Como Fazer Chá de Erva Doce – Receita, Benefícios e Dicas

Especialista:
atualizado em 20/12/2019

Veremos abaixo como fazer chá de erva doce, mostrando como preparar para melhores resultados e sabor. Você verá as receitas mais consumidas, os principais benefícios do chá de erva doce e algumas dicas especiais.

O chá de erva-doce é conhecido como um chá importante para ajudar a acalmar os nervos. No quesito relaxamento e anti-estresse, o chá de erva-doce é tão indicado quanto a camomila. Além disso, esse chá pode trazer outros importantes benefícios, como por exemplo ajudar a eliminar a retenção de líquidos, reduzir cólicas e desconfortos, bem como problemas no estômago.

A erva-doce, também chamada de funcho, é facilmente encontrada em mercados, feiras, lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação. Quem gosta de criar hortas pode se beneficiar do plantio da erva-doce em casa, tendo sempre a planta à disposição e fresca quando necessário.

No que se refere à saúde, a erva-doce ajuda no tratamento de algumas condições médicas, como: artrite, asma, catarro, bronquite, coriza, dor de barriga, dor de cabeça, espasmos, gripe, indigestão, inflamações, palpitações, tosse, resfriado.

Benefícios do chá de erva-doce: Para que serve?

O chá de erva-doce pode atuar diretamente no alívio de cólicas intestinais, diminuição do inchaço, que ocorre devido ao seu efeito diurético, e redução de distúrbios estomacais, que acontece devido à presença do ácido málico, que melhora a digestão e diminui a acidez do estômago. Além disso, quem sofre de gases pode encontrar um alívio nessa bebida, pois com a infusão da planta no preparo do chá libera-se o anetol, substância que melhora a digestão e melhora a flatulência.

Algumas pesquisas recentes na área dizem que a erva-doce pode ser uma aliada para melhorar a gripe e dores de garganta, podendo utilizar o chá para gargarejo. Outras pesquisas dizem que quando utilizada no tratamento contra o câncer, a erva-doce tem um efeito calmante sobre o corpo, aliviando sintomas da quimioterapia.

A erva-doce é rica em potássio, que ajuda a reduzir os batimentos cardíacos e a pressão arterial do corpo. Também contém boas quantidades de vitamina C, que ajuda o corpo a se manter mais forte e imune a organismos infecciosos. Algumas quantidades de vitamina B6, vitamina A, ácido fólico, niacina, riboflavina, tiamina, cobre, ferro, cálcio, zinco, selênio, manganês, magnésio também são encontradas.

O ácido málico tem o papel de fornecer mais energia para as células e também no auxílio da desintoxicação do corpo de materiais tóxicos como alumínio e estrôncio. Ajuda no funcionamento do intestino e evita altos picos de glicemia. Os flavonoides aumentam a concentração de glutationa, a principal defesa antioxidante de nosso organismo, além de ser eficaz agente na eliminação da inflamação crônica.

Como fazer chá de erva doce – Receita e como preparar

Veja a seguir as receitas mais consumidas de chá de erva-doce. Aprenda como preparar seu chá para o máximo em benefícios e sabor.

Existem duas formas de como fazer chá de erva doce e consumi-lo: através do preparo com folhas ou sementes.

1. Receita de chá de erva doce com folhas

Ingredientes:

  • 1 litro de água;
  • 5 folhas de erva-doce.

Modo de preparo:

Coloque a água para ferver, coloque as folhas e quando começar a ferver conte 30 segundos. Desligue, tampe e deixe descansar por 5 minutos. Esse tempo de descanso é essencial para as folhas soltarem suas substâncias ativas e propriedades benéficas. Muitas pessoas podem colocar as folhas para ferver e logo desligar e servir, mas este não é o preparo correto e mais indicado, pois pode-se perder muitas propriedades para a saúde por conta disso.

2. Receita de chá de erva doce com sementes

  • 1 litro de água;
  • 3 colheres de sopa de semente de erva-doce seca.

Modo de preparo:

Quando tiver fervido, basta adicionar a semente de erva-doce seca. Deixe por 30 segundos, desligue, tampe e deixe descansar por 5 minutos. Depois é só servir coado.

3. Receita de chá de erva doce com gengibre

Ingredientes:

  • 3 rodelas de gengibre;
  • 1 colher de casca de laranja;
  • 2 colheres de sopa de erva-doce;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo

Ferva a água com o gengibre e a casca de laranja. Quando tiver fervido, desligue e coloque a erva-doce. Tampe e deixe descansar por 10 minutos. Sirva coado e quente.

4. Receita de chá de erva doce com camomila

Ingredientes

  • 1 colher de sobremesa de sementes de erva-doce;
  • 1 colher de sobremesa de semente de camomila;
  • 1 xícara de chá de água.

Modo de preparo:

Adicione as sementes na água e leve para ferver. Quando ferver, desligue e tampe. Deixe descansar por 5 minutos e sirva. Tomar uma xícara após as refeições. O ideal é consumir duas xícaras ao dia.

Como tomar o chá de erva doce

Lembrando que o ideal é tomar a bebida logo após o preparo e não guardar para consumo mais tarde, na geladeira, por exemplo. Se for possível, evite adoçar também. É apenas questão de costume e a erva-doce já tem um sabor adocicado e delicioso naturalmente.

Se quiser, utilize um pouco de mel até se acostumar com a bebida pura. Pode ser tomada duas vezes por dia, após as refeições para ajudar na digestão. Não ultrapasse o consumo de 3 xícaras por dia.

Cuidados

Alguns cuidados importantes devem ser levados em consideração ao tomar a bebida. Pessoas que estiverem ingerindo esteroides, medicamentos anti-inflamatórios e corticoides devem evitar consumir a erva. Pacientes com diverticulite, úlcera duodenal, refluxo e colite ulcerosa também devem evitar.

Mulheres grávidas devem evitar o consumo exagerado da bebida, assim como a maioria dos chás para não induzir um aborto espontâneo, mas no geral o chá pode trazer alívio de dores e desconfortos na gravidez; na dúvida, consulte seu médico.

Porém, mulheres que já tiveram o filho e quiserem consumir o chá de erva-doce podem encontrar muitos benefícios, pois pode ajudar na produção de leite. Mulheres durante a menstruação podem se beneficiar do chá que ajuda na regulação menstrual e hormonal.

Caso o consumo da planta seja excessivo, a pessoa pode apresentar alguns efeitos colaterais como vômitos, náuseas e reações alérgicas, mas isso em caso extremo. Fora isso, qualquer pessoa de qualquer idade pode se beneficiar do seu consumo.

Vídeo:

Gostou das dicas?

O que você achou dessas receitas de como fazer chá de erva doce? Prefere utilizar o método com folhas ou sementes? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (34 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

6 comentários em “Como Fazer Chá de Erva Doce – Receita, Benefícios e Dicas”

  1. Tenho um filho autista muito agitado faço erva doce com camomila já a mais ou menos 1 ano. Comecei a dar pra ele uma chácara pela manhã e 2 a tarde no lanche .ele esta com o abdômen muito avantajado porcausa dos medicamentos.sera que tenho que dar um tempo?

  2. Fiz uso do chá de erva doce pra minha filha recém nascida, ela nunca teve problemas digestivos e teve a primeira gripe próximo dos 2 anos de idade. Mesmo quando eu estava super gripada e amamentava ela não desenbolbia a gripe. Eu associei essa foete imunidade ao chá de erva doce. Milagroso!

  3. É a minha mãe tem problemas na parte digestiva tem muita cólica é demora a evacuar. Tem 78anos .vou experimentar com ela. Eu lei os benefícios espero que der certo com ela.