Chá de Gergelim Emagrece? Para Que Serve, Como Fazer e Dicas

Altamente valorizadas nas culturas orientais, africanas e mediterrâneas, as sementes de gergelim são consideradas um dos alimentos mais antigos do planeta.

Com 52 calorias a cada porção de uma colher de sopa, elas servem como fonte de nutrientes que são importantes para o bom funcionamento do nosso organismo como cobre, manganês, cálcio, magnésio, ferro, fósforo, zinco e vitamina B1.

As sementes de gergelim pretas e as sementes de gergelim brancas possuem propriedades nutricionais similares, com diferenças nutricionais irrelevantes, tendo em vista que ambas fazem parte da mesma família.

Vamos analisar mais abaixo se o chá de gergelim emagrece, conhecendo para que serve e mais alguns dos efeitos que ele pode provocar no nosso organismo.

Será que o chá de gergelim emagrece? 

Muita gente toma chá com a esperança de que eles possam dar uma forcinha no processo de perda de peso. Para saber se o chá de gergelim emagrece, vamos procurar informações a respeito dos efeitos das suas sementes neste sentido.

Alguns fitoquímicos presentes na composição das sementes de gergelim fazem parte da família dos linhanos, conhecidos por beneficiar o metabolismo e por suas habilidades para queimar a gordura corporal.

Pesquisas realizadas com animais mostraram que as sementes de gergelim podem agir como um alimento que pode estimular a queima de gordura corporal porque melhoram a atividade de diversas enzimas do fígado que trabalham na decomposição de ácidos de gordura (graxos).

A nutricionista Christine Gerbsdat também falou que os linhanos encontrados nas sementes de gergelim podem ajudar o corpo a queimar mais gordura justamente porque fazem com o que organismo libere mais enzimas hepáticas que atuam na queima de gordura.

Um artigo de 2011 da publicação Recent Patents on Food, Nutrition & Agriculture relatou que as sementes de gergelim possuem aproximadamente 2,5% desses linhanos, assinalando que eles podem diminuir o metabolismo da gordura e inibir a formação e absorção do colesterol.

Entretanto, antes de fechar uma conclusão, note que as informações tratam a respeito de um estudo realizado com animais – não seres humanos – e falam sobre as sementes de gergelim, não exatamente do chá de gergelim, ainda que as sementes sejam utilizadas em seu preparo.

Não sabemos se a quantidade de sementes de gergelim usadas em um chá são suficientes para trazer esses efeitos. Logo, os benefícios citados acima são apenas indícios e possibilidades, não uma certeza de que o chá de gergelim emagrece.

De qualquer forma, o que se sabe é que nenhum chá é capaz de promover o emagrecimento magicamente. Assim, ainda que o chá ajude, ele não fará todo o trabalho sozinho.

Quem necessita e/ou deseja emagrecer provavelmente sabe que para atingir esse objetivo precisa seguir toda uma alimentação saudável, nutritiva, equilibrada e controlada. Praticar exercícios físicos também é útil neste sentido porque faz com que a queima de calorias seja elevada.

Porém, lembre-se de que o ideal é que tudo isso seja feito com o auxílio de profissionais capacitados como nutricionista e educador físico.

Para que serve o chá de gergelim? 

A chef com estudos focados em nutrição, Andrea Cespedes, informou que as sementes de gergelim são um dos alimentos mais ricos em fitoesteróis. Segundo ela, um estudo publicado no ano de 2005 no Journal of Agriculture and Food Chemistry apontou as sementes de gergelim como o item com o maior teor de fitoesteróis entre as nozes e sementes estudadas.

Conforme Cespedes, os fitoesteróis são compostos encontrados naturalmente em plantas que ajudam a inibir a absorção do colesterol que vem através da alimentação e também podem auxiliar a diminuir os riscos de desenvolvimento de alguns tipos de câncer.

Já de acordo com o Dr. Axe, os linhanos presentes na composição das sementes de gergelim também contribuem com a absorção da vitamina E.

A consultora em saúde holística Jodi Geigle escreveu que as sementes de gergelim são ainda uma boa fonte de ômega 3, um ácido graxo conhecido por diminuir a inflamação no organismo e estimular o funcionamento saudável do cérebro.

Como fazer – Receitas de chá de gergelim 

1. Receita de chá de gergelim preto 

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de sementes de gergelim preto levemente moídas;
  • 1 ½ xícaras de água fervente.

Modo de preparo:

  1. Colocar as sementes de gergelim dentro de uma panela;
  2. Adicionar a água fervente e deixar cozinhar por 15 minutos;
  3. Em seguida, consumir imediatamente o chá e ingerir as sementes de gergelim.

2. Receita de chá de gergelim branco

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de sementes de gergelim branco;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo:

  1. Moer um pouco as sementes de gergelim;
  2. Adicionar a água dentro de uma panelinha e acrescentar as sementes de gergelim;
  3. Levar ao fogo para ferver. Assim que começar a ferver, colocar no fogo baixo e ferver por mais 15 a 20 minutos;
  4. Desligar o fogo e servir-se imediatamente.

O ideal é tomar o chá logo depois do seu preparo (não necessariamente tomar todo o conteúdo preparado de uma vez), antes que o oxigênio do ar destrua os seus compostos ativos. Um chá costuma preservar substâncias importantes até 24 horas depois do preparo, porém, depois desse período, as perdas são consideráveis.

Certifique-se ainda de que as sementes de gergelim que você utiliza no preparo do seu chá sejam de boa qualidade, de boa procedência, orgânicas, estejam bem limpas e higienizadas e não tenham a adição de nenhuma substância ou produto que possa prejudicar a sua saúde.

Cuidados com o chá de gergelim

Existe a possibilidade de que as sementes de gergelim provoquem uma reação alérgica por conta da contaminação com outras sementes e nozes durante o processo de fabricação.

Assim, para quem tem problemas em digerir sementes e nozes como amêndoas, sementes de chia e linhaça, é aconselhável tomar cuidado ao consumir as sementes de gergelim.

O alimento possui oxalato, tanto que a maior parte do cálcio presente na casca do gergelim aparece na forma de oxalato de cálcio. As pastas de gergelim (tahini) comercializadas em mercados são feitas geralmente com o centro da casca da semente, que permanece mesmo depois que ela foi removida.

Ainda assim, esses produtos geralmente são considerados seguros se consumidos moderadamente no caso em que precisa haver uma dieta com restrição de oxalatos. Porém, a casca intacta da semente de gergelim pode apresentar mais oxalatos, o que pode agravar condições como a gota.

Os que carregam uma quantia maior de oxalato são menos escuros e menos amargos que os outros.

Além disso, quem sofre com a doença de Wilson, uma condição genética que causa o acúmulo de cobre no fígado, deve evitar ingerir muita semente de gergelim graças ao fato de que o alimento contém cobre em sua composição.

Você conhece alguém que tome e afirme que o chá de gergelim emagrece mesmo? Tem curiosidade de experimentar essa bebida no seu dia a dia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (12 votos, média: 3,92 de 5)
Loading...

Deixe um comentário