Diabético pode comer biscoito de polvilho?

Especialista da área:
atualizado em 08/10/2021

Embora os historiadores não saibam afirmar com exatidão quando e onde o biscoito de polvilho surgiu, acredita-se que o petisco exista pelo menos desde o século XVIII. Populares até os dias de hoje, eles são bastante consumidos, especialmente nos dias de praia.

Esse biscoito é quase sempre uma opção escolhida por quem está de dieta, pois contém um baixo teor calórico, mas é preciso cuidado, uma vez que também possui uma grande quantidade de sódio.

  Continua Depois da Publicidade  

Ele é extraído de um alimento natural, o amido de mandioca, um carboidrato complexo que é considerado umas das principais fontes de energia para o organismo. No entanto, o biscoito de polvilho apresenta uma quantidade bem pequena de proteínas, vitaminas e minerais.

biscoito de polvilho

O biscoito de polvilho pode ser encontrado na versão salgada e doce, mas não há diferenças significativas nos valores calóricos entre essas opções.

Em razão da sua composição nutricional, algumas pessoas devem ter um certo cuidado na hora de comê-los para não prejudicar a própria saúde. Será que o diabético pode comer biscoito de polvilho?

Aproveite para conhecer como fazer receitas de biscoito de polvilho assado light e entenda se o biscoito de polvilho engorda em uma análise completa.

Quem tem diabetes pode comer biscoito de polvilho?

Como o biscoito de polvilho é rico em carboidratos, ele é transformado em açúcar no nosso organismo. Ao mesmo tempo, ele é pobre em fibras, um outro fator que acelera a velocidade pela qual o açúcar deste biscoito entra no sangue depois da digestão. Dá-se o nome de índice glicêmico para isso, e quanto mais baixo, menor é a velocidade de absorção dos carboidratos, e consequentemente a variação da glicemia no sangue da pessoa.

  Continua Depois da Publicidade  

Um pacote de biscoito de polvilho (30 gramas) da marca Casa do Biscoito contém 14 g de carboidratos e 0,6 g de fibras, enquanto o produto da marca Vovó Lela tem 24 g de carboidratos e 0 de fibras na mesma porção. Já o biscoito de polvilho da marca Nazinha possui 23 g de carboidratos e 0,7 g de fibras em 30 g.

Já talvez o mais famoso deles, que não poderia deixar de ser mencionado, o biscoito da marca Globo tem 20 g de carboidratos e 1 g de fibras.

Entenda mais sobre a diabetes

A diabetes é uma doença caracterizada por níveis muito elevados de glicose (açúcar) no sangue.

A glicose é a maior fonte de energia para o nosso organismo e é obtida através dos alimentos que consumimos nas refeições, predominantemente aqueles ricos em amido, como por exemplo arroz, batatas, massas e pães.

Uma pessoa desenvolve a condição quando o seu corpo não consegue produzir uma quantidade suficiente de insulina ou não consegue utilizar o hormônio de maneira adequada.

Isso faz com que a glicose se acumule na corrente sanguínea caso a insulina não esteja disponível para levá-la até as células

  Continua Depois da Publicidade  

Ao descobrir que sofre com a diabetes, é fundamental que a pessoa não perca tempo e obedeça a todas as orientações que forem passadas pelo médico para o seu tratamento.

Segundo o Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e Renais (NIDDK, sigla em inglês) dos Estados Unidos, com o passar do tempo, ter níveis elevados de glicose no sangue pode gerar uma série de complicações como doença cardiovasculares, doença nos rins, problemas nos olhos, doenças dentárias, danos no sistema nervoso e problemas nos pés.

A contagem de carboidratos na dieta do diabético

 diabetes

Quando falamos dos carboidratos do biscoito de polvilho e a relação que eles têm com o controle dos níveis de açúcar no sangue, é importante saber que, de acordo com a Associação Americana de Diabetes, a contagem de carboidratos é uma das diversas alternativas de dieta que podem ser utilizadas para controlar os níveis de glicose no sangue dos diabéticos, usada com mais frequência por pessoas que tomam insulina duas vezes ou mais a cada dia.

O método consiste em contar a quantidade em gramas de carboidratos de cada refeição, combinando com a dose de insulina. Segundo a instituição, com o equilíbrio correto entre a prática de atividades físicas e o uso da insulina, a contagem de carboidratos pode auxiliar na manutenção das taxas de glicose no sangue.

Porém, a associação ressaltou que a quantidade de carboidratos que cada diabético pode consumir em cada refeição deve ser definida em conjunto com o médico responsável pelo tratamento. Ou seja, o limite é individualizado e determinado pelo profissional de saúde conforme as necessidades de cada pessoa.

Ao saber o limite de carboidratos que pode ingerir por refeição, o diabético poderá (e deverá) usar essa informação como base para calcular a porção de biscoito de polvilho que pode comer por vez, mas sem deixar de levar em conta o teor de carboidratos do restante da refeição na hora de fazer esse cálculo. No entanto, isso deve sempre ser feito com bastante moderação e cautela.

  Continua Depois da Publicidade  

O biscoito de polvilho, o sódio e a diabetes

Um levantamento de 2012 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) indicou que o biscoito de polvilho pode conter quantidades excessivas de sódio.

De acordo com o que encontramos, uma porção de 100 g do biscoito de polvilho da marca Casa do Biscoito pode conter em torno de 853,5 mg de sódio, enquanto o produto da marca Vovó Lela pode apresentar 790 mg do mineral nas mesmas 100 g e o biscoito de polvilho da marca Vale D’ouro pode carregar aproximadamente 1.233 mg de sódio em 100 g. O biscoito da marca Globo contém aproximadamente 237mg de sódio.

Ainda que o corpo humano necessite do sódio para o funcionamento adequado dos músculos e para o controle da pressão arterial, a ingestão de uma quantidade elevada da substância não é nada boa para o organismo.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), os adultos saudáveis devem consumir menos do que 5 gramas de sal diariamente (o que equivale a 2 gramas de sódio), sendo que indivíduos com pressão arterial elevada e outras condições de saúde precisam consumir quantias ainda menores do que essas.

Já a Associação Americana do Coração recomenda que os adultos limitem a sua ingestão de sódio para 1,5 g do nutriente por dia.

Se o excesso de sódio já é ruim para qualquer pessoa, ele pode ser ainda pior para quem sofre com a diabetes. É que a Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos alertou que o excesso de sódio pode provocar problemas como retenção de líquidos, endurecimento dos vasos sanguíneos (arteriosclerose), hipertensão, ataque cardíaco, AVC e insuficiência cardíaca.

Aliás, o consumo exagerado do mineral também está associado ao desenvolvimento da própria diabetes.

Ou seja, além de comer o biscoito de polvilho com moderação e cautela, é aconselhável que o diabético sempre opte pela versão do produto que apresenta o menor teor possível de sódio em sua composição.

Vídeo

Fontes e referências adicionais

Você já tinha ouvido falar que diabético pode comer biscoito de polvilho? Costuma comer muito desse biscoito? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média 4,33)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

Deixe um comentário

2 comentários em “Diabético pode comer biscoito de polvilho?”

  1. Eu sou diabética e estou fazendo um tratamento de Herper zoster por baixa imunidade e minha glicose subiu muito. Então estava querendo comer biscoito de polvilho porque me ajuda com o enjôo e náusea provocados pelo tratamento e procurei me informar se posso. Entrei aqui para me informar. Obrigada.

    Responder
  2. Nossaaaa, eu amo esse biscoito e sou diabética E hipertensa! Costumava comer quase diariamente mas com essas informações aqui não farei mais isso! Obrigado

    Responder