Gengibre Acelera o Metabolismo? Como Usar?

Especialista:
atualizado em 25/12/2019

É verdade que o gengibre acelera o metabolismo? Como usar essa planta para poder aproveitar ao máximo todos os seus benefícios?

O gengibre é um rizoma, ou caule, da planta Zingiber officinale, e tem sido usado há séculos como tempero, alimento e remédio de culturas milenares tanto pelo seu sabor único como também devido a todos os seus benefícios para a saúde.

Nativo do sul da China, ele cresce em climas quentes por todo o mundo, e a raiz é a sua parte mais conhecida. Aromática e picante, ela tem sido usada por muitas culturas tanto na culinária como medicina natural.

A maioria das pessoas o utiliza como tempero, come com sushi ou em forma de chá. Como ingrediente natural, ele é um dos mais poderosos que você poderá encontrar, tanto pelo seu distinto sabor como também por contar com propriedades digestivas e anti-inflamatórias incríveis, sendo considerado muito bom para curar resfriados e ressaca. Mas será verdade que o gengibre acelera o metabolismo também?

Benefícios do gengibre para o metabolismo

Um novo estudo publicado pela Academia de Ciências de Nova York diz que tanto em forma de suplemento como ingrediente em pratos e bebidas, ele pode proteger contra a obesidade e doenças crônicas, embora os especialistas não recomendem uma dosagem específica para fins preventivos, porém, afirmam que esse tempero picante é benéfico para a saúde por várias razões.

Ao examinar os resultados de 60 estudos realizados em culturas de células, animais de laboratório e humanos, notou-se que “foi construído um consenso de que o gengibre e seus principais constituintes exercem efeitos benéficos contra a obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares e distúrbios relacionados”, escreveram os autores da Universidade Agrícola da China.

Os autores focaram suas pesquisas em diferentes aspectos da síndrome metabólica, que é uma combinação de três ou mais fatores de risco para diabetes tipo 2 e a doença cardíaca. Eles afirmaram que essa síndrome é um “crescente problema de saúde que atingiu proporções pandêmicas” e que “agora afeta um quarto da população mundial”.

É por isso que ultimamente há muito interesse em estratégias potenciais para tratar e prevenir a síndrome metabólica, incluindo opções farmacêuticas, e os autores afirmaram que o gengibre, um dos temperos mais consumidos mundialmente, possui uma longa história de uso como fitoterapia para tratar uma variedade de doenças devido aos seus vários fitoquímicos e antioxidantes.

De fato, parece que o gengibre acelera o metabolismo, é considerado um superalimento, e esta pesquisa ainda descreve como ele desempenha um papel na queima de gordura, digestão de carboidratos e secreção de insulina, dentre vários outros benefícios.

– Gengibre pode inibir o estresse oxidativo

Também está sendo demonstrado que o gengibre inibe o estresse oxidativo, que é uma forma de envelhecimento celular, possui propriedades anti-inflamatórias e de baixar o colesterol e pressão arterial, podendo até reduzir a aterosclerose, ou seja, o acúmulo de gordura nas artérias.

De acordo com a pesquisa publicada, a evidência de todos esses benefícios tem sido mais forte em estudos realizados com animais e testes em tubos de ensaio do que em pessoas. Quando os ratos foram alimentados com gengibre, o resultado demonstrou que ele reduziu significativamente o peso corporal e a inflamação sistêmica. O colesterol e o nível de açúcar no sangue baixaram, além de proteger contra os efeitos nocivos da doença hepática gordurosa não alcoólica.

Os autores afirmaram que apenas alguns estudos clínicos foram realizados em humanos e eles estudaram os efeitos do gengibre nessas condições, provavelmente por causa dos desafios impostos pela composição química complexa desta especiaria e devido à falta de financiamento.

Ainda assim, os estudos sugeriram que o consumo de gengibre pode aumentar a queima de calorias, reduzir a sensação de fome, além de estar associado à perda de peso em adultos com excesso de peso e ter sido associado a mudanças positivas no colesterol, pressão arterial, açúcar no sangue, proteínas inflamatórias e saúde no fígado.

– Termogênico natural

Por ser um vasodilatador, ele aumenta o diâmetro das pequenas artérias e aumenta a circulação sanguínea, aumentando também o fluxo sanguíneo e a circulação, o que leva a um pequeno aumento na temperatura corporal, chamado de efeito termogênico, acelerando o metabolismo e queimando mais calorias de acordo com os “Aspectos Bioquímicos, Fisiológicos e Moleculares da Nutrição Humana”. Portanto, pode-se dizer que o gengibre acelera o metabolismo, sim.

Estudos ainda em andamento dizem que esta planta pode também promover a produção de bílis e estimular a produção de sucos gástricos, aumentando a digestão e a energia disponível para queimar, além de ter efeitos anti-inflamatórios e redutores de colesterol.

Por isso, seus usos mais comuns estão relacionados a dores de estômago, dispepsia, digestão lenta e constipação, além de ser ingrediente de alguns suplementos para perda de peso.

Valores nutricionais

O gengibre fornece uma variedade de vitaminais e minerais, são eles:

A cada 100 gramas (g) de raiz de gengibre fresco, está presente:

  • 79 calorias;
  • 1,15g de ferro;
  • 3,57g de proteína;
  • 33 mg de potássico;
  • 17,86g de carboidrato;
  • 3,6g de fibra dietética;
  • 0g de açúcar;
  • 14mg de sódio;
  • 7,7mg de vitamina C;
  • 0g de açúcar.

Outros nutrientes encontrados são:

  • Fósforo;
  • Vitamina B6;
  • Magnésio;
  • Niacina;
  • Zinco;
  • Riboflavina;
  • Folato (ácido fólico).

Com tantos benefícios para a saúde, qual a melhor maneira de consumir essa especiaria milenar? Como chá, suco, suplemento, entre outras formas, veja agora como consumir gengibre:

Chá de Gengibre

O chá de gengibre é uma maneira fácil e muito popular de obter os benefícios desta raiz. A maneira mais fácil de preparar essa bebida é fervendo fatias da raiz em água.

Outra maneira é usando os saquinhos de chá ou pó que podem ser comprados tanto online como em lojas e mercados da sua cidade, porém, se preferir esse método, verifique se o produto que irá adquirir utiliza ingredientes de alta qualidade.

Lembre-se de que o mais indicado para poder se beneficiar com todas as propriedades do gengibre é usar as raízes naturais, e se o que procura são os benefícios dos antioxidantes, estudos dizem que o chá quente é a melhor opção.

Suco de gengibre

Há várias receitas de suco de gengibre, porém a receita base é:

  • 1 colher de chá de gengibre fresco ralado;
  • 1 copo de água (aproximadamente 250ml);

Bata tudo no liquidificador e se preferir, coe.

Outra maneira, é ralar o gengibre usando os menores orifícios do ralador e colocá-lo ralado em uma gaze. Em seguida, envolva-o e aperte sobre um copo ou uma tigela para coletar o suco.

Utilizando essa receita base, você poderá adicionar outras frutas, água de coco, gelo, ou o que preferir.

Suplementos de Gengibre

Ingerir gengibre em forma de suplemento é uma maneira de aproveitar as qualidades nutricionais dessa especiaria de forma mais rápida e prática.

Há várias opções disponíveis no mercado, porém, o mais importante é pesquisar sobre a garantia e qualidade do produto e do fabricante.

Além dos chás, sucos e suplementos, há várias receitas e outras maneiras de ingerir gengibre em seu dia a dia, como por exemplo:

  1. Adicionar gengibre fresco em um vitaminado, smoothie ou suco;
  2. Adicionar gengibre fresco ou seco a um tempero de salada ou salteado entre os outros ingredientes;
  3. Usar gengibre fresco ou seco para apimentar qualquer receita de peixe.

Seja como chá, suco, suplemento, em receitas culinárias ou puro, estudos chegam a resultados cada vez mais positivos quanto ao fato de que o gengibre acelera o metabolismo.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que o gengibre acelera o metabolismo? Tem costume de consumi-lo em sua dieta? De que formas? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário