Especialista da Área:

Excesso de Vitamina B12 Faz Mal? Sintomas e Cuidados

Entenda se o excesso de vitamina B12 faz mal e quais os sintomas e cuidados necessários.

O excesso de algumas vitaminas, como por exemplo vitamina A ou D pode ser prejudicial para a saúde, e por isso algumas pessoas se perguntam se o excesso de vitamina B12 faz fam.

  Continua Depois da Publicidade  

A vitamina B12 é vital para a vida das pessoas devido ao seu papel na produção de glóbulos vermelhos, no apoio à função dos nervos e do cérebro e na produção do DNA.

Como a vitamina B12 oferece vários benefícios para a saúde é muito importante manter uma dieta com alimentos ricos nesta vitamina para evitar a  falta da B12.

Se a sua dieta não fornecer uma quantidade suficiente desta vitamina pode ser necessário tomar suplementos, porém alguns contêm mais do que a dose diária recomendada.

O que poucas pessoas sabem é que o corpo não armazena vitamina B12 e por isso, tomar uma quantidade maior do que a necessária não é prejudicial e por isso a overdose de vitamina B12 é quase impossível.

Quanto de vitamina B12 é excessivo?

As pessoas que mantém uma dieta equilibrada e consomem alimentos derivados de animais, como carnes, leites e ovos devem receber a quantidade suficiente de vitamina B12 através da sua alimentação.

Porém, pessoas que tomam medicamentos que afetam a absorção de vitamina B12, mulheres grávidas ou que amamentam, veganos ou qualquer pessoa com uma condição que afeta negativamente a absorção tem uma necessidade maior da suplementação de vitamina B12.

Embora dosagens de mais de 2,000 mcg sejam consideradas seguras, é sempre melhor evitar o consumo em excesso de qualquer vitamina especialmente quando não há necessidade.

Embora seja improvável que doses altas diárias de vitamina B12 causem danos à maioria das pessoas, doses extremamente altas devem ser evitadas a menos que prescritas por um profissional de saúde.

O Serviço de Suplementos Dietéticos (Office of Dietary Supplements – ODS) do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos não fornece um limite para o excesso de vitamina B12 porque as pessoas geralmente a toleram bem.

De acordo com um artigo da revista acadêmica American Family Physician, os pesquisadores descobriram que os suplementos que contêm até 1.000 vezes a ingestão diária recomendada (IDR) são seguros.

  Continua Depois da Publicidade  

O corpo não absorve muito bem a vitamina B12 e a pesquisa sugere que ele absorve apenas 9,7 microgramas (mcg) de uma dose de 500 mcg o que é apenas 2%.

De acordo com o ODS, os IDRs da vitamina B12 por idade são:

  • 0-6 meses: 0,4 mcg
  • 7-12 meses: 0,5 mcg
  • 1-3 anos: 0,9 mcg
  • 4-8 anos: 1,2 mcg
  • 9-13 anos: 1,8 mcg
  • 14 anos ou mais: 2,4 mcg

Durante a gravides, o IDR da vitamina B12 é de 2,6 mcg e durante a amamentação é de 2,8 mcg.

É possível o excesso de vitamina B12?

Se você está preocupada com o excesso de vitamina B12 em seu organismo, saiba que isso não é possível pois o corpo excreta qualquer excesso desta vitamina na urina.

Porém, é importante não exagerar na suplementação porque toda vitamina B12 desnecessária deve ser excretada pelos rins, e isso exerce uma pressão maior sobre o corpo, embora seja maleável.

Se você precisa tomas suplementos, geralmente o ideal é através de um suplemento com uma quantidade baixa para que o corpo não tenha que “estoca-la”.

Mesmo quando há distúrbios de absorção, doses orais na faixa de 1000 mcg serão suficientes.

Dosagens superiores a essa quantidade são úteis apenas em um contexto terapêutico ou diretamente após um período de deficiência de vitamina b12.

Excesso de vitamina B12 através de suplementos

O requisito diário de vitamina B12 é geralmente colocado em torno de 3 µg por dia para pessoas adultas.

No entanto, é possível obter uma ingestão muito maior através de fontes alimentares de vitamina B12, por exemplo: 100 g de fígado de vitela podem fornecer 60 µg de vitamina B12 – cerca de 2000% da necessidade diária, o que é um excesso desta vitamina.

Se você observar alguns suplementos modernos de vitamina B12, encontrará dosagens de até 5000 µg por dose, cerca de 160 000% da necessidade diária.


Embora isso possa parecer gigantesco e supérfluo, a ingestão diária de vitamina B12 por alimentos / suplementos não corresponde à quantidade real de vitamina que é absorvida.

É por isso que uma overdose às vezes é necessária com urgência para garantir que o corpo obtenha a quantidade suficiente, especialmente se houver um distúrbio de absorção.

  Continua Depois da Publicidade  

Pesquisas recentes sugerem que as definições de deficiência e a dose diária recomendada podem ser definidas como muito baixas, enquanto que em qual o nível ocorre um excesso de oferta de B12 ainda não foi esclarecido.

Overdose de vitamina B12: Sintomas e efeitos colaterais

A vitamina B12 tem sido atualmente muito pesquisada, mas mesmo após décadas de estudo quase nenhum sintoma de overdose é conhecido mesmo quando há administração de doses extremamente altas. Consequentemente nenhuma dose máxima desta vitamina foi definida.

Devido à atividade de excreção mencionada acima, em teoria, é possível ingerir grandes quantidades desta vitamina sem que haja sintomas ou efeitos colaterais.

Somente a cianocobalamina, uma forma artificial de vitamina B12 usada para prevenir e tratar níveis baixos de B12 exige alguma cautela, pois quando ela se decompõe no corpo libera pequenas quantidades de cianeto, uma substância à qual algumas pessoas reagem mal.

Porém, em doses normais, essas quantidades são tão pequenas que geralmente são consideradas irrelevantes.

Em casos individuais, injeções intramusculares de altas doses de vitamina B12 levaram a respostas imunológicas leves, como irritações na pele e uma forma específica de acne.

Ondas de calor, tonturas e náuseas também foram relatadas, mas são atribuídas principalmente aos conservantes contidos nos suplementos e não à própria vitamina.

Ocasionalmente podem ocorrer efeitos colaterais graves das injeções de B12, como choques anafiláticos – cuja causa permanecer desconhecida.

De acordo com duas pesquisas realizadas sobre este assunto, isso ocorre principalmente quando é administrado a cianocobalamina.

Vitamina B12 e acne

Em alguns pacientes, doses particularmente altas de injeções de B12 levaram a surtos de acne, como foi mostrado em vários estudos. Infelizmente ainda não foi pesquisado o motivo pelo qual isso ocorre.

No entanto, a acne desapareceu assim que a suplementação com vitamina B12 terminou.


Ainda não foi esclarecido quais formas e doses de B12 desencadeiam esse a acne. Como já foi observado em doses de apenas 20 µg, o limiar parece ser diferente para cada pessoa.

A acne não é um sinal de overdose, na maioria dos casos a causa da reação é provavelmente uma disposição genética faltando cofatores como biotina ou alergia ao cobalto (B12 contém cobalto como o átomo central – daí o nome cobalamina).

Portanto, essa reação pode ocorrer quando há uma alergia ao cobalto. A falta de biotina também pode levar à acne, em muitos casos a ingestão simultânea de vitamina B12 e biotina faz com que a acne desapareça.

Excesso de vitamina B12 e gravidez

Segundo pesquisas, mesmo as mulheres grávidas não precisam se preocupar com o excesso de vitamina B12.

Como qualquer excesso de vitamina B12 é excreto pela urina, ele não entra na corrente sanguínea e por isso não atinge o feto.

Ao contrário desse receio, as mulheres grávidas devem prestar atenção à manutenção de um suprimento suficiente de vitamina B12 e ácido fólico bem como de outras vitaminas, pois uma deficiência pode danificar seriamente o feto.

Mulheres grávidas e que estão amamentando têm uma necessidade maior desta vitamina, cerca de 4-6 µg por dia e por isso uma atenção especial deve ser dada ao suprimento de B12 durante esse período.

No entanto, dosagens superiores de 500 µg não fazem sentido.

Dosagem alta X Várias pequenas doses

O tratamento da deficiência de vitamina B12 mostrou que no caso dos pacientes com distúrbios graves de absorção apenas os suplementos de B12 administrados por via oral em uma dose de cerca de 500 µg por dia levam a melhorias significativas nos marcadores relevantes.

Há muitos anos as dosagens de 500 -2.000 µg por dia são consideradas o padrão no tratamento da deficiência de B12, o que é fácil entender se considerar o metabolismo desta vitamina, pois a B12 é absorvida com a ajuda de uma molécula de transporte chamada de fator intrínseco.

Num metabolismo saudável, apenas cerca de 1,5 µg por dose podem ser absorvidos pelo organismo por ingestão via fator intrínseco mais 1% da dose entra adicionalmente na corrente sanguínea por difusão passiva.

Por exemplo, com uma dose de 500 µg de B12, apenas um máximo de 1,5 µg é absorvido via fator intrínseco e 5 µg via difusão passiva – essa “overdose” é portanto muito menor do que pode parecer inicialmente.

Se uma dose mais baixa for administrada, pode levar a uma oferta insuficiente quando houver um distúrbio de absorção.

Se por exemplo, for tomado um suplemento com 50 µg de B12, os 1,5 µg obtidos via fator intrínseco são quase completamente eliminados e apenas 0,5 µg são absorvidos por difusão passiva.

Apenas uma fracção da necessidade diária é obtida, apesar de se consumir uma dose aparentemente alta.

Como a maioria das pessoas com deficiência de B12 sofre de um distúrbio de absorção, elas dependem de pequenas quantidades que podem ser absorvidas por difusão passiva.

Sendo assim, uma overdose é quase que necessária para atingir os níveis desejados de B12.

Excesso de vitamina B12: complexo das vitaminas B

Embora as vitaminas do complexo B ofereçam diversos benefícios para a saúde, ao tomar um complexo de vitamina B é importante saber que é necessário prestar uma atenção especial nas vitaminas B5 e B6.

Isso porque a vitamina B5 pode causar dilatação vascular, náusea, coceira, alergias e dor de cabeça.

Se tomada em excesso (quantidades metidas por gramas) pode até causar danos no fígado e inflamação mucosa gástrica.

Já a vitamina B6 é inofensiva em quantidades usuais, mas a partir de 2 gramas ou mais pode levar a movimentos e distúrbios nervosos.

Excesso de vitamina B12 para desintoxicação

Há também outros casos em que uma overdose extrema de vitamina B12 é importante para que haja sucesso no tratamento.

Por exemplo, doses muito altas de hidroxocobalamina são usadas para tratar o envenenamento por cianeto, porque a vitamina se liga e elimina o cianeto.

Estudos demonstraram que doses muito altas de metilcobalamina são eficazes na regeneração dos nervos em camundongos e humanos.

Excesso de vitamina B12 através de suplementação oral

Por muito tempo as injeções intramusculares de doses altas de vitamina B12 foram consideradas particularmente eficazes no tratamento. Atualmente a maioria dos pesquisadores acredita que suplementos orais com altas doses e B12 são igualmente eficazes.

Isso mostra que os suplementos orais como cápsulas, comprimidos ou em gotas, podem ser tão potentes quanto as injeções quando administrados corretamente.

Se a absorção pelo intestino for ideal, doses orais diárias de 150-250 µg são suficientes. No caso de um distúrbio gastrointestinal, os suplementos devem conter pelo menos 500 µg para compensar com segurança a má absorção.

Como uma overdose é quase impossível, a tendência atual dos fabricantes é vender suplementos que contenham uma dose muito alta de vitamina B12.

Embora esses suplementos podem ser tomados por qualquer pessoa sem perigo, uma dose que excede muito os requisitos reais é um tanto quanto desnecessária.

Da mesma forma, muitos naturopatas recomendam uma ingestão diária em vez de grandes doses mensais ou semanais, o que faz com que o nível de vitamina B12 no sangue suba muito por um curto período de tempo.

Para atender às necessidades diárias, dosagens na faixa de 250-500 µg devem ser suficientes em quase todos os casos.

Conclusão

Embora atualmente não haja evidências que sugiram efeitos colaterais adversos do excesso de suplementação de vitamina B12, não há necessidade de tomar quantidades excessivamente altas desta vitamina.

A maioria dos profissionais de saúde não recomendam exceder a quantidade disponível em multivitaminas pré-natais ou diárias a menos que a pessoa tenha uma condição que as tornem deficientes nesta vitamina.

Se você está preocupado com seus níveis de vitamina B12 consulte o seu médico.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sabia se o excesso de vitamina b12 faz mal? Conhece alguém que já passou por isso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Alexandre Seraphim

Dr. Alexandre Seraphim formou-se médico pela Universidade do Grande Rio e é pós-graduado em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia. Possui diversos cursos na área de emagrecimento, hipertrofia e medicina ortomolecular que o qualificam ainda mais como um grande especialista da área. Atualmente, exerce sua especialidade em uma clínica localizada na Barra da Tijuca e também em Bangu, ambas no Rio de Janeiro. Para mais informações, entre em contato com ele em sua conta oficial no Instagram (@dr.alexandre.seraphim).

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário