Eczema – O Que é, Sintomas, Causas, Tratamento e Tipos

O eczema é uma condição que afeta a pele e que pode causar constrangimento ou desconforto. Se você tem dúvidas ou não sabe exatamente o que é um eczema, confira os tipos da doença que existem, além de seus sintomas, causas e formas de tratamento.

Só quem sofre alguma doença de pele ou tem sensibilidade na pele sabe o quão difícil é contornar essa situação. Dentre os sintomas mais comuns do eczema, destaca-se a pele seca. É muito importante saber escolher um bom creme para pele seca que não agrida ainda mais a pele.

Saiba tudo sobre esse problema de pele tão comum e aprenda a tratar da melhor forma possível.

Eczema – O que é

Uma pele que coça e que fica vermelha pode ser sinal de eczema. Chamada também de dermatite atópica (em que o termo atópico se refere a uma alergia), o problema de é muito comum em crianças, mas também pode afetar adultos.

O eczema é bastante comum em pessoas que já sofrem de alguma alergia como a rinite alérgica ou a asma, por exemplo.

Conheça os sintomas comuns e os tipos da doença logo a seguir.

Sintomas de eczema

Embora existam vários tipos de eczema com seus sintomas específicos, mas o seguinte grupo de sintomas é comum em todas as manifestações da alergia:

  • Pele seca;
  • Vermelhidão;
  • Coceira que pode ser bem intensa;
  • Pele escamosa.

Veja abaixo quais são os tipos de eczema na pele e quais as causas e sintomas relacionados a cada um deles.

Tipos de eczema

O eczema pode surgir de várias formas. Conheça quais são todos os tipos e saiba como identificar cada um deles.

1. Eczema numular ou discoide

O eczema numular – conhecido também como eczema discoide – é um tipo de eczema que causa manchas redondas na pele que lembram o formato de uma moeda. Por isso, o nome numular foi dado a esse tipo já que numular significa moeda em latim.

Sintomas

  • Manchas redondas características na pele;
  • Manchas que coçam muito;
  • Pele escamosa.

Causas

  Continua Depois da Publicidade  

São muitas as possíveis causas de um eczema numular. Ele pode ser causado por uma picada de inseto, por uma reação alérgica ou por ter uma pele muito seca, por exemplo.

2. Eczema atópico

A dermatite atópica ou eczema atópico é o tipo mais comum de eczema. Em geral, surge na infância e vai perdendo a força ao longo da vida adulta.

Quem tem dermatite atópica geralmente sofre de asma e rinite alérgica também.

Sintomas

Os principais sintomas incluem:

  • Erupção cutânea que se forma nos vincos dos cotovelos e dos joelhos;
  • Pequenas saliências que aparecem na pele e que podem soltar fluidos se você coçar;
  • Coceira na pele que pode se tornar uma infecção na pele se você coçar;
  • Pele mais clara, mais escura ou mais espessa no local da erupção cutânea;
  • Erupções cutâneas no couro cabeludo e nas bochechas em bebês.

Causas

Na dermatite atópica, a barreira natural da pele fica mais fraca e acaba protegendo menos a pele contra substâncias irritantes ou alérgenas. Os fatores que estão envolvidos no seu desenvolvimento podem ser:

  • Fatores genéticos;
  • Pele seca;
  • Gatilhos ambientais;
  • Problema no sistema imunológico.

3. Dermatite de contato

A dermatite de contato é caracterizada por uma reação a substâncias que têm contato direto com a pele. Ela pode ser de dois tipos: a dermatite de contato alérgica ou a dermatite de contato irritante.

Na dermatite de contato alérgica, o eczema surge por causa do contato da pele com um composto alérgeno que ativa uma reação do sistema imunológico. Já na dermatite de contato irritante, decorre do contato com uma substância que irrita a pele.

Sintomas

Os sintomas podem incluir:

  • Pele avermelhada;
  • Coceira;
  • Sensação de ardência e queimação;
  • Urticária;
  • Pele grossa ou escamosa;
  • Surgimento de bolhas com pus.

Causas

  Continua Depois da Publicidade  

A dermatite de contato é causada por qualquer substância que causa irritação ou que provoca uma reação alérgica na pele. Dentre os compostos irritantes ou alérgenos mais comuns, destacam-se:

  • Látex e borracha;
  • Medicamentos de uso tópico;
  • Tecidos ou corantes de roupas;
  • Metais como níquel e cobalto;
  • Detergentes;
  • Produtos de limpeza em geral;
  • Perfumes;
  • Colas e adesivos;
  • Certos tipos de plantas;
  • Ingredientes presentes em esmaltes, itens de maquiagem, cremes, tinturas e outros cosméticos.

4. Eczema disidrótico

Esse tipo de eczema causa pequenas bolhas nas mãos e nos pés e tende a afetar mais as mulheres do que os homens.

Sintomas

Os sintomas são:

  • Bolhas na pele que coçam e doem;
  • Bolhas com pus que se formam nos dedos e palmas das mãos e nos dedos e solas dos pés;
  • Pele descamada ou rachada.

Causas

Algumas das causas são:

  • Alergias;
  • Umidade nas mãos e nos pés;
  • Estresse;
  • Exposição a substâncias como níquel, cobalto ou sal de cromo.

5. Eczema varicoso

O eczema varicoso, também chamado de eczema de estase, é um tipo de dermatite em que um fluido vaza das veias para a pele. O vazamento desse líquido acaba causando inchaço, vermelhidão, dor e coceira.

Sintomas

Sintomas típicos do eczema varicoso são:

  • Inchaço na parte inferior das pernas, principalmente quando você anda muito;
  • Dor ou peso nas pernas;
  • Pele seca e com coceira;
  • Feridas abertas nas partes e na parte superior dos pés;
  • Varizes grossas nas pernas.

Causas

Esse tipo de eczema costuma afetar pessoas com problemas de fluxo sanguíneo nas pernas. O fluxo sanguíneo inadequado prejudica o funcionamento do coração e faz com que o sangue se acumule nas pernas, o que resulta em inchaço e varizes.

Se esse é seu caso, veja também quais os melhores cremes para varizes.

6. Eczema asteatótico

Trata-se de um tipo de eczema que afeta pessoas com mais de 60 anos de idade. Normalmente, o problema afeta as pernas, mas outras partes do corpo também podem ser afetadas.

Sintomas

Os sintomas podem incluir:

  • Dor;
  • Coceira;
  • Rachaduras ou sulcos avermelhados na pele;
  • Pele seca ou rachada.

Causas

O eczema asteatótico geralmente ocorre por causa do ressecamento da pele conforme envelhecemos. Alguns gatilhos que favorecem seu surgimento são:

  • Limpeza ou lavagem excessiva da pele;
  • Secagem com uma toalha áspera;
  • Clima seco e frio;
  • Uso de certos sabonetes ou detergentes que ressecam a pele;
  • Banhos muito quentes.

É bem comum que idosos sofram com rachaduras nos pés, sendo essencial hidratar muito bem a região.

Tratamento

O tratamento do eczema geralmente envolve produtos de uso tópico, mas também pode incluir a prescrição de medicamentos de uso oral e até mesmo de terapias alternativas como a fototerapia.

– Cremes hidratantes

Hidratar a pele é muito importante para evitar o ressecamento da mesmo e outros sintomas de eczema. Alguns desses cremes podem conter substâncias com propriedades anti-inflamatórias para reduzir a dor, o inchaço e a coceira como os produtos que contêm esteroides em sua composição.

– Antibióticos

Antibióticos podem ser prescritos por um médico quando houver uma infecção bacteriana na pele ou quando houver feridas abertas ou rachaduras que aumentem o risco de infecção.

– Corticosteroides

Além de cremes corticosteroides de uso tópico, o médico pode indicar o uso de corticosteroides orais para casos mais graves. Um exemplo clássico é a prednisona. No entanto, os corticosteroides orais não devem ser usados a longo prazo por causa do risco de efeitos adversos graves.

– Anti-histamínicos

Anti-histamínicos de uso tópico ou de uso oral podem ajudar a reduzir sintomas como a coceira e a vermelhidão na pele. Os mais comuns são a difenidramina, a cetirizina e a fexofenadina.

– Inibidores tópicos de calcineurina

Os inibidores da calcineurina são medicamentos que atuam no sistema imunológico e que reduzem a inflamação. Eles podem ser usados diretamente sobre a pele para reduzir a resposta imune do corpo e diminuir os sintomas do eczema.

Exemplos incluem o tacrolimus e o pimecrolimus e eles podem ser usados a partir dos 2 anos de idade em casos recorrentes ou persistentes.

– Fototerapia

A fototerapia é um tratamento de curto prazo que usa luz ultravioleta para combater a inflamação na pele. Esse tratamento geralmente é indicado para pessoas que não melhoram com os tratamentos usuais.

Prevenção

As medidas de prevenção mencionadas a seguir ajudam a diminuir os sintomas de um eczema em curso e também a evitar novas crises.

– Hidratar a pele

Manter a pele hidratada é essencial. Para isso, é indicado usar um creme hidratante de sua preferência pelo menos duas vezes por dia.

O uso de cremes contendo hidrocortisona podem ajudar a aliviar a coceira na pele além de hidratar.

– Tomar banhos curtos

Demorar tempo demais no banho pode ressecar a sua pele e aumentar o risco de ter eczema. Além disso, é recomendado usar água morna ou fria e evitar a água quente.

– Usar sabonetes suaves

O uso de produtos de higiene suaves e que não irritam a pele é essencial se você sofre de eczema. Identifique quais são os produtos mais suaves com a sua pele e evite usar aqueles que são muito perfumados.

– Reduzir o atrito contra a pele

É recomendado reduzir o atrito de objetos com a pele e isso também é válido para a toalha e as roupas que você usa. Procure se secar com suavidade e prefira usar roupas produzidas a partir de fibras naturais e que não sejam apertadas.

Evite também coçar a pele porque isso pode danificá-la e aumentar o risco de infecção durante um surto de eczema.

– Identificar e evitar os gatilhos

Se você já sabe quais são os gatilhos que causam crises na sua pele, o ideal é ficar longe deles. Caso você não saiba o que está causando os seus sintomas, trabalhe em conjunto com o seu dermatologista para identificar as possíveis causas do seu eczema para ter mais sucesso na prevenção e no gerenciamento dos sintomas.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já foi diagnosticado com algum tipo de eczema? Como foi o tratamento recomendado pelo dermatologista? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Felipe Santos e Dra. Patrícia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário