Café Prende ou Solta o Intestino?

Especialista:
atualizado em 20/12/2019

Quem não gosta de tomar um cafezinho logo pela manhã, após o almoço ou no final da tarde enquanto come um pedaço de bolo ou um pãozinho de queijo bem quentinho? O café traz muito benefícios à saúde e ajuda a pessoa ficar mais alerta. Mas pode trazer alguns desconfortos para algumas pessoas. Veremos agora se o café prende ou solta o intestino e mais alguns possíveis impactos do café no sistema gastrointestinal.

A bebida também costuma ser oferecida para as visitas e acompanhar conversas e encontros entre amigos, além de servir para dar uma acordada nos momentos em que é necessário combater o sono para trabalhar ou estudar.

Prova disso é que, de acordo com informações do ano de 2015 da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o café é a segunda bebida mais consumida no Brasil e perde somente para a água.

Entretanto, todo esse sucesso do café não fica somente no território nacional e se estende em todo o mundo. A Organização Internacional do Café (OIC) afirmou que 600 bilhões de xícaras de café são consumidas no mundo todos os anos.

Porém, você, que como tanta gente curte tomar o seu cafezinho todos os dias, já parou para imaginar quais os efeitos da bebida no organismo humano? Será que o café prende ou solta o intestino?

Benefícios do café

Antes de entendermos se o café prende ou solta o intestino, vamos conhecer alguns dos benefícios que já foram associados à bebida. Por exemplo, ela é composta pela cafeína, que é um estimulante e, por essa razão, melhora o humor, a vigilância, os níveis de energia, o tempo de reação e a função cognitiva geral.

O café é fonte de nutrientes como vitamina B2, vitamina B3, vitamina B5, manganês, magnésio e potássio, pode ajudar a diminuir os riscos de desenvolvimento de Alzheimer, Parkinson e cirrose e fornece antioxidantes ao organismo humano.

O café prende ou solta o intestino?

O café possui efeito laxativo e é utilizado por algumas pessoas justamente para obter esse efeito. Isso significa que a bebida solta o intestino, tendo em vista que estimula os chamados movimentos peristálticos que resultam na necessidade de utilizar o banheiro.

O efeito laxativo do café pode ser forte para algumas pessoas e experimentado poucos minutos depois de sua ingestão. É importante saber ainda que o mesmo resultado de soltar o intestino pode ser observado na versão descafeinada da bebida, o que serve de evidência para pesquisadores afirmarem que a cafeína não seja a culpada pela ação laxante.

Entretanto, a bebida parece estimular o esvaziamento gástrico mesmo antes que o alimento tenha tempo de ser digerido adequadamente.

Os conteúdos ácidos do estômago são depositados cedo demais no intestino delgado, o que pode resultar em uma lesão ou inflamação no lugar em que deveria acontecer a absorção dos nutrientes. Além disso, um alimento não digerido aumenta os problemas relacionados à flatulência. 

Outros efeitos do café no sistema digestivo

Além de soltar o intestino, a bebida também pode trazer alguns problemas ao sistema digestivo do organismo humano, dependendo da quantidade que é consumido e da sensibilidade do organismo da pessoa. Um desses problemas é a irritação do revestimento do estômago e dos intestinos, que acontece em decorrência dos óleos, dos ácidos e da cafeína presentes no café.

No início do processo de digestão, o café pode causar azia por relaxar o músculo esfíncter esofágico, que fica localizado no esôfago. A bebida também pode atrapalhar o tratamento de um trato gastrointestinal que já esteja danificado.

Por também ser diurético, ou seja, estimular a eliminação do líquido presente no corpo por meio da urina, existe a preocupação de que o consumo de café possa contribuir com a desidratação, acompanhada da perda de minerais. Isso significa que você deve ter um bom consumo de água ao longo do dia para não prejudicar a regularidade intestinal.

Já que estamos falando dos minerais, é importante não exagerar no consumo de café porque acredita-se que ela possa interferir na absorção de mineiras.

A justificativa é que a bebida prejudica a habilidade dos rins de reter nutrientes como magnésio, cálcio e zinco, além da absorção de ferro por parte do estômago ser atrapalhada quando o café é ingerido ao mesmo tempo em que alimentos que fornecem o mineral são consumidos.

Outros cuidados com o café

É importante saber ainda que pessoas diagnosticadas com cálculo biliar não podem tomar café porque a bebida causa a contração da vesícula biliar, o que pode causar muitas dores, conforme informou o site Global Healing Center.

A bebida também pode causar irritação no organismo de pessoas que sofrem com colite, doença de Chron, gastrite, úlcera e síndrome do intestino irritável. Segundo o Flatulence Cures, o café irrita o intestino de pessoas que sofrem com problemas gastrointestinais por conta de enzimas encontradas na composição dos grãos de café.

A bebida causa uma elevação nos níveis de hormônios do estresse como o cortisol, norepinefrina e adrenalina (epinefrina) que aumentam a frequência cardíaca e a pressão arterial e ativam o mecanismo de luta e fuga do organismo, deixando o corpo em alerta.

O problema é que essa elevação dos hormônios relacionados ao estresse inibir o processo de digestão, tendo em vista que ao entrar nesse estado o corpo tira sangue e recursos do processo digestivo para se preparar para enfrentar uma possível ameaça que teria causada a reação de luta e fuga.

Além disso, o café e a cafeína podem causar estragos no metabolismo do ácido gama-aminobutírico, também conhecido como GABBA. Essa substância trabalha no controle do humor e do estresse no cérebro e atua na promoção de um efeito calmante no trato gastrointestinal.

O café também pode aumentar a eliminação das vitaminas do complexo B, conhecidas por atuarem na regulação do relaxamento e do estresse.

Fontes e Referências Adicionais:

Antes de ler este artigo, você achava que o café prende ou solta o intestino? O que sente eu seu organismo quando toma café? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (13 votos, média: 4,23 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

8 comentários em “Café Prende ou Solta o Intestino?”

  1. Tomo café exageradamente,preto e sem açúcar,tenho prisão intestinal e nunca tive reação de soltar o intestino, até achei que prendia 🤔

  2. To chocada com esse artigo, tomo café puro pela manhã e a tarde.Estou com o intestino inflamado e acho que o café tem me dado cólicas.Tirei o glútem, lactose, caseina, e sigo a dieta food maps. Agora lendo esse artigo vou ter que substituir o café…
    Obrigada por compartilhar esse artigo sobre o café.

  3. Acabei de ler seu depoimento. Impressionante eu adquiri intolerância à lactose após a ingestão de leite de coco caseiro (quis entrar na onda natureba) agora tudo que como me faz mal.

  4. Nunca tinha pensado sobre isso,mas de uns tempos pra cá ando tendo vontade diversas vezes de ir ao banheiro depois que tomo café. Estou numa pós chikungunya tomando diversas medicações pra essas dores infinitas nos membros inferiores;por isso pesquisei.Obrigado.

  5. Amo o sabor do café e sempre achei que tinha a necessidade de tomar pela manhã e ao longo do dia para cortar o sono, mesmo com idas ao banheiro. O café desde sempre me causou efeito laxativo. Por essa razão evitava tomar fora de casa.
    Mas tudo desandou quando comecei a tomá-lo com óleo de coco. Duas semanas foram suficientes para fragilizar/inflamar o meu intestino e baixar a produção da lactase, o que meu deixou intolerante à lactose.
    Cheguei ao ponto de até maçã e água de coco me causarem disenteria.
    Precisei cortar o café, o óleo de coco, leite e derivados, qualquer alimento gorduroso ou indigesto. Passei a tomar muito chá, principalmente de hortelã e camomila, o que me fez melhorar.
    Café é maravilhoso, mas tem que ser tomado com moderação, sem artes e evitado por quem apresenta fragilidade no intestino.