Especialistas elegem dieta Mediterrânea como a melhor para 2021

Especialista da área:
atualizado em 26/03/2021

A U.S. News & World Report anunciou que seu ranking elegeu a dieta Mediterrânea como a melhor para 2021. É o quarto ano na sequência que o programa alimentar ganha a medalha da publicação.

  Continua Depois da Publicidade  

Além de ter ganhado como melhor dieta no geral, o ranking também escolheu a dieta Mediterrânea como a melhor dieta à base de vegetais. O regime ainda conquistou o primeiro lugar na categoria das dietas mais fáceis de seguir.

O ranking de melhores dietas de 2021 da U.S. News & World Report teve aproximadamente 40 dietas avaliadas por 24 especialistas em doença cardíaca, diabetes, nutrição, dieta, psicologia alimentar e obesidade.

Para elaborar o ranking, os especialistas analisaram uma série de quesitos de cada dieta. Por exemplo, facilidade de seguir, probabilidade de gerar emagrecimento a longo prazo, nível de saúde e segurança e eficiência para prevenir ou controlar problemas crônicos como diabetes e doença cardíaca.

Sobre a dieta Mediterrânea

Salmão

O programa alimentar é composto por refeições simples e à base de vegetais. O peixe é um alimento importante no regime, assim como o azeite de oliva. Além disso, a dieta Mediterrânea prioriza o consumo de frutas, vegetais, grãos integrais, feijões e sementes.

O método também permite um pouco de nozes, mas passa longe do açúcar refinado e da farinha, exceto algumas raras ocasiões. Também é raro que a carne vermelha apareça na dieta, pois o regime enfatiza outras fontes de proteínas.

Além do peixe, que pode-se consumir livremente, o programa alimentar libera aves, ovos e produtos laticínios. Mas esses três últimos devem ter o consumo moderado, em quantias bem menores do que em uma tradicional dieta ocidental.

De acordo com a nutricionista Rahaf Al Bochi, a dieta Mediterrânea é mais do que uma dieta; é um estilo de vida. Bochi ensina o programa alimentar aos seus pacientes.

Ela afirmou que o método incentiva a fazer refeições com os amigos e família, socializar por meio das refeições, comer os alimentos favoritos conscientemente (mindful eating) e se movimentar e praticar exercícios conscientemente para ter todo um estilo de vida saudável.

Além disso, estudos já associaram a dieta Mediterrânea à diminuição do risco de desenvolver diabetes, pressão alta, demência, perda de memória, depressão e câncer de mama.

  Continua Depois da Publicidade  

O método também já foi ligado a benefícios como ter ossos mais fortes, coração mais saudável e até uma vida mais longa. Aliás, conheça o estudo que apontou que adotar a dieta Mediterrânea na terceira idade pode prolongar a vida.

Ficou interessado na dieta Mediterrânea? Então, acesse o guia da dieta Mediterrânea e fique ainda mais por dentro do método!

E quanto às outras dietas?

A segunda colocação da lista de melhor dieta geral ficou com a dieta DASH, que é a sigla inglesa para “abordagens dietéticas para impedir a hipertensão”. O programa alimentar ainda empatou com a dieta Mediterrânea no primeiro lugar das melhores dietas para alimentação saudável.

Aliás, a DASH também empatou com a dieta Mediterrânea e com a dieta Ornish na primeira posição da categoria melhor dieta para o coração.

A saber, a dieta Ornish é o programa alimentar do médico americano Dean Ornish. O regime é praticamente vegetariano, limita o consumo de gorduras, carboidratos refinados e proteína animal, além de proibir até o azeite de oliva.

No entanto, especialistas a consideram restritiva e difícil de seguir.

A dieta flexitariana apareceu praticamente empatada com a DASH no segundo lugar geral e empatou com a Mediterrânea como melhor dieta para diabetes. A flexitariana uma versão flexível do vegetarianismo. Nela, o consumo de proteína animal não é proibido, mas é reduzido.

Algo que as três primeiras colocadas no ranking geral têm em comum é o fato de pregarem a redução ou eliminação de alimentos processados. Ao mesmo tempo, as três dietas estimulam focar no consumo de muitas frutas, vegetais, leguminosas, grãos integrais, nozes e sementes.

  Continua Depois da Publicidade  

Por outro lado, dietas que exigem a restrição de carboidratos e o alto consumo de gorduras e proteínas, como a cetogênica e a Dukan, foram as últimas no ranking geral.

A justificativa é que esses regimes são muito restritivos, difíceis de seguir e eliminam grupos alimentares inteiros, o que as orientações alimentares não recomendam.

Não perca o vídeo a seguir, em que a nossa nutricionista apresenta a dieta Mediterrânea e explica como fazer, alimentos permitidos, cardápio e receitas:

Você já seguiu a dieta Mediterrânea? Teve bons resultados? Conte para nós nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário