Gergelim Branco ou Preto – Qual é Melhor?

Especialista:
atualizado em 24/12/2019

Pães, saladas, pastinhas, bolinhos, tortas, coxinhas fit, bolos, sorvetes, cookies e até pizzas. Essas são algumas das receitas que podem levar o gergelim como um de seus ingredientes.

No entanto, quando você utiliza essas sementes para preparar os seus pratos culinários, você opta pelo gergelim branco ou pelo gergelim preto?

Vamos conhecer essas duas variedades do gergelim um pouco melhor e aprender a respeito das semelhanças e diferenças entre eles?

Diferenças entre o gergelim branco e o gergelim preto – o ponto de vista nutricional 

Tanto as sementes de gergelim branco quanto as sementes de gergelim preto apresentam propriedades nutricionais similares, tendo em vista que fazem parte da mesma família.

Uma mostra disso é o fato de ambas serem consideradas boas fontes de nutrientes importantes para o funcionamento do nosso organismo, como: magnésio, cobre, zinco, ferro, vitamina B1 (tiamina), vitamina B2 (riboflavina) e vitamina B3 (niacina).

Apesar das diferenças dos componentes nutricionais das duas sementes não serem consideradas relevantes, de maneira geral, as sementes de gergelim preto apresentam um teor de proteínas mais elevado do que as sementes de gergelim branco.

Uma porção equivalente a uma colher de sopa ou 15 g de gergelim branco natural podem trazer 2,7 g de proteínas ao mesmo tempo em que uma colher de sopa ou 15 g de gergelim preto apresentam 3 g de proteínas.

Além disso, as sementem de gergelim preto apresentam uma quantidade mais elevada de cálcio do que as sementes brancas de gergelim.

A aparência além da cor 

A diferença de aparência entre o gergelim branco e o gergelim preto não se refere somente ao fato óbvio de que uma variedade é da cor preta enquanto a outra apresenta a coloração branca.

As sementes pretas de gergelim não são descascadas, enquanto o revestimento de proteção é retirado das sementes de gergelim branco.

É justamente por esse motivo que as sementes pretas de gergelim são dotadas de uma quantidade mais elevada de cálcio em comparação com as sementes de gergelim branco, como conferimos no tópico anterior.

Além disso, devido ao fato de terem as suas cascas mantidas, eles nem sempre apresentam uma coloração preta uniforme, podendo ser marrom claro, marrom escuro ou preto.

O sabor e a utilização das sementes

As sementes de gergelim branco são conhecidas por possuírem um sabor levemente mais amargo, porém, produzem um óleo de alta qualidade, são usadas pela medicina alternativa e associadas ao crescimento dos cabelos.

Por sua vez, as sementes brancas de gergelim apresentam um sabor parecido com o das nozes e combinam melhor com receitas mais doces como bolos, barrinhas de gergelim, receita em que o gergelim branco é moldado no formato de barrinhas e coberto por uma camada de mel. Ele também é usado para produzir uma pastinha chamada tahini, que é utilizada na culinária árabe.

Considerações

Como vimos, as sementes de gergelim branco e de gergelim preto possuem poucas diferenças no que se refere ao ponto de vista nutricional e são consideradas por alguns como praticamente a mesma coisa.

Assim, a definição de qual a melhor semente a ser utilizada vai depender também do que a pessoa deseja fazer com o gergelim – se quer algum uso medicinal ou preparar algum tipo de receita culinária – ou qual tipo de sabor prefere em suas receitas.

Cuidados com as sementes de gergelim 

Existe a possibilidade de que as sementes de gergelim provoquem uma reação alérgica por conta da contaminação com outras sementes e nozes durante o processo de fabricação.

Assim, para quem tem problemas em digerir sementes e nozes como amêndoas, sementes de chia e linhaça é aconselhável tomar cuidado ao consumir as sementes de gergelim.

Além disso, caso você venha a experimentar alguma reação alérgica ou reação adversa inesperada ao consumir ou utilizar a semente de gergelim branco ou gergelim preto, procure imediatamente o auxílio do médico para saber como proceder, descobrir a gravidade do problema e tratá-lo devidamente.

Ressalta-se ainda que o alimento possui oxalato, tanto que a maior parte do cálcio presente na casca do gergelim aparece na forma de oxalato de cálcio. As pastinhas de gergelim (tahini) comercializadas em mercados são feitas geralmente com o centro da casca da semente, que permanece mesmo depois que ela foi removida.

Ainda assim, esses produtos são considerados como geralmente seguros se consumidos moderadamente no caso em que precisa haver uma dieta com restrição de oxalatos. Porém, a casca intacta da semente de gergelim pode apresentar mais oxalatos, o que pode agravar condições como a gota.

Para diferenciar um produto com gergelim que tem a casca intacta ou não, tenha em mente que os que carregam uma quantia maior de oxalato são menos escuros e menos amargos que os outros.

Além disso, quem sofre com a doença de Wilson, uma condição genética que causa o acúmulo de cobre no fígado, deve evitar ingerir muita semente de gergelim graças ao fato do alimento conter o cobre em sua composição.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Você costuma utilizar e consumir mais do gergelim branco ou do gergelim preto em sua dieta? Que receitas faz com esse alimento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (11 votos, média: 3,91 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

1 comentário em “Gergelim Branco ou Preto – Qual é Melhor?”

  1. Bato o gergelim no liquidificador e faço a farinha. Guardo na geladeira e uso no omelete do café da manhã.