Como plantar alecrim em casa – Passo a passo e dicas

Especialista da área:
atualizado em 05/04/2021

Não é de se espantar que muitos queiram aprender como plantar alecrim em casa. Afinal, existem muitos benefícios do alecrim e a erva aromática é útil de diversas maneiras na culinária.

  Continua Depois da Publicidade  

Por exemplo, ela pode aparecer como tempero em carnes como aves, carne de cordeiro, salmão e carne de porco como a linguiça assada. Além disso, o alecrim é utilizado em pães e receitas com batatas.

Ao mesmo tempo, dá para usar a erva para incrementar pratos como sopas, guisados, tortas e cozidos, grelhar os seus talos com outros vegetais e incluir a plantinha em drinques à base de gin.

Mas você sabia que o alecrim também carrega doses de cálcio, vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina C e vitamina K? Sem contar que já apontou-se que ele contém substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias.

Então, vamos aprender como plantar alecrim em casa?

Embora faça toda diferença no sabor final do prato, não é todo mundo que pensa no tempero quando sai para comprar os ingredientes do almoço ou jantar.

Assim, não é incomum esquecer-se de colocar o alecrim ou outros temperos no carrinho de compras e ter que ficar sem aquele gostinho todo especial na comida.

Entretanto, que tal um antídoto para isso? Basta aprender como plantar alecrim em casa para possuir o seu próprio pé de alecrim e ter acesso à erva com mais facilidade e não precisar comprá-la.

Além disso, cultivar os próprios temperos pode virar um passatempo para quem precisa se desconectar um pouco da tecnologia ou simplesmente anda entediado. Ou seja, realmente não faltam motivos para querer aprender como plantar alecrim em casa.

Como plantar alecrim em vaso

Como plantar alecrim em casa

Sim, o alecrim pode ser plantado em vaso! Portanto, resolvemos trazer um passo a passo que ensina como plantar alecrim em casa em vaso. Confira:

1. O vaso usado deve ter furos em sua base. Com ele em mãos, montar uma camada com material de drenagem – argila expandida, pedriscos, isopor e manta, por exemplo. Isso serve para evitar o acúmulo de água, que pode causar apodrecimento das raízes.

  Continua Depois da Publicidade  

2. Logo após arrumar direitinho a camada de drenagem, preencher o vaso quase até a borda com uma mistura composta por 1/3 de terra comum, 1/3 de composto orgânico e 1/3 de areia lavada.

3. Com o auxílio de uma tesoura limpa e afiada, cortar raminhos de 8 cm de uma planta de alecrim madura e de haste macia. Remover as folhinhas da parte inferior do raminho, deixando apenas entre cinco a seis camadas de folhas na parte superior.

4. Então, fazer buraquinhos na terra do vaso com a ajuda de um espeto de pau. Fincar cada raminho de alecrim nesses buraquinhos. Com o auxílio dos dedos, compactar um pouco a terra para que fique firme.

5. Regar para umedecer bem. Colocar o vaso em uma área sem vento e com bastante luz, porém, sem estar diretamente ao sol.

6. Você também pode cobrir o vaso com um saco plástico e fazer alguns furinhos para permitir que a planta respire. Isso serve para auxiliar a retenção da umidade, que é necessária para que a planta crie novas raízes.

7. O vaso deve permanecer no local descrito no passo 5 ao longo de quatro semanas, período em que a terra deve estar sempre úmida, porém, não encharcada.

8. Depois dessas quatro semanas, virar o vaso com bastante cuidado para descobrir se realmente houve o crescimento suficiente das raízes.

A segunda etapa de como plantar alecrim em casa: o transplante das mudinhas

9. Mais uma vez com extremo cuidado para que não haja o rompimento das raízes, separar uma mudinha da outra para fazer o transplante de cada mudinha em vasos individuais. Essa separação precisa ocorrer com a terra bem úmida.

  Continua Depois da Publicidade  

10. É aconselhável transplantar as mudinhas em vasos grandes com furos no fundo, que devem receber a mesma camada de drenagem e a mesma mistura de solo que o primeiro vaso recebeu, onde as mudinhas foram inicialmente produzidas.

11. Uma vez que cada vaso definitivo tiver recebido a camada de drenagem e a mistura de solo, fazer buracos no meio da terra de cada um deles. Então, plantar uma mudinha de alecrim em cada recipiente, cobrindo novamente com a terra preparada de cada vaso.

12. Regar cada vaso e manter as mudinhas bem regadas. Aos pouquinhos, deixá-las cada vez mais tempo ao sol.

Outras dicas e dados

Dicas como plantar alecrim em casa
  • O alecrim prefere um clima temperado e tropical e não pode ser cultivado em temperaturas extremas. Como o alecrim enfrenta dificuldades para se desenvolver em localidades onde há muita chuva, deve-se evitar o excesso de umidade.
  • Para cultivar a erva, o período ideal é entre os meses de setembro a novembro.
  • Já o solo ideal para o plantio do alecrim é areno-argiloso, leve, bem drenado e com um pH entre 7 e 7,8.
  • Além disso, recomenda-se que a planta receba no mínimo cinco horas diárias de luz solar porque ela aprecia muito a luminosidade.
  • Ao regar o alecrim é necessário tomar cuidado para não encharcar a planta. Por outro lado, ele dá conta de ficar até três dias sem ser irrigado e continuar saudável, já que é tolerante à seca.

Cuidados com o alecrim

Além de aprender como plantar alecrim em casa é importante saber que apesar de ser segura em doses baixas, quantidades muito altas da erva podem provocar efeitos colaterais como vômito, espasmos, edema pulmonar, coma e aborto.

O alecrim também pode afetar a atividade de alguns medicamentos como anticoagulantes, diuréticos, inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA) e lítio.

Assim, quem faz uso de qualquer remédio (inclusive os que não foram citados) deve consultar o médico para saber se não faz mal consumir o alecrim ao mesmo tempo em que usa o remédio em questão.

Vídeos

Agora que conheceu uma forma de como plantar alecrim em casa, conheça também os benefícios do alecrim. A nossa nutricionista fala sobre eles no vídeo a seguir:

Você costuma usar alecrim? Então, comente abaixo como costuma utilizar a erva!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário