A Dieta Atlântica – Como Funciona, Cardápio e Dicas

Especialista:
atualizado em 14/04/2020

A chamada Dieta Atlântica é um regime alimentar comum de ser seguido pelos portugueses, que encontram-se próximos ao Oceano Atlântico.

O método é considerado semelhante à Dieta Mediterrânea, conhecida por pregar o uso do azeite de oliva como gordura saudável, o consumo de frutas e vegetais, a ingestão frequente de água e a prática regular de exercícios físicos.

Como funciona a Dieta Atlântica?

Além de compartilhar os mesmos ensinamentos que a Dieta Mediterrânea mencionados acima, a Dieta Atlântica prioriza determinados tipos de alimentos e defende a ingestão de uma quantidade maior de proteínas, que podem ser oriundas de carne, ovos, produtos laticínios e vegetais.

O plano alimentar prega o consumo de peixes e mariscos, sempre frescos, além de cereais e batatas como algo de extrema importância para a alimentação. A dieta Atlântica é considerada adequada como parte da prevenção e do tratamento de doenças cardiovasculares por ser rica em gorduras saudáveis e antioxidantes.

Essa afirmação foi defendida pela nutróloga Daniela Gomes, que disse que especialistas em saúde identificaram que as regiões atlânticas do Sul da Europa, como Portugal e Galícia, existia uma mortalidade bastante baixa por doenças do coração.

Além disso, uma pesquisa realizada pela Universidade do Porto, em Portugal, revelou que as pessoas que seguem a Dieta Atlântica apresentam 33% menos chances de sofrer um enfarte do que os indivíduos que não adotam esse tipo de regime.

Em suma, essas são algumas das diretrizes da Dieta Atlântica:

  • Consumir quantidades altas de peixes e mariscos;
  • Comer frutas e vegetais, com destaque especial para as maçãs e as frutas cítricas;
  • Utilizar o azeite de oliva como uma gordura saudável;
  • Tomar leite diariamente;
  • Ingerir carne vermelha em moderação e dar prioridade a carnes magras, acompanhadas por vegetais e batatas;
  • Consumir líquidos em abundância, sendo que a bebida escolhida deve ser a água. Entretanto, é permitido tomar uma dose de vinho, porém, acompanhada de uma refeição;
  • Comidas como alimentos processados/industrializados, açúcares (principalmente os refinados) e frituras não são permitidos dentro do programa alimentar. Todos esses são prejudiciais para o coração;
  • Consumir pouca gordura saturada;
  • Ingerir bastante fibras durante as refeições.

Cardápio da Dieta Atlântica 

A seguir, você confere um exemplo de cardápio do programa alimentar:

  1. Café da manhã: 1 fatia de pão de sementes com queijo, 1 copo de leite sem açúcar e 1 maçã;
  2. Almoço: sopa de vegetais, feita com batata e ingredientes como repolho, cenoura e couve-flor, temperada com azeite de oliva, e 1 pedaço de fruta como sobremesa;
  3. Lanche: 1 fatia de pão integral ou pão de centeio com presunto de peru e 1 copo de leite sem açúcar;
  4. Jantar: sopa de vegetais, 1 bife de frango com arroz e vegetais, temperados com azeite de oliva e 1 pedaço de fruta como sobremesa. 

Agora, vamos conhecer outro modelo de cardápio para o programa alimentar, desta vez apresentado pela nutricionista Fúlvia Gomes Hazarabedian:

  • Café da manhã: pão de sementes ou pão integral com queijo branco ou magro, leite desnatado sem açúcar e fruta;
  • Lanche da manhã: fruta e oleaginosas como macadâmia, castanhas ou nozes;
  • Almoço: legumes cruz ou cozidos temperados com azeite de oliva extravirgem, peixe cozido ou assado ou grelhado, batatas cozidas, arroz integral e fruta para a sobremesa;
  • Lanche da tarde: iogurte desnatado e oleaginosas como macadâmia, castanhas ou nozes;
  • Jantar: sopa de legumes e carne vermelha magra desfiada temperada com ervas ou temperos naturais e azeite de oliva extravirgem;
  • Ceia: Abacate sem açúcar. 

Veja agora a terceira opção de cardápio que trazemos. Dá só uma olhadinha nele: 

  • Café da manhã: 1 fatia de pão de sementes com queijo branco, 1 copo de leite sem açúcar e 1 fruta;
  • Almoço: 1 prato de sopa de legumes, prato de pescada cozido com batatas cozidas e mix de legumes como couve, repolho ou ervilha temperados com azeite de oliva, 1 copo de vinho tinto e 1 fruta de sobremesa;
  • Lanche: 1 pão de cereais com presunto de peru e 1 copo de leite sem açúcar;
  • Jantar: 1 prato de sopa de legumes, 1 bife com arroz e legumes temperados com azeite e 1 fruta como sobremesa.

Cuidados com as dietas 

Antes de seguir qualquer tipo de programa alimentar, incluindo a Dieta Atlântica, ainda que ela esteja associada a benefícios à saúde, é fundamental que você faça uma consulta com um nutricionista e exponha seus objetivos a ele para que o profissional possa determinar se o método é realmente apropriado para o seu caso.

Isso é importante não somente para saber se o plano realmente pode te ajudar a alcançar as suas metas, mas também para se certificar de que ele é seguro para saúde e permite o fornecimento da energia e dos nutrientes que o seu organismo necessita para funcionar corretamente.

Precisamos sempre recordar que cada pessoa tem um organismo diferente e o que dá certo para algumas pessoas não é necessariamente garantia de sucesso, segurança e saúde para outras.

Você já tinha ouvido falar da dieta Atlântica? O que achou do seu cardápio e de como funciona o plano alimentar? Experimentaria ele? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário