Alho Dá Gases?

Especialista:
atualizado em 27/12/2019

Você já percebeu que, ao consumir o alho, ele pode causar alguns efeitos no sistema digestivo? Em outras palavras, será que o alho dá gases? É o que vamos conferir a seguir.

É difícil encontrar uma cozinha em que o alho não seja utilizado. Afinal, ele é um daqueles ingredientes usados para tudo na culinária – preparar receitas refogadas, temperar a carne, o arroz ou o feijão, fazer um patê que será passado em torradinhas ou no pão, entre outras receitas.

Confira, por exemplo, algumas receitas de patê de alho light, pão de alho light e molho de alho light.

Mas será verdade que o alho dá gases?

A nutricionista Abby Langer classificou o alho como um dos alimentos que causam gases. No mesmo sentido, especialistas informam que um dos possíveis efeitos colaterais da ingestão de alho são os gases.

Por sua vez, a mestra em nutrição humana, Adda Bjarnadottir, afirmou que a alergia ou intolerância aos componentes do alho é uma condição comum e que os gases, ao lado dos arrotos e do inchaço, fazem justamente parte da lista de sintomas da doença.

“Entretanto, cozinhar o alho pode reduzir esses efeitos”, completou a mestra em nutrição humana.

Além disso, especialistas explicam que o alho contém amidos difíceis de serem digeridos pelo organismo. Esses amidos passam do estômago para o intestino delgado antes de chegarem ao intestino grosso, onde as bactérias podem começar a decompor as partes do alimento que não foram digeridas.

Conforme a bactéria decompõe os amidos do alho, elas criam um subproduto na forma de um gás, que é principalmente composto de hidrogênio e dióxido de carbono.

O alho é rico em frutanos, um tipo de fibra composta majoritariamente por moléculas de frutose. Mas o que isso tem a ver com os gases? Faltam enzimas no organismo humano para decompor esses frutanos, o que pode resultar em problemas como os gases após a ingestão dessas substâncias.

Gases com odor

A Fundação Internacional de Distúrbios Gastrointestinais Funcionais explica que o alho é um alimento que forma odor de gases intestinais.

Isso indica que também há a liberação metano, que pode dar um cheiro desagradável aos gases intestinais. Os compostos do alho associados a essa produção de cheiro ruim na flatulência são chamados de tiosulfinatos.

Além disso, os alimentos ricos em enxofre como o alho intensificam o cheiro dos gases.

A versão crua do alho dá gases?

Possivelmente até mais do que o alho que passou por um processo de cozimento. Isso porque cozinhar o alimento desativa alguns de seus compostos, o que indica que comer o alho cru pode deixar alguém especialmente suscetível ao surgimento dos gases.

Os efeitos colaterais do alho – que como vimos acima incluem os gases, mas também podem envolver mau hálito, sensação de queimação na boca ou no estômago, náusea, vômito, odor no corpo e diarreia – geralmente são piores quando o alho é ingerido cru.

Considerações

É sempre bom lembrar que cada pessoa tem um organismo, com suas características e condições, o que significa que um alimento que provoca gases em uma pessoa pode não causar gases na outra.

A culpa não é só da alimentação

Além de saber se o alho dá gases, é importante conhecer quais outros fatores – além daquilo que bebemos e comemos – interferem em quão flatulentos podemos estar.

Os gases que soltamos não são produzidos somente pelos alimentos que consumimos, mas também pelo ar que engolimos, que acaba passando pelo trato gastrointestinal.

O gastroenterologista, professor clínico associado de medicina da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, e PhD David Poppers esclareceu que os gases são uma combinação entre dois fatores: o ar que engolimos, ao comermos muito rapidamente, e o alimento que consumimos.

A nutricionista Abby Langer explicou ainda que doenças gastrointestinais sérias também podem ser a principal causa dos gases. Segundo a especialista, eles ainda podem estar relacionados ao uso de alguns medicamentos e a problemas na flora intestinal.

“Para aqueles que não têm um problema de fundo (para provocar os gases, como as doenças gastrointestinais), a quantidade de gases que nós temos está diretamente relacionada com a quantia de alimento e/ou ar não digerido no nosso cólon. Se estamos comendo coisas que o nosso corpo não está decompondo, nós vamos ter gases”, completou Langer.

Ainda que seja constrangedora, a flatulência é uma função normal do corpo, completou o PhD Charles Mueller. Ele alertou ainda que devemos nos preocupar mais quando não estivermos soltando gases do que quando a flatulência aparecer.

Mueller orientou também a procurar o auxílio médico quando ocorrerem mudanças nos hábitos intestinais que não se resolvem sozinhas como cólicas, inchaço, prisão de ventre, diarreia, não ter flatulência alguma ou o aparecimento de muitos gases.

Vídeos:

Gostou das dicas?

Fontes e Referências Adicionais:

Você gosta ou come alho com frequência? Já percebeu que o alho dá gases mesmo para você? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 4,67 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário