muito rico em um grupo de compostos chamados polifenóis, que são outra forma de defesa que as plantas têm contra insetos.

Os consumidores regulares de café podem receber até 1g desses compostos por dia simplesmente através do café – e isso é muito!

Os polifenóis realmente diminuem a pressão sanguínea, reduzindo o risco de ataque cardíaco ou derrame e aumentam o suprimento sanguíneo para o cérebro, possivelmente fornecendo alguma proteção contra a demência.

Métodos de preparo que interferem nos malefícios do café

Os métodos de preparo do café podem afetar o sistema cardiovascular causando alguns riscos.

Por exemplo, os filtros de papel removem um composto chamado cafestol que aumenta o colesterol LDL (o tipo ruim), de modo que o café não filtrado pode representar um risco maior à saúde.

Ainda assim, a pesquisa mostra que os benefícios do café para a saúde do parecem compensar os riscos. Apenas preste atenção em como você está se sentindo depois de consumir café. Entre em sincronia com o que seu corpo está sentindo.

Como você pode ver, existem alguns malefícios do café, porém, todos eles ocorrem principalmente quando ele é consumido em excesso.

Referências Adicionais:

Você já conhecia os malefícios do café consumido em excesso comprovados cientificamente? Consome com muita frequência no dia a dia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário