Dieta japonesa – Como funciona, cardápio e dicas

Especialista:
atualizado em 16/11/2020

Criada para estimular a perda rápida de peso, a dieta japonesa promete reduzir de 6 kg a 8 kg em uma semana de dieta.

Entretanto, a redução de peso varia de pessoa para pessoa, conforme seu estado de saúde, peso, hábitos de vida e produção hormonal, por exemplo.

Como funciona

dieta japonesa

O cardápio não é baseado nos pratos típicos da cultura japonesa com os quais estamos acostumados. Inclusive, por falar nisso, você gostará de saber se a comida japonesa que estamos acostumados a consumir engorda.

As refeições da dieta japonesa contam com frutas, legumes e verduras. Mas é difícil manter a dieta, pois ela permite fazer só três refeições diárias e com pouca comida. Além disso ela restringe os carboidratos e até proteínas de origem animal.

Em geral, a dieta japonesa se baseia no consumo de pequenos pratos, com ingredientes simples, frescos e sazonais, que devem ser minimamente processados.

Além disso o consumo de chás e cafés é permitido, e uma dica importante é a de beber bastante água ao longo do dia para desintoxicar o corpo e ajudar a controlar a fome. A água tem um efeito diurético natural que ajuda a eliminar os fluidos retidos no corpo, junto com as toxinas.

As fibras presentes nos vegetais ingeridos na dieta também precisam de água para adicionar volume às fezes, facilitando assim o fluxo intestinal. Entenda melhor como a água ajuda a perda de peso.

Veja abaixo o vídeo da nossa nutricionista falando sobre o motivo dos japoneses serem magros, ou continue a leitura mais abaixo, para ver o cardápio, dicas e cuidados da dieta japonesa.

Vídeo: Porque os japoneses são magros

Dieta barata

A dieta japonesa não é difícil de fazer. Os alimentos utilizados são de fácil acesso e de custo baixo.

Os alimentos básicos da dieta japonesa são uma boa fonte de proteína, que pode ser o frango ou os ovos, por exemplo, além de frutas e vegetais. Todos são alimentos bastante acessíveis e baratos.

Em algumas versões da dieta, o arroz cozido no vapor e o macarrão também estão liberados, mas nesse caso trata-se mais de uma reeducação alimentar do que de uma dieta para emagrecimento rápido.

Dicas

  • Motivação: A dieta japonesa pode proporcionar momentos de desânimo e grande ansiedade. Se você quiser realmente seguir esta dieta, deve lembrar dos resultados que está buscando;
  • Não pule refeições: Seu corpo já estará deficiente em relação à uma alimentação normal, então não pule refeições, já que você só terá 3 ao dia;
  • Exercícios físicos: Lembre-se que carboidratos são fundamentais para quem pratica atividades físicas intensas, então mantenha o corpo em movimento durante a dieta, mas de forma moderada;
  • Estilo de vida: Os japoneses estão entre as pessoas mais saudáveis do mundo. Eles têm a maior expectativa de vida, além de ter a menor taxa de obesidade. Adote esse novo estilo de vida. Confira por que a dieta japonesa faz as pessoas viverem mais.

Cardápio da dieta japonesa

A seguir, você verá o cardápio da dieta japonesa durante os 7 dias da semana.

Segunda-feira:

  • Café da manhã: Café ou chá com adoçante;
  • Almoço: Dois ovos cozidos com sal e verduras;
  • Jantar: Um bife grande com salada de pepino e alface.

Terça-feira:

  • Café da manhã: Café ou chá com adoçante e um biscoito água e sal;
  • Almoço: Verduras e frutas, e um bife grande;
  • Jantar: Apenas presunto à vontade.

Quarta-feira:

  • Café da manhã: Café ou chá com adoçante, e um biscoito água e sal;
  • Almoço: Dois ovos cozidos, salada e tomate à vontade;
  • Jantar: Salada de repolho, cenoura e chuchu à vontade.

Quinta-feira:

  • Café da manhã: Café ou chá com adoçante, e um biscoito água e sal;
  • Almoço: Um ovo cozido, cenoura crua ou cozida à vontade, e uma fatia de queijo muçarela;
  • Jantar: Salada de fruta à vontade e um iogurte natural.

Sexta-feira:

  • Café da manhã: Café ou chá com biscoito água e sal;
  • Almoço: Tomate à vontade, e filé de peixe frito;
  • Jantar: Bife e salada de frutas à vontade.

Sábado:

  • Café da manhã: Café ou chá com biscoito água e sal;
  • Almoço: Frango assado a vontade;
  • Jantar: Dois ovos cozidos com sal.

Domingo:

  • Café da manhã: Café ou chá com biscoito água e sal;
  • Almoço: Um bife grande e frutas à vontade;
  • Jantar: Comer o que quiser, restrito aos alimentos já consumidos anteriormente nesta dieta.

Os perigos da dieta japonesa

Dietas restritivas como a dieta japonesa podem provocar grande perda de massa muscular e mal estar. Dessa maneira, a ideia é seguir a dieta por apenas sete dias e depois adotar uma alimentação saudável, não tão restritiva, pois o seu corpo poderá reagir negativamente à carência de carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais imposta pela dieta.

Dessa maneira, mostra-se mais saudável investir em uma reeducação alimentar a longo prazo do que em uma dieta restritiva como esta

É importante que você priorize o seu bem-estar e analise suas reações. Então se tiver tonturas, fraquezas e outras reações adversas, você deverá procurar rapidamente ajuda médica. Para evitar esse tipo de problema, só inicie a dieta japonesa após consultar o médico e o mesmo autorizar.

Conte ainda com o acompanhamento de um nutricionista durante todo o processo. O profissional poderá adaptar a dieta japonesa de modo que ela não seja tão restritiva e não prejudique tanto o seu organismo, privando-o dos nutrientes e da energia que ele precisa para funcionar adequadamente.

Aproveite para conferir vídeos da nossa nutricionista analisando se a comida japonesa engorda.

Vídeo: Comida japonesa engorda? Dicas e cuidados.

Gostou das dicas?

Você já tinha ouvido falar na dieta japonesa, diferente da culinária japonesa? Acha que seria capaz de segui-la pelo tempo determinado? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (164 votos, média: 3,91 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

94 comentários em “Dieta japonesa – Como funciona, cardápio e dicas”

  1. Fiquei em dúvida sobre quantidades. Por exemplo, terça posso comer verduras e frutas no almoço, mas qual a quantidade?

  2. Estou começando hoje espero q de certo estou com 72 vou fazer duas semanas quero emagrece 12 quilos hoje 3/02/2020

  3. Boa Tarde! Já fiz esta dieta japonesa há 20 anos atrás, perdi 7 quilos em uma semana, agora estou fazendo ela novamente, pra mim foi a melhor dieta que fiz na minha vida.

  4. Olá! Fiquei suroresa que a dieta seja Japonesa,. Desconheco que os asiaticos usem leite e biscoito na,alimebtacao. Nao vi soja na dieta que e o carro chefe desta culinária. A restricao me pareceu ocidental, como qualquer dieta de manual.

  5. Essa dieta e maravilhosa, fiz ela e tomando sibutramina, emagreci 7 kilos.
    Estou fazendo de novo, quero perder mais 7 kilos.

  6. Estou começando amanhã essa dieta estou com 85k , engordei 15k na minha última gestação . Vou fazer por 4 semanas junto com corrida …