Anfepramona emagrece mesmo?

Especialista da área:
atualizado em 08/02/2022

A anfepramona é um remédio que vem sendo bastante utilizado no Brasil e no mundo, seja porque ele emagrece, ou por seus outros efeitos, como estimulante.

Entretanto, seu uso é alvo de várias controvérsias entre a comunidade médica, uma vez que se trata de um medicamento que pode trazer sérios riscos para a saúde.

  Continua Depois da Publicidade  

Assim, a seguir vamos conhecer melhor este remédio, seus efeitos e possíveis reações adversas, além de descobrir se a anfepramona emagrece mesmo ou não.

Veja também: 10 remédios para emagrecer sem receita mais vendidos

A anfepramona

Também conhecida como dietilpropiona, a anfepramona é um medicamento da classe dos anorexígenos, chamados de inibidores de apetite, e é utilizada no tratamento da obesidade.

Este medicamento está no mercado brasileiro há mais de trinta anos, e é alvo de polêmicas, uma vez que apesar de seus efeitos sobre o peso corporal, possui muitos efeitos colaterais, alguns deles muito perigosos.

A anfepramona é aprovada pela Anvisa?

Anfepramona
A anfepramona já foi um medicamento proibido pela Anvisa

Em 2011 a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) havia proibido a comercialização da anfepramona e outros medicamentos semelhantes. Porém, um projeto de lei contrário a esta medida foi aprovado no Senado em setembro de 2014, permitindo que esses remédios fossem vendidos novamente.

  Continua Depois da Publicidade  

Entretanto, atualmente ainda há grupos contrários ao uso do medicamento, e sua comercialização está sendo questionada novamente.

Isso se deve ao fato de que diversos estudos demonstram que a anfepramona apresenta resultados insatisfatórios no médio e longo prazo, além de trazer efeitos colaterais que incluem risco de dependência, aumento da hipertensão arterial e problemas psiquiátricos, bem como outros danos ao cérebro e ao sistema cardiovascular.

Como funciona?

A anfepramona é um medicamento que diminui o apetite, devendo ser utilizado junto a dietas de restrição calórica e a prática regular de atividade física, para assim atingir a perda de peso desejada.

Ela age diretamente no sistema nervoso central, estimulando a produção dos neurotransmissores noradrenalina e dopamina, que são responsáveis, entre outras coisas, pela sensação de fome. 

Entretanto, o medicamento pode causar dependência, além de provocar alterações psíquicas, uma vez que faz parte dos fármacos derivados da anfetamina. 

Por isso, a anfepramona deveria ter papel somente coadjuvante no tratamento da obesidade, e seu uso só deve ser feito com acompanhamento próximo de um médico, pelo menor tempo possível.

  Continua Depois da Publicidade  

Indicações

O uso da anfepramona deve ser feito sempre com prescrição médica, e está indicado para quadros de obesidade resistente aos tratamentos convencionais, ou seja, que não melhoraram com a realização de exercício físico e dieta.

Mas é importante lembrar que este é apenas um tratamento auxiliar, que deve ser usado por um tempo limitado e sempre associado a mudanças no estilo de vida.

Uso recreativo e malefícios

Assim como a cocaína, a anfepramona causa sensação de bem-estar e euforia, além de diminuir sensação de sono, cansaço e fome, o que acaba tornando atraente seu consumo sem indicação médica

Isso acontece principalmente entre pessoas mais jovens e mulheres buscando emagrecimento, em situações como:

  • Festas, geralmente consumida com bebidas alcoólicas
  • Épocas de provas, pelo seu efeito estimulante
  • Para acelerar a perda de peso, em casos onde não há indicação de uso de medicamentos desse tipo.

A anfepramona emagrece mesmo?

Sim, o uso da anfepramona realmente leva à perda de peso, ainda que seus efeitos sejam grandemente potencializados quando o tratamento para obesidade envolve a adoção de novos hábitos alimentares e comportamentais, além da prática de exercícios físicos. 

Além disso, o efeito do medicamento foi demonstrado por estudos científicos, que evidenciaram uma perda que normalmente varia entre 9,7 e 17,5 kg.

  Continua Depois da Publicidade  

Por isso, seu consumo é maior nos meses precedentes ao verão aqui no Brasil, atingindo o pico máximo de venda em outubro. Isto ocorre porque as pessoas querem emagrecer rapidamente e sem esforço, e muitas vezes recorrem indiscriminadamente a medicamentos como este, sem perceberem os riscos que correm.

Como usar?

A anfepramona deve ser tomada com um pouco de água, sem mastigar ou partir os comprimidos. Além disso, a forma de usar vai depender da dosagem:

  • Comprimidos de 25 mg: tomar 1 comprimido 3 vezes ao dia, cerca de uma hora antes das principais refeições.
  • Comprimidos de 75 mg, de liberação prolongada: tomar 1 comprimido ao dia, pela manhã.

Importante: Como o medicamento pode causar insônia, é recomendado utilizá-lo no início ou no meio da manhã, no caso do comprimido de 75 mg, ou, no caso do comprimido de 25 mg, tomar a última cerca de 4 a 6 horas antes de deitar.

Contraindicações

Devido aos riscos trazidos pelo uso da anfepramona, ela deve ser utilizado com cautela por pessoas com:

Além disso, crianças, idosos, pessoas que fazem uso crônico de álcool, pessoas com propensão para abuso de drogas, gestantes e mulheres que estejam amamentando não devem utilizar o medicamento.

Efeitos colaterais mais comuns

Insônia
A insônia é um dos mais comuns efeitos colaterais do medicamento

A anfepramona é um medicamento que pode causar muitos efeitos colaterais, alguns deles bastante perigosos, como:

  • Insônia
  • Boca seca
  • Tremores
  • Fraqueza
  • Cansaço
  • Dor de cabeça
  • Aumento da pressão arterial
  • Vertigem
  • Nervosismo e irritabilidade
  • Náuseas e vômitos
  • Diarreia ou constipação
  • Aceleração dos batimentos cardíacos
  • Disfunção sexual
  • Dependência
  • Alterações de humor, como sintomas depressivos.

Além disso, a anfepramona ainda poderá induzir resultados positivos nos testes de doping, e, portanto, deve ser evitada por esportistas.

Fontes e referências adicionais

Você tem vontade de experimentá-la, ou a anfepramona foi devidamente indicada por um médico para que você consiga perder peso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (230 votos, média 3,75)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

Deixe um comentário

2 comentários em “Anfepramona emagrece mesmo?”

  1. Gostaria muito de usar já passei no endócrino fiz exames laboratoriais não tenho nada ele me receitou um remedio manipulado com orlistate e outros componentes porém não emagreci nada preciso perder 7 k faço dieta porém não consigo emagrecer,por isso gostaria muito de tomar anfepramona.

    Responder
    • Eu fui ao meu endocrinologista ele me passou anfepramona eu estou com 37 kg acima do peso e anos atrás eu tomava anfepramona e emagrece muito rápido mesmo perdi a fome mais me alimentando saldavel sempre! Ainda pedi para ele prescrever um queimador de gordura pra eu tomar junto pra ajudar a queimar esses kilos rápido! estáva com 102 kilos no sábado dia 27/11/2021 daqui um mês quero ver como vou estar

      Responder