Calabresa Engorda? Calorias e Dicas

Especialista:
atualizado em 30/03/2020

Confira se realmente a calabresa engorda de acordo com uma análise de suas calorias e nutrientes ou se não há tanto problema com essa linguiça.

Você provavelmente já deve ter consumido a linguiça calabresa em um churrasco ou em pratos como a tradicional pizza de calabresa, farofas, coxinhas ou pães recheados. Ela é produzida à base de carne suína curada e pode passar ou não por um processo de defumação.

Mas sabia que essa linguiça condimentada com a pimenta calabresa foi criada aqui no Brasil, sob influência da imigração italiana, e não na Calábria, região localizada no sul da Itália, como o seu nome poderia indicar?

Apesar disso, os responsáveis pelo surgimento deste embutido se inspiraram em uma linguiça encontrada no território italiano. Se for do seu interesse, vale a pena conferir também do que é feito a linguiça.

Bem, que a linguiça calabresa é saborosa não podemos negar. Mas será que ela é um alimento apropriado para quem deseja ou necessita emagrecer ou ao menos não engordar? E além disso, é verdade que a calabresa é remosa?

Será que a calabresa engorda?

O primeiro ponto que iremos analisar para tentar entender se a linguiça calabresa engorda é a quantidade de calorias que o produto pode apresentar.

Por exemplo, uma porção de 50 g ou cinco fatias da linguiça calabresa da marca Perdigão contém 162 calorias, ao mesmo tempo em que a linguiça calabresa frescal da marca Sadia possui 98 calorias em uma porção de meia unidade ou 50 g. Enquanto isso, a linguiça calabresa defumada da marca Ceratti é composta por 107 calorias em uma porção de 50 g ou três fatias.

Na hora de comprar a sua calabresa, procure pela tabela nutricional na embalagem para verificar o teor calórico da linguiça em questão, até porque as calorias de uma calabresa podem variar de marca para marca.

De qualquer maneira, os valores apresentados servem para que nós tenhamos uma estimativa de quantas calorias uma calabresa pode carregar, não é mesmo?

Pois bem, com base neles, podemos concluir que é preciso tomar cuidado para não exagerar no consumo deste embutido para evitar acabar consumindo calorias em excesso em uma única refeição.

Isso se torna ainda mais evidente quando lembramos que a calabresa pode aparecer em receitas e situações em que costuma haver um consumo calórico significativo como uma pizza gordurosa, um sanduíche pesado ou um churrasco regado a muita carne, cerveja e refrigerante.

Nesses casos, é preciso moderar bastante de maneira geral e não somente em relação à calabresa, caso o objetivo seja emagrecer ou não engordar.

A questão do sódio

Outro motivo para maneirar bastante no consumo da linguiça calabresa é o fato do produto poder carregar quantidades expressivas de sódio.

De acordo com informações, três fatias ou 50 g da linguiça calabresa defumada da marca Ceratti apresentam 441,1 mg do mineral, enquanto cinco fatias ou 50 g da linguiça calabresa da marca Perdigão possuem 750 mg de sódio e meia unidade ou 50 g da linguiça calabresa frescal da marca Sadia é composta por 457 mg da substância.

A Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, alertou que o excesso de sódio pode provocar a retenção de líquidos, uma condição conhecida por deixar o corpo mais inchado, dando a aparência de que ele é mais volumoso.

Mas esse não é o único problema que a ingestão exagerada do mineral pode causar: segundo a organização, consumir muito sódio também pode resultar em endurecimento dos vasos sanguíneos, hipertensão, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC) e insuficiência cardíaca.

Conforme o Centro Médico da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, os adultos saudáveis não devem consumir mais do que 2,3 mil mg de sódio diariamente, os indivíduos com pressão arterial alta não devem ingerir mais do que 1,5 mil mg do mineral a cada dia e quem tem insuficiência cardíaca congestiva, cirrose do hepática e doença renal podem precisa consumir quantias muito menores do que essas.

Já segundo a Associação Americana do Coração, os adultos devem limitar a sua ingestão de sódio para 1,5 mil mg do nutriente por dia.

Outros perigos dos embutidos para a saúde

A linguiça calabresa faz parte do grupo dos embutidos, que são considerados um dos tipos de alimentos mais prejudiciais à saúde. Isso precisa ser um alerta vermelho para qualquer pessoa, queira ela emagrecer/não engordar ou não queira.

Um dos problemas em relação aos embutidos é que eles apresentam uma quantidade de gorduras saturadas que é superior ao teor encontrado na carne natural.

A Associação Americana do Coração recomenda limitar a ingestão de gorduras saturadas e afirma que décadas de ciência sólida mostraram que elas podem aumentar os níveis do colesterol ruim e trazer um risco mais elevado de desenvolver doenças cardiovasculares.

Os embutidos ainda são lotados de corantes, que podem desencadear alergias e problemas no estômago, e de conservantes como o nitrito e o nitrato, que são convertidos em substâncias potencialmente cancerígenas no organismo.

Além de saber se a calabresa engorda

É fundamental que a pessoa que tem o objetivo de perder peso ou não engordar procure seguir toda uma dieta saudável, nutritiva, controlada e equilibrada, que se encaixe na sua rotina e seja apropriada aos seus objetivos e a sua saúde.

Até porque não vai adiantar muita coisa cortar a linguiça calabresa ou consumi-la esporadicamente e somente em quantidades pequenas se abusar de calorias, açúcares e gorduras ruins por meio de outros alimentos, não é mesmo?

Para dar conta de seguir esse padrão de dieta, vale muito a pena contar com o acompanhamento de um nutricionista, que é o profissional qualificado para analisar as metas, as necessidades e a saúde de um indivíduo e indicar o melhor e mais adequado programa alimentar para ele.

Tenha em mente que este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir as orientações qualificadas de um nutricionista.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Referências Adicionais:

Você já imaginava que comer linguiça calabresa engorda? Consome com frequência em sua dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário