8 Vantagens de Ser Vegetariano – Benefícios e Dicas

Especialista:
atualizado em 17/12/2019

Se até alguns anos atrás ser vegetariano era sinônimo de ser “diferente” e significava ter que fazer malabarismos para comer fora de casa, atualmente o termo se popularizou e a cada dia aumenta o número de pessoas que decidem eliminar o consumo de carne da dieta.

Maior conscientização sobre o peso e a saúde, preocupação com os animais e até mesmo o cuidado com o meio ambiente são alguns dos principais motivos citados por quem resolveu priorizar o consumo de alimentos de origem vegetal.

Para quem está pensando sobre o assunto e quer saber quais são as vantagens de ser vegetariano, a boa notícia é que de fato existem muitas delas. Ao eliminar (ou restringir) o consumo de gordura saturada de origem animal e passar a consumir mais verduras, frutas e legumes, você estará trazendo inúmeros benefícios para a sua boa forma e saúde.

Antes de saber quais são as vantagens de ser vegetariano, entenda um pouco mais sobre os principais tipos de vegetarianismo e conheça também alguns dos benefícios de eliminar a carne do seu cardápio.

Tipos de Vegetarianismo

images (4)

Apesar do termo vegetariano ser popularmente aplicado a todos aqueles que deixam de comer carne, vale lembrar que existem diferentes tipos de vegetarianismo. São eles:

– Ovolactovegetarianos

Podemos dizer que este é o tipo de vegetarianismo clássico e o mais comum nos dias atuais. Como o nome já sugere, os ovolactovegetarianos não consomem nenhum tipo de carne (seja frango, peixes ou frutos do mar) mas ainda sim incluem ovos e laticínios na dieta.

Como o leite, queijo, iogurte e ovo estão liberados, a dieta ovolactovegetariana é considerada a menos restritiva (e também a mais fácil de ser seguida) de todas as dietas vegetarianas, pois inclui boas fontes de vitamina B12 e de cálcio, excluindo assim a necessidade de suplementação desses nutrientes. 

– Lactovegetarianos

Assim como os ovolactovegetarianos, os lacto vegetarianos não consomem nenhum tipo de carne, mas ao contrário deles, os lactovegetarianos também excluem os ovos da dieta, consumindo somente laticínios e demais produtos de origem vegetal.

– Vegetarianos

Os vegetarianos (também conhecidos como vegetarianos estritos) não consomem carne, ovos e nenhum tipo de laticínio.

– Veganos

Além de não consumir qualquer alimento de origem animal (incluindo o mel e a gelatina), os veganos também evitam utilizar produtos cuja fabricação inclua produtos originados de animais, como é o caso do couro e da lã. Os veganos também não consomem produtos que tenham sido testados em animais, como é o caso de alguns cosméticos.

Benefícios de Ser Vegetariano

Como veremos logo mais, as desvantagens são muito menores que todas as vantagens de ser vegetariano. Melhor controle do peso, diminuição do risco de doenças cardiovasculares, regulação da pressão arterial, diminuição dos níveis de colesterol ruim, melhora no sono e até mesmo aumento da longevidade são apenas alguns dos benefícios de ser vegetariano.

E para quem está preocupado com o meio ambiente, interromper o consumo de carne pode ter um grande impacto na natureza: cerca de 70% dos grãos produzidos no país são utilizados para alimentar os animais que posteriormente servirão para consumo humano.

1. Maior facilidade para controlar o peso

125314-420x279-Vegetarian_Weight_Loss

Nossa alimentação atual, rica em gordura saturada, alimentos altamente processados e carente de verduras, legumes e frutas está nos deixando cada vez mais acima do peso e em guerra permanente com a balança. Quando mais da metade da população está com sobrepeso ou obeso, podemos dizer que temos um grande problema alimentar.

Embora a ciência ainda não tenha comprovado que a dieta vegetariana emagrece, diversos estudos sugerem que não-vegetarianos costumam apresentar um Índice de Massa Corporal maior do que seguidores de dietas à base de vegetais.

Em um estudo conduzido durante seis anos pelo Dr. Dean Ornish, presidente do Instituto de Pesquisa em Medicina Preventiva situado na Califórnia, foi demonstrado que pessoas que seguiram uma dieta vegetariana com pouca gordura eliminaram, em média, 10,5 quilos após o primeiro ano e mantiveram o novo peso pelos cinco anos seguintes. Além de não contarem carboidratos e calorias, os participantes foram orientados a comerem até se sentirem saciados.

Uma das explicações para a perda de peso é que, como as receitas vegetarianas no geral contêm menos gordura saturada e costumam ser menos calóricas, os vegetarianos podem ter mais facilidade para cuidar do peso do que aqueles que consomem grandes quantidades de carne e laticínios.

Os legumes e verduras trazem saciedade com uma menor quantidade de calorias e gorduras, além de fornecerem uma boa quantidade de fibras. Com isso, você sente-se satisfeito com uma quantidade menor de calorias, o que significa uma probabilidade bem menor de exagerar na quantidade de calorias totais consumidas ao longo do dia.

É claro que essa não é uma regra: não raro, a eliminação de carne da dieta e a falha em substituí-la com boas proteínas de origem vegetal causa um maior aumento no consumo de carboidratos. A explicação é simples, uma vez que a sensação de saciedade costuma ser menor na ausência de proteínas. O que acontece é que esses carboidratos são, em sua maioria, refinados e pouco nutritivos, como é o caso do açúcar e da farinha branca.

Por esse motivo, uma dieta vegetariana não é um bilhete direto para a magreza, mas se você souber incluir uma boa variedade à mesa e lembrar-se de limitar o consumo de açúcar e alimentos processados, a perda de peso poderá ser uma das boas vantagens de ser vegetariano.

2. Melhor funcionamento do intestino

As verduras e legumes presentes em maior volume na dieta vegetariana fornecem uma grande quantidade de fibras, que além de aumentarem a saciedade também contribuem para uma melhora do trânsito intestinal. E um bom funcionamento do intestino significa uma diminuição nas inflamações e também uma redução no risco de desenvolvimento de alguns tipos de câncer do aparelho digestivo, entre eles o de intestino.

3. Redução do risco de doenças do coração 

images

Uma das maiores vantagens de ser vegetariano é a diminuição do risco de doenças cardiovasculares, como a arteriosclerose e o infarto. Isso porque o consumo excessivo de carne pode elevar os níveis de LDL no sangue, o que significa um maior acúmulo de partículas de gordura na parede das artérias e um elevado risco de entupimento dos vasos e também de infarto.

Segundo uma pesquisa publicada em 2013 que contou com a participação de 44.000 pessoas, indivíduos que seguiram uma dieta vegetariana apresentaram uma probabilidade 32% menor de desenvolver doença cardíaca em comparação às pessoas que incluíram carne regularmente na dieta.

4. Níveis menores de Colesterol Ruim

Como a maior fonte de colesterol na dieta são os alimentos de origem animal, e as frutas, verduras, legumes e nozes são naturalmente isentos de colesterol, a dieta vegetariana pode ajudar a controlar naturalmente os níveis de LDL – ou colesterol ruim. Outro benefício das verduras e legumes é a grande quantidade de antioxidantes, substâncias que contribuem para a redução das inflamações e assim minimizam os riscos para o coração.

A soja, outra proteína consumida regularmente em dietas vegetarianas, contém isoflavonas, um tipo de fitonutriente que tem a capacidade de baixar os níveis de LDL em circulação na corrente sanguínea. Em média, os vegetarianos apresentam níveis de colesterol 14% menores do que pessoas que consomem carne regularmente.

Mais um dos benefícios de ser vegetariano é que as dietas sem carne costumam ser ricas em nozes, que por sua vez fornecem gorduras boas para o cérebro e ainda contribuem para elevar os níveis de HDL, o bom colesterol.

5. Pressão arterial sob controle

Uma revisão recente de 39 estudos publicada no Journal of the American Medical Association revelou mais uma das vantagens de ser vegetariano: um maior controle da pressão sanguínea. Segundo dados coletados durante as pesquisas, seguidores de dietas vegetarianas apresentam pressão sanguínea mais baixa quando comparados com seguidores de dietas convencionais à base de carne.

Segundo os pesquisadores, essa diminuição da pressão através da dieta pode ocorrer por dois motivos. O primeiro deles seria o fato da dieta vegetariana conter pouca gordura e muita fibra, o que contribuiria para a perda de peso. E isso, por sua vez, levaria a uma queda na pressão arterial.

Outro mecanismo pelo qual a dieta vegetariana pode diminuir a pressão é através de alguns minerais presentes nas frutas e verduras. Os vegetais são pobres em sódio e ricos em potássio, sendo que este último tem a característica de produzir uma queda na pressão arterial.

6. Menor risco de diabetes

Vegetarian-Diets-Reduces-Blood-Pressure-800x390

Embora não se possa afirmar que dieta vegetariana cura a diabetes, pesquisas recentes têm revelado uma relação entre uma dieta sem carne e um menor risco de desenvolvimento da doença. Segundo alguns pesquisadores, a dieta vegetariana diminui a probabilidade de uma pessoa ter diabetes porque ela auxilia na manutenção do peso e melhora o controle do açúcar na corrente sanguínea, dois dos principais fatores associados ao surgimento do diabetes.

7. Pele, cabelos e unhas mais saudáveis

O aumento no consumo de legumes e frutas na dieta significa uma maior quantidade de vitaminas e minerais à disposição do organismo para poder executar suas funções de crescimento e renovação celular. Por isso, as vitaminas são fundamentais na manutenção de um cabelo, unhas e pele mais bonitos e saudáveis.

8. Maior Longevidade

images (3)

Se nenhuma das outras vantagens de ser vegetariano o convenceu, esta talvez o ajude a mudar de ideia: estudos têm relacionado a dieta vegetariana a mais anos de vida. Segundo pesquisadores, vegetarianos tendem a apresentar melhores índices de longevidade pois em geral estão menos expostos a toxinas e produtos químicos (como conservantes e corantes) e também porque consomem uma maior quantidade de antioxidantes.

Dicas

His and Her Shopping Baskets

Para não anular os benefícios da dieta vegetariana, siga essas dicas:

  • Muitos vegetarianos caem no erro clássico de exagerar nos alimentos processados. O fato de um alimento não conter produtos de origem animal não o transforma automaticamente em um alimento saudável. Salgadinhos, bolos, bolachas, pizzas congeladas e batata frita são todos alimentos “permitidos” para vegetarianos, mas na verdade são ricos em gordura trans e pobres em nutrientes importantes;
  • O excesso de carboidratos refinados é um problema para os vegetarianos, que acabam se voltando para esses alimentos na tentativa de compensar a ausência de proteína animal. Para evitar que isso ocorra com você, é fundamental que sua dieta inclua boas fontes de proteína vegetal (feijão, grão de bico, lentilha, ervilha, nozes, cogumelo, sementes, soja fermentada) e também uma variedade de cereais integrais, como arroz e trigo. Ou seja, troque o arroz e o pão branco pela versão integral, e também lembre-se de consumir proteína em todas as refeições, para evitar a fome precoce e a vontade de comer doces (ou outros alimentos mais calóricos);
  • Como você estará sem fontes de proteína animal, é importante incluir proteínas vegetais de qualidade em todas as suas refeições. Feijão, lentilha, grão de bico, nozes, chia, quinoa, tempeh (soja fermentada) e semente de girassol são todas ótimas opções com uma boa quantidade de proteínas para você incluir no seu cardápio diário;

images (2)

  • A palavra mais importante para o sucesso da dieta vegetariana é variedade. A soja é uma excelente fonte de proteína? Sim, com certeza, mas isso não significa que você deva consumir soja três vezes ao dia, todos os dias da semana. O mesmo vale para os demais alimentos de origem vegetal, pois cada um deles fornece uma determinada variedade de nutrientes, e para que seu corpo tenha à disposição todos aqueles de que necessita, você deverá abastecê-lo com alimentos variados;
  • De nada adianta você eliminar o consumo de carne para cuidar da saúde mas exagerar no consumo de frituras, alimentos congelados, refrigerantes, bolos e adoçantes. Se o seu objetivo for cuidar da saúde e manter a boa forma, limite ao máximo seu consumo de alimentos industrializados e dê prioridade aos alimentos em sua forma natural;
  • Eliminar todos os produtos de origem animal de um dia para o outro pode deixá-lo com algumas carências nutricionais, sobretudo se você ainda não estiver seguindo uma alimentação variada. Para que isso não ocorra com você, a principal dica é procurar um nutricionista para auxiliá-lo na transição para uma dieta vegetariana e orientá-lo sobre a eventual necessidade de fazer a suplementação de vitamina B12 ou ferro.
Fontes e Referências Adicionais:

Você acredita que essas vantagens de ser vegetariano te levariam a adotar esse estilo de vida e alimentação? Por quê? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (15 votos, média: 4,67 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

11 comentários em “8 Vantagens de Ser Vegetariano – Benefícios e Dicas”

  1. Sou vegetariano a 7 meses me sinto bem melhor agora inclusive com a respiração que vi bastante diferença, só tô perdido um pouco com relação a receitas vegetarianas pra diversificar um pouco.

  2. Comecei a dieta em 06/2018, à 1 ano e 5 meses, no início fui criticado, me disseram que meu corpo não iria suportar, devido ao não consumo de proteína animal, entretanto, quanto mais os dias passam melhor eu me sinto, aliei a dieta com musculação, definitivamente meu corpo perdeu gordura e ganhou massa muscular. Senti diminuir a ansiedade e inclusive alguns sintomas depressivos desapareceram por completo. Meu cognitivo se tornou mais alerta e receptivo( e olha que eu sou geminiano….), minha concentração e aprendizagem aumentaram junto com a criatividade. Sem palavras, foi uma das minhas melhores escolhas.

  3. Me tornei ovolactovegetariana em março desse ano. Tive uma recaída mês passado, voltei a comer carne!! Que arrependimento!!! Minha consciência pesou (por causa dos bichos) e a saúde piorou, meu ácido úrico disparou, minha resistência a insulina se agravou e o intestino?? Parou de funcionar bem!! Que pesadelo!! Agora estou voltando a ser ovolactovegetariana para nunca mais deixar!! Comer carne não faz falta a ninguém, definitivamente!

  4. Hj nao como carne vermelha.So branca.Adoro peixe.sou apaixonada por legumes verduras e frutas me sinto muito bem.Quwm sabe um dia me tornarei vegetariana.

  5. Me tornei ovolactovegetariana há 5 meses, foi a melhor decisão da minha vida!! Emagreci 8 kilos, meu cabelo parou de cair, unhas pararam de quebrar! Mas como foi explicado simplesmente não comer carne e não consumir água e muitas fibras de nada irá adiantar, para mim essa é o modo de vida mais sensato, consome se cálcio, vitamina B12 (dos ovos) e ainda o intestino funciona muito melhor!! *.*

    • Eu amo a alimentação vegetariana. Todos os dias almoço comida vegan, uma delícia! Sabendo que a saúde entra pela boca e e a doença também, optei pela comida vegetariana por ser extremamente saudável. Os alimentos processados e as gorduras saturadas das proteínas animais, são muito nocivas. Sou atleta de natação e ciclismo e quando optei pela alimentação vegetariana, observei um maior e melhor rendimento. Não como gluten. Os carboidratos, retiro das frutas e raízes como: batata doce, inhame, macaxeira ou aipim, cará, etc. A gordura natural eu encontro nas frutas como abacate, côco fresco, oleaginosas como as castanhas e nozes. Como muita salada crua temperada com muito alho e ervas, que torna o sabor delicioso. Existem receitas deliciosas e muito nutritivas. Aderi. RECOMENDO!

  6. Se todos parassem de comer carne e derivados o planeta seria bem melhor…. eu estava lendo e olha oque eu achei :

    Estudos estimam que quase todos os resíduos de toxinas são encontrados nas carnes, peixes e laticínios. Ser vegano é evitar que estas toxinas acabem ingeridas.
    Ja viram algum vegano em algum hospital com essas doenças e canceres que vou citar a baixo??
    DOENÇAS CRÔNICAS:obesidade, hipertensão e diabetes do tipo 2.
    DOENÇAS CORONARIANAS : causa da morte de 5 milhões de pessoas anualmente. É possível até reverter alguns danos já causados ao coração por uma dieta onívora ao aderir ao veganismo.
    Câncer cólon, de mama, da próstata, do estômago, do pulmão e do esôfago: Em particular, a dieta vegana previne esses tipos de canceres.
    comuníssima salmonella :Alimentos contaminados geralmente têm origem animal.
    Doenças digestivas como a constipação e as hemorroidas:Uma dieta baseada em vegetais vegana diminui a incidência dessas doenças.
    Alzheimer e o Parkinson: Frutinhas, ervas, temperos e verduras têm antioxidantes. O consumo deste tipo de alimento previne os males.
    Apessoas que consomem carne tem muito mais chance de ter essas doenças e canceres que citei aqui.
    A dieta vegana reduz e pode até eliminar os sintomas da Tensão Pré-Menstrual (TPM).