Aveia Prende ou Solta o Intestino?

Especialista:
atualizado em 02/01/2020

Aveia é um cereal que pode ajudar a regular o intestino e emagrecer. Você descobrirá a seguir se a aveia prende ou solta o intestino, seus nutrientes, os benefícios e os malefícios das fibras, além de conhecer os riscos que um consumo exagerado de fibras pode causar.

Seja no café da manhã, seja no intervalo entre as principais refeições do dia, seja no lanchinho da tarde, a aveia é um alimento que pode sempre marcar presença na nossa alimentação. Podemos consumi-la por meio de uma receita de mingau ou acompanhada de pedaços de frutas, por exemplo.

Chamamos de constipação intestinal a deficiência no funcionamento do intestino que faz com que a pessoa tenha uma frequência evacuatória menor do que 3 vezes por semana. É quando o acúmulo de material não digerido pelo organismo se acumula, ficando ressecado e difícil de expelir. Caso esteja com esses sintomas, você precisa conhecer algumas maneiras de soltar o intestino.

Uma das maiores discussões sobre alimentos que prendem ou soltam o intestino é em relação a banana. Estudos mostram que as fibras solúveis podem ajudar em casos de prisão de ventre, no entanto, outras indicam que a diminuição da fibra alimentar pode ajudar em alguns casos. Antes de ir ao mercado, descubra se a banana prende ou solta o intestino.

A aveia é um alimento super conhecido. Por ser extremamente versátil, pode ser utilizada em pratos doces, salgados e em todas as refeições. Além de saber se a aveia prende ou solta o intestino, você vai gostar de saber que ela é uma boa fonte de carboidrato e energia, se ajuda no ganho de massa muscular e muito mais. Descubra os 11 benefícios da aveia e como ela pode ajudar na sua saúde.

Estamos falando aqui de um grão que serve como fonte de nutrientes importantes para o funcionamento do organismo humano como carboidratos, fibras, manganês, fósforo, magnésio, cobre, ferro, zinco, vitamina B1, vitamina B5 e vitamina B9.

Entretanto, ainda que seja um alimento nutritivo para o nosso corpo, será que não existem efeitos desagradáveis associados à aveia, especialmente no que refere ao funcionamento do nosso intestino?

A aveia prende ou solta o intestino? 

Para sabermos se a aveia prende ou solta o intestino, precisamos verificar o teor de fibras que é encontrado no alimento. Uma porção de duas colheres de sopa, ou 30 g de aveia em flocos, carrega 2,9 g de fibras.

Uma xícara de aveia comum ou instantânea preparada com água apresenta aproximadamente 4 g de fibras. Dessa quantidade, praticamente a metade corresponde a fibras insolúveis e o restante refere-se a fibras solúveis.

Uma forma de combater a prisão de ventre, que também é conhecida como intestino preso, é incluir alimentos ricos em fibras na dieta, como é o caso da aveia.

O intestino preso ocorre quando as fezes encontram-se secas e duras. Isso é um grande problema porque quando fazemos força para ter movimentos intestinais, há um desconforto e o corpo sofre uma pressão. Essa pressão pode levar a complicações como hemorroidas, hérnias e varizes.

O benefício das fibras em relação à condição é experimentado principalmente se estivermos falando das chamadas fibras insolúveis. Esse tipo de fibra adiciona volume às fezes, além de apanhar água, fazendo com que as fezes fiquem mais úmidas.

Uma vez mais que elas se encontram mais úmidas e volumosas, fica mais fácil para que as fezes se movimentem pelo trato digestivo, evitando assim o intestino preso.

Os efeitos da aveia em relação ao combate ao intestino preso podem ser observados especialmente em indivíduos idosos. Estudos mostraram que o farelo de aveia, que é a camada exterior do grão rica em fibras, pode ajudar a amenizar a prisão de ventre em pessoas idosas.

Uma pesquisa, divulgada no ano de 2009, indicou que o bem-estar de 30 pacientes idosos melhorou quando eles consumiram uma sopa ou sobremesa com farelo de aveia durante 12 semanas. Além disso, 59% dessas pessoas conseguiram parar de tomar laxantes depois do término do experimento.

Não se esqueça da água 

Ao fazer uma refeição que contém alimentos que servem como fonte de fibras, como é o caso da aveia, é importante certificar-se que a ingestão de água esteja no ponto. Isso porque consumo do nutriente sem o líquido resulta em um agravamento do quadro de intestino preso.

Comer fibras e esquecer-se de beber água pode provocar também o ressecamento do intestino.

O outro lado – o excesso de fibras

Não podemos encerrar a discussão se a aveia prende ou solta o intestino sem falarmos dos riscos que um consumo exagerado de fibras pode causar.

Antes de tudo, precisamos saber o que é uma ingestão excessiva de fibras – isso significa, para um indivíduo adulto, consumir mais do que 25 g a 35 g do nutriente diariamente.

Quando esse limite é ultrapassado dentro de um período curto de tempo, em vez de conseguir amenizar o seu quadro de intestino preso, a pessoa pode piorar a situação e ficar com ainda mais prisão de ventre.

E quando ocorre uma elevação na quantidade de fibras que é consumida na alimentação de maneira muito rápida, sem que a quantia de água ingerida também seja aumentada, além do intestino preso, a pessoa pode sofrer com a diarreia, que é o intestino solto demais, e outros efeitos indesejáveis como inchaço e gases.

A Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, alertou que quando uma pessoa consome mais do que 50 g de fibras em um único dia, o seu organismo pode sofrer interferências em relação à absorção de determinados nutrientes como cálcio, ferro, magnésio e zinco.

Obviamente, para ultrapassar a ingestão indicada de fibras para cada dia, seria necessário consumir uma quantidade significativa de aveia. Em relação ao limite apresentado, isso significa aproximadamente de 520 g a 730 g de aveia em flocos e em torno de seis a nove xícaras de aveia comum ou instantânea preparada com água.

Entretanto, precisamos levar em conta que a aveia não é o único alimento que serve como fonte de fibras que está presente nas refeições do nosso dia a dia. Inclusive, as frutas, que são um acompanhamento comum do ingrediente, também servem como fonte do nutriente.

Assim, os riscos de sofrer com os efeitos indesejados do excesso da ingestão de fibras são maiores e mais evidentes quando comemos de maneira exagerada vários alimentos que fornecem o nutriente em um único dia.

Você acreditava que o consumo de aveia prende ou solta o intestino? Tem o costume de comer aveia em sua dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (53 votos, média: 4,09 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

11 comentários em “Aveia Prende ou Solta o Intestino?”

  1. Olá! Estava pesquisando se pode ser prejudicial o consumo diário do leite de aveia caseiro e encontrei seu artigo. Muito bom, por sinal. Pela manhã, tenho tomado pelo menos 1 copo de leite de aveia batido com banana (ou com cacau ou frutas variadas). Tenho feito o leite na proporção de meia xícara de aveia em flocos grossos e meia xícara de farelo de aveia para 2 xícaras e meia de água. Esse hábito tem ajudado a me alimentar melhor no desjejum, já que sou vegana e não sinto muita fome quando acordo. Só não sei se o consumo diário desse tipo de leite pode ter efeitos colaterais danosos. Poderia me ajudar?

  2. tenho problema de DIVERTICULITE, gostaria de ter uma dieta correta, para que eu possa sair de casa sem ter que ficar correndo para o banheiro de 3 a 4 vezes por dia e diarreia.

  3. Oi Boa tarde minha neta de três anos tem intestino preso comecei fazer mingau de aveia isso pode ajudar a melhorar ou não por favor me responda

  4. Eu tô aqui escrevendo as 22:23 de uma quinta feira, tô preso no banheiro, não aguento mais defecar, comecei a usar aveia faz uns dois dias e uma diarréia me pegou

  5. Tenho intestino preso, excesso de gases e comecei agora com o uso de aveia e outros alimentos que contêm fibras.Percebo que meu intestino ainda não acostumou com o cuidado que estou dando agora para ele, pois não estou excedendo em fibras, tomo dois litros de água por dia e ele continua lento.

    • Mamão é uma das melhores frutas pra quem tem intestino preso. Banana e aveia deixa o intestino lento. Pelo menos em mim é assim q funciona.

  6. Eu também senti esse inchaço, eu quebrei o pé e tive que ficar de gesso e tals. E comecei a comer mingau de aveia só feito com agua e canela, nossa tem dias que acordo no dia seguinte com uma super pochetinha na barriga, horrível. E isso que eu aumentei o consumo de água, estou consumindo 3 litroa de agua por dia, pra mais. Eu acho que varia de organismo pra organismo. Uma pena pq aveia è tao gostosa e nutritiva. Tentei variar e comer com banana amassda e canela, uma quantidade menor e mesmo assim fico inchada.

  7. Eu já costumava consumir bastante fibra no café da manhã (frutas e aveia), almoço (com bastante arroz integral) e jantar (com bastante arroz integral). Ultimamente, como faço atividade física depois do jantar, eu prepare um mingau de aveia para ficar com energia por mais 3 ~ 4h depois do treino. Coloquei 6 ~ 8 colheres de aveia.
    Mano fiquei inchadaço no dia seguinte, excesso de fibra é tenso! Detalhe: minha ingestão de água realmente não foi aumentada…

  8. No meu caso a aveia me deu diarréia, estou consumindo todos os dias em sucos de frutas com leite….ou em bolos, lembrando que coloco uma colher de sopa nos preparos.

  9. Cnsumo uma grande quantidade de fruta, salada, aveia e fibras diariamente, acho que isso esta me deixando com o intestino preso. Irei fazer um teste por uma semana e consumir menos fibras para ver se ocorre alguma melhora.