Chá de Amora Branca Emagrece?

Especialista da área:
atualizado em 01/06/2020

Confira o que é e veja se o chá de amora branca emagrece mesmo ou se essa bebida não auxilia o processo de perda de peso, entre outros benefícios.

  Continua Depois da Publicidade  

Ficar em forma e com o corpo tonificado requer mais do que apenas alguns dias na academia. É preciso motivação, dedicação e uma nutrição bem planejada.

Tomar chás de ervas para perder peso é um conceito bastante utilizado e ideal para as pessoas que procuram uma ajuda natural e saudável para o seu processo. Há vários chás que compõe a lista daqueles que ajudam a queimar as gordurinhas indesejadas, como por exemplo o chá de cavalinha, chá verde, chá de hibisco, entre outros.

Mas será que o chá de amora branca emagrece e pode integrar essa lista?

Antes, o que é o chá de amora branca?

O chá de amora branca é feito a partir das folhas da amora branca, que também leva o nome de Rubus suavissimus. Essas folhas contêm um adoçante natural chamado de rubusoside, que é 200 vezes mais doce do que o açúcar proveniente da cana.

Há muito tempo o chá de amora branca vem sido usado para aliviar sintomas nos rins, e um recente estudo japonês também indica que ele possui efeitos anti-inflamatórios e ajuda contra alergias.

Embora as folhas usadas para preparar o chá não contenham açúcar, elas contêm entre 5% a 8% de um adoçante natural, o Rubusoside, glicosídeos diterpênicos, e um baixo teor calórico, mesmo sendo 300 vezes mais doce que a sacarose, ficando próximo da doçura do açúcar puro e sendo considerado o melhor substituto do açúcar para todas as idades.

  Continua Depois da Publicidade  

Por isso, pode ser usado no processamento de produtos de pastelaria, bebidas, pães, chocolates bem como na culinária caseira.

Esse adoçante natural é bom para todas as pessoas, especialmente aquelas que sofram de diabetes, hipertensão, obesidade, alergia ao pólen, constipação, rinite, bronquite, angina e também para pessoas que bebem e fumam muito. Esse chá possui um sabor doce, suave e é ótimo para saciar a sede.

Valores nutricionais do chá de amora branca

Esse chá contém 18 tipos de aminoácidos, em especial, 8 aminoácidos que não podem ser absorvidos através de alimentos e são apenas produzidos pelo organismo das pessoas como a lisina, fenilalanina e triptofano. Também é rico em vários oligoelementos que são necessários para o corpo e muitos tipos de vitaminas.

Principais valores nutricionais por 100 gramas de chá de amora branca.

  • Rubososide – 5.0g
  • Aminoácidos totais – 13.6
  • Flavonóides – 4.1g
  • Vitamina B1 – 5.3 mg
  • Vitamina B2 – 0.26 mg
  • Vitamina B6 – 20.0 mg
  • Vitamina E – 88,0 mg
  • Polifenóis – 20.3 g
  • Cafeína – 5.4 mg
  • Ferro – 4.55 mg
  • Ácido fólico – 10 mg
  • Zinco – 17 mg
  • Selênio – 1,3 mg
  • Kalium – 383.0 mg
  • Germânio – 55 ug

O chá de amora branca também contém outros quatro constituintes bioativos, são eles:

  • Ácido elágico;
  • Ácido gálico;
  • Monossídeo de Steviol;
  • Rutina.

Benefícios do chá de amora branca

Alguns dos benefícios para a saúde do chá de amora branca são:

  Continua Depois da Publicidade  

1. Atividade antioxidantes

Os polifenóis presente no chá de amora branca têm uma quantidade significativa de antioxidantes. Eles podem promover mutação antissúbita, têm propriedades anticâncer, podem diminuir o colesterol e a lipoproteína de baixa densidade no sangue, diminuir a pressão arterial e inibir a agregação plaquetária.

O chá ainda é antibacteriano, ajuda contra a alergia alimentar, melhora o ambiente microbiano gastrointestinal e tem efeito desodorizante.

2. Balanceamento de pressão arterial, lipídios sanguíneos e açúcar no sangue

O chá de amora branca pode reduzir o colesterol sérico (colesterol total), TG (triglicerídeos), aumentar o HDL-C (lipoproteína de alta densidade) e reduzir significativamente o alto nível de açúcar no sangue induzido pela STZ (aloxana).

3. Atividade antialérgica significativa

A rubusoside (glicosídeos de chá de amora branca 5-8%) e tanino hidrolítico são substâncias anti-alérgicas, muito utilizadas no Japão para tratar a alergia ao pólen.

4. Melhora o comichão e o clareamento da pele

Estudos descobriram que os cosméticos fabricados com extratos de chá de amora branca podem melhorar a coceira da pele e inibir o declínio do ácido hialurônico na pele e vasos sanguíneos e indiretamente hidrata a pele para obter resultados de beleza.

5. Promove a memória, estimula o crescimento e o desenvolvimento

A lisina do chá de amora branca é uma importante variedade de síntese de proteínas do nervo e do cérebro, sendo propícia para a aptidão cerebral, com o efeito de promover o crescimento e o desenvolvimento.

  Continua Depois da Publicidade  

6. Antienvelhecimento, melhora a resistência

O selênio e os polifenóis presentes neste chá podem eliminar os radicais livres nocivos, mudar a direção do metabolismo de carcinogênicos, reduzir o dano oxidativo da membrana celular e componentes das células humanas, além de aumentar a resistência do corpo aumentando a expectativa de vida da pessoa.

7. Prevenção de doenças cardiovasculares

O chá de amora branca possui flavonoides que ajudam a fortalecer os vasos capilares e ajudam a manter a pressão arterial mais baixa.

Pesquisas científicas tentam descobrir se chá de amora branca emagrece

Antes de mais nada, é importante dizer que ainda não foram realizadas pesquisas em humanos para descobrir se de fato o chá de amora branca emagrece. Trata-se de uma bebida ainda muito pouco estudada.

Um dos estudos foi realizado pelo Laboratório de Engenharia de Células Animais da Universidade de Farmácia e Ciências Aplicadas da Vida de Niigata no Japão com ratos em que alguns dos animais receberam o equivalente a 3% de sua dieta a parte de um extrato de Rubus e foram alimentados com uma dieta com baixo teor de gordura ou com com alto teor de gordura em um período de 9 semanas.

Os ratos que tiveram o extrato das folhas de amora branca adicionado à sua dieta reduziram o ganho de peso em 22%, ou seja, isso não significa que eles perderam peso, mas sim que esse extrato diminuiu a quantidade de ganho de peso.

Além disso, o extrato do chá de amora branca melhorou os níveis de açúcar no sangue, os níveis de colesterol e a saúde vascular.

  Continua Depois da Publicidade  

Em um outro estudo realizado no Japão e publicado no Journal of Natural Medicines, os pesquisadores testaram in vitro os efeitos das folhas desta planta em células de gordura isoladas. Eles adicionaram um extrato do chá e descobriram que ele suprimiu o crescimento de adipócitos (células adiposas).

Embora essas descobertas sejam bem interessantes e reveladoras, ainda não se pode afirmar que podem ser transferidas para o tecido humano vivo, e muito menos que terá os mesmos efeitos quando utilizadas por serem humanos.

Por isso, até o presente momento, de acordo com os estudos e pesquisas científicas, ainda não há nenhuma evidência de que o chá de amora branca emagrece, já que mais pesquisas, principalmente realizadas com seres humanos, são necessárias.

Embora muitas pessoas ainda procurem suplementos milagrosos para a perda de peso, o chá de amora branca certamente não é considerado cientificamente um, já que de acordo com os estudos citados acima, ele apenas reduziu a velocidade do ganho de peso.

Porém, nada disso impede que você possa provar esse chá naturalmente doce, rico em nutrientes, muito saudável, e quem sabe, ao ser combinado com uma alimentação saudável e exercícios físicos ele possa se tonar seu novo aliado na perda de peso, ou desacelerando o ganho de peso.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já ouviu falar que o chá de amora branca emagrece? Pretende experimentar a bebida? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média 4,67)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

Deixe um comentário