Diabético Pode Comer Cenoura?

Especialista:
atualizado em 27/12/2019

É possível encontrar diversos nutrientes importantes para o nosso organismo funcionar corretamente na cenoura, como fibras, potássio, cálcio, ferro, magnésio, fósforo, zinco, vitamina A, vitamina C, vitamina B6, vitamina B7, vitamina B9 (ácido fólico/folato) e vitamina K.

Já foi apontado também que há benefícios da cenoura para a saúde dos olhos, principalmente para quem tem deficiência de vitamina A, além de auxiliar a saúde da pressão arterial e contribuir com o sistema imunológico do organismo.

Mas será que é todo mundo que pode consumir esse vegetal? Por exemplo, será que o diabético pode comer cenoura também ou não?

Antes de tudo, o que é a diabetes?

Para entendermos se o diabético pode comer cenoura, é importante que entendamos primeiramente do que se trata essa doença.

Pois bem, o que temos aqui é uma condição de saúde crônica, caracterizada pela não produção ou pela utilização inadequada do hormônio insulina por parte do organismo. Esse hormônio é responsável pelo controle da quantidade de glicose no sangue e é necessário ao corpo para que ele possa utilizar a glicose obtida por meio da alimentação como fonte de energia.

O que ocorre na doença é que a glicose não é usada apropriadamente e o seu nível fica alto, provocando a chamada hiperglicemia. Entre os sintomas da doença, estão: muitas idas ao banheiro, principalmente no período noturno, sensação de muita sede, maior cansaço do que o habitual, perda de peso sem tentar, coceira ou candidíase genital, cortes e feridas que demoram mais tempo para serem curados e visão borrada.

Ao apresentar esses sintomas, é fundamental procurar o médico para descobrir se tem ou não a condição e dar início ao tratamento adequado. Até porque a doença pode provocar uma série de complicações quando não é tratada.

Por exemplo, a permanência do quadro de hiperglicemia por longos períodos pode causar danos em órgãos, vasos sanguíneos e nervos do organismo. Além disso, a diabetes pode trazer outras complicações como doença renal, danos nos nervos, má circulação, formigamento, dor, fraqueza e perda de sensibilidade nos pés e membros inferiores, pele seca, aparecimento de calos e problemas nos olhos.

A doença também pode causar a pressão arterial alta, o aumento das chances de ter um acidente vascular cerebral (AVC), a síndrome hiperosmolar não cetótica (SHNC, caracterizada por hiperglicemia, extrema desidratação e alteração no nível de consciência) e gastroparesia (demora no esvaziamento do estômago).

Tendo em vista todos esses riscos, é fundamental seguir corretamente o tratamento prescrito pelo médico, não é mesmo? As informações são da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), da Associação Americana de Diabetes e da Diabetes UK, instituição beneficente do Reino Unido voltada para pessoas afetadas pela diabetes.

E então, será que o diabético pode comer cenoura?

De acordo com a mestra em nutrição humana Adda Bjarnadottir, em artigo publicado, as cenouras costumam ser classificadas como um alimento de baixo índice glicêmico.

O que isso tem a ver com a diabetes? Bjarnadottir explicou que o índice glicêmico é uma medida que indica a velocidade pela qual os alimentos aumentam os níveis de açúcar no sangue depois de uma refeição.

O índice glicêmico é considerado baixo quando é menor ou igual a 55, é classificado como médico quando fica entre 56 a 69 e é tido como elevado quando é maior ou igual a 70.

“O índice glicêmico das cenouras varia de 16 a 60, sendo o mais baixo para as cenouras cruas, um pouco mais alto para as cenouras cozidas e o mais alto para a cenoura em forma de purê. Comer alimentos de baixo índice glicêmico está ligado a inúmeros benefícios para a saúde e é considerado particularmente benéfico para os diabéticos”, completou a mestra em nutrição humana Bjarnadottir.

Por sua vez, a nutricionista especialista em nutrição clínica Gisele Rossi Goveia afirmou, em artigo publicado no site da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), que não existe um consenso entre os diversos órgãos de saúde mundiais a respeito da recomendação do índice glicêmico como estratégia primária para a dieta de pacientes com diabetes.

“Questiona-se a relevância e praticidade, havendo a necessidade de realização de mais estudos de longa duração com alimentos de baixo índice glicêmico, no intuito de avaliar seus efeitos na prevenção e tratamento de diversas doenças crônicas não transmissíveis”, completou a nutricionista.

Auxílio à proteção contra problemas de olhos em diabéticos

De acordo com a nutricionista e mestra em dietética, Erica Wickham, as cenouras são uma boa escolha de alimento para quem sofre com a diabetes por conta do teor de carotenoides e de vitamina A encontrados no alimento.

“(Os carotenoides e a vitamina A) ajudam a proteger os seus olhos da retinopatia diabética ou dos danos aos vasos sanguíneos dos olhos (causados) pela diabetes no longo prazo”, explicou a nutricionista.

Segundo a Academia Americana de Oftalmologia, a retinopatia diabética é desenvolvida quando os elevados níveis de açúcar no sangue provocam danos aos vasos sanguíneos na retina.

Com isso, esses vasos sanguíneos podem ficar inchados e com vazamento, impedindo que o sangue atravesse, além de existirem casos em que ocorre o crescimento de novos vasos sanguíneos na retina.

O resultado é que todas essas alterações podem roubar a visão, completou a Academia Americana de Oftalmologia.

Atenção

Este artigo não pode servir como base para o seu tratamento de diabetes porque ele tem o único propósito de informar, jamais de substituir a prescrição de um médico.

Portanto, se você foi diagnosticado com a diabetes, deve conversar com o médico responsável pelo seu tratamento como deve ser a sua dieta e entender se diabético pode comer cenoura nas refeições, tendo em vista as particularidades e necessidades especiais do seu caso.

Lembramos que mais importante do que saber se diabético pode comer cenoura ou não é compreender como toda a alimentação para a diabetes deve funcionar, levando em consideração que cada pessoa tem o seu próprio quadro da doença e, portanto, necessita de acompanhamento individualizado com o médico e nutricionista para todo o tratamento, o que inclui a parte da alimentação.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sabia que diabético pode comer cenoura? Pretende incluir esse vegetal na sua dieta mais vezes? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário