Especialista da Área:

10 Melhores Ervas Que Emagrecem

Quem deseja perder peso certamente já está careca de saber que para alcançar tal objetivo é necessário praticar atividades físicas com regularidade e seguir uma dieta saudável, equilibrada, controlada e nutritiva.

E uma forma de usar a alimentação a favor do emagrecimento é preparar refeições que não tenham somente poucas calorias, mas que também sejam nutritivas e compostas por ingredientes que estimulam e favorecem a perda de peso. Esse é o caso das ervas que emagrecem, que vamos conhecer na lista a seguir.

1. Damiana

Nativa do México e da América Central, a damiana é conhecida por agir no sistema digestivo, ajudando a soltar o intestino. Uma pesquisa que comparou o seu efeito com outras ervas mostrou que ela promove uma sensação de saciedade no organismo por um período longo após a ingestão de alimentos.

Isso significa que ela ajuda a controlar o apetite, consumindo menos calorias e controlando-se melhor em frente a tentações gastronômicas. Isso é útil para quem deseja emagrecer ao levarmos em consideração que para perder peso é preciso ingerir um número menor de calorias do que a quantidade de calorias que é gasta.

Além disso, atribui-se à erva o efeito diurético, ou seja, que aumenta a quantidade de líquido que é eliminado pelo corpo por meio da urina, combatendo assim a retenção de líquido que é responsável pelo inchaço do corpo.

No entanto, quem não precisa soltar o intestino deve tomar cuidado com ela para não ir demais ao banheiro e perder muita água, correndo o risco de sofrer uma desidratação, que acontece quando o corpo perde ou utiliza uma quantidade de água maior do que a que consome.

Outro benefício conhecido da erva é o de colaborar com a prevenção e o tratamento de problemas sexuais.

Entretanto, é preciso saber que mulheres gestantes, que estejam em período de amamentação de seus bebês e pessoas que sofrem que hipoglicemia não devem utilizar a damiana. Para as outras pessoas, o uso não deve ser contínuo e deve acontecer ao longo de períodos curtos para não trazer problemas como taquicardia, ansiedade, insônia e irritação intestinal.

O limite de ingestão diária do chá de damiana é de uma xícara por dia para não causar sobrecarga ao fígado.

2. Cúrcuma

Uma pesquisa realizada com ratinhos pela Universidade de Tufts, nos Estados Unidos, mostrou que a cúrcuma é uma das ervas que emagrecem pois pode ajudar o corpo a queimar gordura. Ela aumenta a temperatura do corpo, o que acelera o metabolismo e, consequentemente, torna o processo de queima de gorduras e calorias mais eficiente.

A cúrcuma ainda diminui a formação de tecidos de gordura ao suprimir os vasos sanguíneos que são necessários para a constituição desses tecidos.

Também chamada de açafrão-da-terra, a erva de sabor picante e amargo é fonte de nutrientes como ferro, manganês, fibras, potássio e vitamina B6 e possui propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, que previnem diabetes e contribuem com a redução dos níveis de colesterol no organismo.

3. Alho

Outro estudo realizado com ratos mostrou que os animais que seguiram uma dieta em que o alho estava presente perderem mais peso ao longo de um período de sete semanas do que os que não consumiram a erva.

Geralmente usado para temperar diversos tipos de alimentos, o alho ainda traz benefícios como o combate a vírus, bactérias e fungos, a diminuição das taxas de colesterol e de triglicerídeos, a redução da pressão alta, o favorecimento à circulação, além de atuar como anti-inflamatório, facilitar a respiração e amenizar os sintomas da asma.

4. Dente-de-leão

O quarto item da nossa lista de ervas que emagrecem é o dente-de-leão, que é nativo da Europa e considerado uma erva daninha e invasora, já que nasce em qualquer terra fértil e compete por água e nutrientes com outras plantas.

Por outro lado, ele ajuda em relação à perda de peso por auxiliar a reduzir o inchaço no corpo ao mesmo tempo em que aumenta a ingestão de nutrientes como ferro, potássio, vitamina A, vitamina C e vitamina E. O dente-de-leão ainda é rico em fibras, um nutriente que contribui com a promoção da sensação de saciedade no organismo, o que é importante para o controle do apetite e favorece a perda de peso.

Considerada uma planta medicinal, a erva também é utilizada no tratamento de problemas como doenças hepáticas, problemas nas vias biliares, nos rins e na pele, hemorroidas, gota, reumatismo e diabetes.

Entretanto, seu uso não deve ser exagerado, visto que o excesso traz problemas como azia e diarreia. Ele é contraindicado para pessoas com hipertensão descontrolada, esofagite e hérnia de hiato (projeção do estômago para dentro do tórax através de uma abertura no diafragma). Grávidas só devem usar a erva mediante autorização do médico.

5. Ginseng

Benefícios como a aceleração do metabolismo, o que melhora também o processo de queima de gorduras e calorias, e o aumento dos níveis de energia, o que deixa o indivíduo mais disposto para se exercitar e queimar mais calorias, são atribuídos a mais uma das mais importantes ervas que emagrecem, o ginseng.

Uma pesquisa feita com o panax ginseng mostrou que ratos obesos e diabéticos que ingeriram extratos da erva melhoraram sua sensibilidade à insulina e perderam uma significativa quantidade de peso após um período de 12 dias.

Efeitos como o anti-inflamatório, afrodisíaco e antioxidante também são atribuídos ao ginseng. Apesar disso, é possível que a erva traga algumas reações adversas como dor de cabeça, desequilíbrio da frequência cardíaca, náusea, hiperatividade, insônia, dificuldade para dormir, inchaço nos seios e sangramento vaginal para mulheres.

Daí a importância de não exagerar no consumo da erva, que também não deve ser ingerida com antidepressivos (inibidores de monoamina oxidade), medicamentos que atuam na coagulação do sangue ou durante o tratamento de problemas do coração. Assim, se você toma algum remédio ou segue algum tratamento, procure o seu médico antes de começar a usar o ginseng.

6. Salsa

Cientistas da Malásia descobriram que os antioxidantes encontrados na salsa podem melhorar o metabolismo do fígado. Isso é importante para quem deseja emagrecer porque além de se tratar da maior glândula do corpo humano, o órgão fica perto do estômago e é fundamental para a digestão, o metabolismo e o armazenamento de nutrientes.

Um fígado problemático, gorduroso, obstruído ou deteriorado pode trazer como consequência um metabolismo lento, que gera um processo também devagar de eliminação de gorduras e calorias. E isso resulta no aumento de peso.

Além disso, a erva também possui efeito diurético, controla os níveis de açúcar no sangue, possui propriedades anti-inflamatórias e ajuda a impedir a formação de coágulos. Ela não deve ser usada em excesso para não baixar demais a pressão arterial.

A salsa é contraindicada para mulheres que têm ciclos menstruais intensos, pessoas com quadros hemorrágicos, alérgicos, diabéticos, gestantes e portadores de doenças renais crônicas. O uso contínuo da erva pode trazer problemas se feito ao mesmo tempo que a ingestão de medicamentos diuréticos anticoagulantes como a varfarina e a aspirina.

7. Cardo mariano

Como acabamos de ver, ter um fígado saudável é importante para perder peso. E é justamente nesse sentido que o cardo mariano entra na lista de ervas que emagrecem, já que contribui com a purificação do órgão, de modo que ele possa se concentrar em seu trabalho no que se refere ao metabolismo do organismo.

A planta medicinal ainda possui propriedades diuréticas, combatendo assim a retenção de líquido e o inchaço no organismo. Ela também pode contribuir com o tratamento da cirrose, da icterícia, de problemas no baço, da enxaqueca, de enjoos, de varizes e de problemas na vesícula.

8. Hortelã

A hortelã faz parte do grupo de ervas que emagrecem devido aos seus efeitos de diminuição do inchaço no corpo e controle do apetite, visto que ela contém fibras, um nutriente que colabora com a promoção da sensação de saciedade ao organismo.

Além disso, um estudo feito pela NASA identificou que pessoas que sentiram o cheiro da hortelã tiveram os seus níveis de fadiga reduzidos em 20% e os de frustração diminuídos em 25%. Esse efeito de relaxamento é relevante para a perda de peso porque quando um indivíduo encontra-se estressado, as taxas do hormônio cortisol crescem, o que pode prejudicar o metabolismo e, por consequência, o processo de queima de gorduras e calorias.

Isso sem contar que a erva estimula as enzimas digestivas responsáveis pela transformação de gorduras em energia a ser gasta a trabalharem e beneficia a digestão, tornando-a mais rápida. Uma vez que a digestão está mais acelerada, a indigestão, os gases e o indesejado efeito de inchaço são prevenidos.

9. Sálvia

Mais uma das ervas que emagrecem graças ao seu efeito de redução da ansiedade. Assim como a hortelã, ela promove um efeito de relaxamento, diminuindo o estresse e combatendo o excesso do hormônio cortisol, que como vimos acima não é benéfico para a perda peso.

Além do cortisol atrapalhar o metabolismo, ao ser encontrado em grandes quantidades no organismo, as calorias consumidas por meio da alimentação são armazenadas em forma de gordura no corpo. Como se não bastasse, a sálvia também possui propriedades diuréticas, ou seja, ela facilita a eliminação de líquidos retidos no corpo, o que é importante para a redução do inchaço.

10. Orégano 

O orégano auxilia no emagrecimento por contribuir com a diminuição do inchaço no corpo, por conta de sua ação levemente diurética. Ele ainda é dotado de ação anti-inflamatória, algo que faz com que o organismo responda melhor ao processo de emagrecimento.

Uma das ervas que emagrecem mais utilizadas para temperar comidas, o orégano ainda estimula a produção de enzimas digestivas, é dotado de ação antioxidante, produz efeito anti-inflamatório, favorece o sistema imunológico e tem ação antibacteriana, expectorante e antifúngica.

Considerações finais

Obviamente, as ervas que emagrecem mencionadas acima contribuem com a perda de peso, porém, não são as únicas responsáveis por isso e nem se tratam de remédios mágicos para o emagrecimento. Apesar de que consumi-las pode ajudar, de nada adiantará se o seu uso não vier acompanhado de uma dieta saudável, controlada, equilibrada e apropriada para emagrecer e da prática regular de atividades físicas.

Você tem o costume de consumir muitas destas ervas que emagrecem? Quais são as suas preferidas? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 3,83 de 5)
Loading...

1 comentário em “10 Melhores Ervas Que Emagrecem”

Deixe um comentário