Goiabada Engorda?

Especialista:
atualizado em 17/12/2019

Desde que surgiu no período colonial, quando os portugueses que viviam aqui no Brasil substituíram o marmelo utilizado na receita da marmelada pela goiaba, dando origem assim ao doce, a goiabada ganhou apreciadores e até hoje é popular em nosso país, especialmente nas cidades do interior. Afinal, quem de nós nunca comeu um pedaço de goiabada com queijo, no café da manhã ou no lanche da tarde?

Entretanto, a partir do momento que uma pessoa começa a pensar mais em sua saúde e boa forma, nem os doces típicos da culinária ficam de fora da análise do que contribui ou não para a dieta. E, obviamente, isso nos leva a alguns questionamentos: será que a goiabada engorda? Será que eu deveria excluir esse doce da minha vida para não acumular quilinhos em excesso?

Pois bem, são as respostas para essas perguntas que a gente vai tentar te trazer agora.

As calorias da goiabada 

Como sempre, um dos pontos principais para chegarmos à conclusão se um alimento ou ingrediente causa aumento de peso ou não é a quantidade de calorias presentes nele. E para entender se a goiabada engorda ou não, isso não é diferente.

O número de calorias encontradas em um pedaço de goiabada pode variar de acordo com a fabricante do produto, tendo em vista que é possível encontrar versões entre 72 e 140 calorias por pedaço de 40 g. Para facilitar a nossa análise trabalharemos com a média de 115 calorias por porção.

Se avaliarmos isoladamente o valor de um pedaço da goiabada, a primeira coisa que podemos notar é que o seu valor calórico não é baixo e que o consumo regular, especialmente se acompanhado de outros pratos no café da manhã, lanche da tarde ou como sobremesa depois do almoço ou jantar, poderá sim contribuir para o aumento de peso.

Pior ainda se for feita a clássica combinação de queijo com goiabada, também conhecida por aqui nos Brasil como a sobremesa Romeu e Julieta. Juntando as 115 calorias do doce feito a partir da goiaba com mais 134 calorias de uma fatia de 40 g de queijo minas, temos aproximadamente 250 calorias em uma única porção de Romeu e Julieta.

Aqui podemos afirmar que a combinação possui potencial para engordar ao considerarmos o fato que eles podem vir acompanhados de pães (o francês tem 137 calorias, o de forma por volta de 60 calorias por porção e o de forma integral em torno de 50 calorias), uma xícara de café com açúcar (que possui aproximadamente 30 calorias) ou um copo de suco (o de laranja natural contém 94 calorias a cada 200 ml e o de abacaxi 112 em uma porção de 200 ml), que podem tornar o número total de calorias ainda mais alto.

O que esses números nos mostram é que quem deseja manter o corpo em forma não pode exagerar no consumo, pois a goiabada engorda se for consumida sem limites, e deve ficar bem atento aos outros alimentos que acompanham o doce. Uma dica para quem gosta do quitute não passar muita vontade é comer um pedaço pequeno, em vez de 40 g, cortar pela metade, deixando a porção em 20 g.

Além disso, é importante seguir uma alimentação saudável e equilibrada. Quem não tem o costume de abusar de doces e guloseimas, certamente não terá tantos problemas ao comer um pedaço pequeno de goiabada uma vez ao mês, por exemplo.

Composição da goiabada 

Apesar de ser feita a partir de uma fruta nutritiva como a goiaba, que carrega nutrientes importantes para o organismo em sua composição como fibras, proteínas, potássio, cálcio, vitamina C, magnésio e ferro, o doce da goiabada, ao passar pelo processo de produção e industrialização, não herda muitos dos benefícios da fruta.

O número de carboidratos encontrados na goiabada é bastante elevado: em apenas 40 g do doce existem 30 g do nutriente. Sabemos que os carboidratos são importantes para a obtenção de energia no corpo, mas também sabemos que eles podem ser armazenados como gorduras. Além disso, é mais recomendado obter carboidratos de fontes mais saudáveis como frutas e verduras, que também oferecem outros nutrientes dos quais o corpo necessita para o seu funcionamento e que não podem ser encontrados em um doce como a goiabada.

Há que se dizer também que a goiabada carrega uma parte das fibras provenientes da fruta que a origina: são 1,6 g a cada pedaço de 40 g. E se por um lado o doce não é a melhor fonte de fibras, já que não oferece uma variedade maior de nutrientes, ele se mostra como uma melhor opção em relação a outros tipos de guloseimas, como o pudim de leite condensado, que não possuem nenhum teor de fibras.

E não podemos esquecer do sódio. Se em algumas fabricantes de goiabada, como é o caso das marcas Quero e Fugini, a taxa de sódio é zerada, em outras como a Predilecta – que tem 10 mg por poção de 40 g – e a Flormel – com quase 3 mg de sódio por pedaço de 25 g –, o componente é encontrado.

É justamente por isso que sempre vale a pena checar a tabela nutricional da goiabada que se deseja comprar. Não somente para olhar a quantidade de calorias e carboidratos presentes no produto, mas também para ficar olho em algo importante que pode passar despercebido por quem pensa bem mais em manter os quilinhos em excesso bem longe do corpo do que se preocupa com o cuidado da saúde do organismo: o teor de sódio.

Isso porque a recomendação é que não se consuma mais de 2,3 mil mg de sódio por dia. Apesar dese nutriente ser importante para diversos processos do organismo como a contração muscular, a manutenção do equilíbrio do pH, a hidratação e a regulação do volume de sangue no corpo, em excesso ele não faz nada bem ao corpo humano.

A presença de sódio demais no organismo aumenta a pressão arterial e traz o risco do desenvolvimento de problemas como osteoporose, hipertensão, catarata, acidente vascular cerebral, pedra nos rins e câncer de estômago.

Considerações finais 

Depois das informações que recebemos hoje, a conclusão mais provável a que podemos chegar é que a goiabada engorda mesmo, especialmente quando consumida em excesso e integrada a uma dieta que não seja tão nutritiva ou que se preocupe com o equilíbrio da alimentação.

Por outro lado, nós também entendemos que se a dieta for saudável e balanceada, o fato de comer uma porção pequena de goiabada em momentos esporádicos, como uma vez por mês ou a cada 15 dias, não trará prejuízos tão catastróficos ao corpo da pessoa.

Sendo assim, a reflexão que a gente deixa aqui é que para manter a boa forma e ser uma pessoa saudável, não basta excluir um ou outro alimento mais calórico da dieta. É preciso pensar na alimentação como um todo e fazer esforços para passar por uma reeducação alimentar, que traga o benefício de tornar a alimentação saudável um hábito permanente na rotina.

E isso não significa necessariamente se restringir eternamente das comidinhas e doces que aprecia, mas estar bem mais ligado e saber a quantidade e os momentos em que se deve comer tais alimentos.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Você já imaginava que a goiabada engorda, certo? Como que você costuma comer esse doce, puro ou com acompanhamento? Com que frequência a consome? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (14 votos, média: 3,64 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

1 comentário em “Goiabada Engorda?”