Couve Dá Gases?

Especialista:
atualizado em 27/12/2019

A couve serve como fonte de diversos nutrientes importantes para o nosso organismo como cálcio, ferro, vitamina A, vitamina B5, vitamina C e vitamina K. Veja a seguir se, entretanto, o consumo de couve dá gases.

Aproveite para conhecer também uma lista de alimentos que provocam gases e confira todos os benefícios da couve para a saúde e boa forma.

Sintomas como gases e inchaço costumam acompanhar sim o consumo da couve. Mas será que temos como evitar o aparecimento desses gases? Existe alguma técnica de cozimento ou dica de consumo que ajude nesse sentido?

Os benefícios da couve

A couve é uma integrante do grupo dos vegetais crucíferos – ao lado de outros alimentos como repolho, nabo, brócolis, couve-de-Bruxelas, couve-flor e rúcula – e eles fazem parte do grupo dos alimentos que mais causam gases.

No mesmo sentido, a couve pode ser particularmente difícil para o sistema digestivo, provocando gases, inchaço e outros tipos de problemas abdominais.

Mas por que será que isso acontece? Os vegetais crucíferos são compostos por uma quantidade elevada de fibras, o que pode resultar naturalmente nos gases e no inchaço, caso o consumo ocorra em uma quantidade farta.

Como os vegetais crucíferos levam mais tempo para se mover pelo trato digestivo, isso faz com que eles sejam mais expostos às bactérias do intestino. Com isso, as bactérias começam a fermentar as fibras e ocorre, então, a produção de gases.

A couve é cheia de fibras alimentares e de alguns açúcares que podem ser difíceis para o seu sistema digestivo. Cozinhar a couve pode suavizar as fibras, possivelmente fazendo com que seja mais fácil comê-la e digeri-la.

A rafinose, um açúcar natural que é composto por diversas moléculas de açúcar, está presente na composição de legumes e de vegetais crucíferos. Às vezes, a rafinose é digerida no intestino delgado, entretanto, algumas pessoas têm problemas para processar esse açúcar natural, fazendo com que ele viaje para o cólon (parte do intestino grosso) sem estar digerido. Lá, ele fermenta com a bactéria do cólon para produzir gases, gerando inchaço e dores abdominais.

Porém, isso não pode servir como justificativa para remover a couve das refeições

Mesmo sendo verdade que a couve dá gases e provoca o inchaço, é muito importante incluí-la nas refeições, já que se trata de um vegetal bastante nutritivo.

Para tentar diminuir os gases e o inchaço que podem ser trazidos pela couve, recomenda-se marinar a salada de um dia para o outro – ou pelo menos durante algumas horas – em um tempero à base de limão ou no suco de limão.

Outra estratégia que pode auxiliar é tomar cuidado para não acompanhar a couve com outros alimentos que você já sabe que provocam a flatulência no seu organismo, deixando para consumir cada um deles em uma dia ou em uma refeição diferente.

A culpa não é simplesmente da alimentação

Além de saber se a couve dá gases, é importante conhecer quais outros fatores – não somente aquilo que a gente come e bebe durante as nossas refeições – podem interferir na produção de gases no organismo.

O PhD e professor clínico associado de nutrição da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, Charles Mueller, explicou que os gases que soltamos não são produzidos somente pelos alimentos que consumimos, mas também pelo ar que engolimos, que acaba passando pelo trato gastrointestinal.

No mesmo sentido, o gastroenterologista, professor clínico associado de medicina da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, e PhD David Poppers esclareceu que os gases são uma combinação entre dois fatores: o ar que engolimos, ao comermos muito rapidamente, e o alimento que consumimos.

A nutricionista Abby Langer explicou ainda que doenças gastrointestinais sérias também podem ser a principal causa dos gases. Eles ainda podem estar relacionados ao uso de alguns medicamentos e a problemas na flora intestinal, completou a especialista.

“Para aqueles que não têm um problema de fundo (para provocar os gases, como as doenças gastrointestinais), a quantidade de gases que nós temos está diretamente relacionada com a quantia de alimento e/ou ar não digerido no nosso cólon. Se estamos comendo coisas que o nosso corpo não está decompondo, nós vamos ter gases”, completou Langer.

Ainda que seja constrangedora, a flatulência é uma função normal do corpo. O PhD Charles Mueller alertou ainda que devemos nos preocupar mais quando não estivermos soltando gases do que quando a flatulência aparecer.

Mueller orientou também a procurar o auxílio médico quando ocorrerem mudanças nos hábitos intestinais que não se resolvem sozinhas como cólicas, inchaço, prisão de ventre, diarreia, não ter flatulência alguma ou o aparecimento de muitos gases.

Vídeos:

Gostou das dicas?

Você já tinha percebido que couve dá gases para você? Consome com frequência no seu dia a dia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário