Inhame

Inhame Tem Carboidrato? E Glúten? Tipos, Variações e Dicas

Como você gosta de consumir o inhame? Frito, cozido, assado, refogado, na forma de purê ou em receitas de bolinhos salgados, coxinhas, tortas, quiches, empadões, sopas, bolos ou biscoitos?

O alimento, que é classificado como um tubérculo, serve como fonte de diversos nutrientes que o nosso organismo necessita para funcionar corretamente.

É possível encontrar nutrientes como fibras, ferro, potássio, magnésio, manganês, fósforo, cobre, vitamina A, vitamina B1 (tiamina), vitamina B2 (riboflavina), vitamina B3 (niacina), vitamina B5 (ácido pantatênico), vitamina B6 (piridoxina) e vitamina C em uma porção de 100 g de inhame cozido ou assado.

Mas e quanto aos carboidratos? Será que o inhame tem carboidrato? 

Existem pessoas que seguem uma alimentação com corte ou diminuição no consumo de carboidratos por motivos de saúde, mas também há quem escolha aderir a esse tipo de regime alimentar com o objetivo de emagrecer.

Para todas essas pessoas, vale a pena saber se o inhame tem carboidrato para montar corretamente as suas refeições, sem sair da linha na dieta que precisaram ou se propuseram a aderir.

O inhame cru possui 24% da sua composição correspondente aos carboidratos.

Além disso, uma porção de 100 g de inhame cozido ou assado pode conter 27,5 g de carboidratos.

Estudos comparativos comprovaram que o inhame carrega uma quantidade maior de carboidratos do que a batata branca, a batata vermelha, a batata russet e a batata doce.

Ou seja, o inhame tem carboidrato em sua composição sim, e o teor do nutriente que o tubérculo carrega não é pequeno. Se o alimento for utilizado em receitas que levam outros ingredientes fontes de carboidratos, como a farinha dos bolos, por exemplo, a quantidade de carboidratos encontrada no prato será ainda mais elevada.

Para termos uma ideia mais abrangente da quantidade, em gramas, que diferentes porções e receitas com inhame pode apresentar, preparamos uma lista, elaborada com base em informações dos dados nutricionais a respeito de uma série de comidas e bebidas. Dá só uma conferida:

  • Inhame (genérico): aproximadamente 27,9 g de carboidratos em uma porção de 100 g e em torno de 41,8 g de carboidratos em uma porção correspondente a uma xícara de inhame em cubos;
  • Inhame com sal, escorrido, cozido, fervido: aproximadamente 27,6 g de carboidratos em uma porção de 100 g e cerca de 37,5 g de carboidratos em uma porção correspondente a uma xícara de inhame em cubos;
  • Inhame sem sal, escorrido, cozido, fervido, no forno: aproximadamente 27,6 g de carboidratos em uma porção de 100 g e em torno de 37,5 g de carboidratos em uma porção correspondente a uma xícara de inhame em cubos;
  • Purê de inhame: aproximadamente 24,25 g de carboidratos em uma porção de 100 g e cerca de 59,9 g de carboidratos em uma porção correspondente a uma xícara;
  • Pão de cará (inhame) caseiro: aproximadamente 15,5 g de carboidratos em uma fatia fina; 27,95 g de carboidratos em uma fatia média; em torno de 37,25 g de carboidratos em uma fatia grande e cerca de 62 g de carboidratos em uma porção de 100 g;
  • Talo de inhame: 1,45 g de carboidratos em uma porção correspondente a uma colher de sopa de talo de inhame picado; aproximadamente 1,75 g em uma porção de 30 g e 5,8 g de carboidratos em uma porção de 100 g.

Atenção

Nós não submetemos os alimentos a análises nutricionais, simplesmente reproduzimos as informações disponibilizadas por estudos já publicados.

Como as receitas com inhame podem ser preparadas com diferentes medidas e diferentes produtos, de diferentes marcas, conforme a escolha do cozinheiro, elas provavelmente apresentarão divergências em relação à sua quantidade final de carboidratos. Portanto, os valores descritos acima servem somente como uma estimativa.

E será que o inhame tem glúten? 

Quem sofre com a doença celíaca ou foi diagnosticado com intolerâncias ou sensibilidades ao glúten precisa manter-se afastado de alimentos que contenham a substância.

Além disso, existem aquelas pessoas que escolheram seguir uma alimentação livre de glúten, ainda que não tenham nenhuma condição de saúde que impeça a ingestão da substância.

Para ambos os grupos, vale a pena conhecer quais alimentos contêm glúten e quais não o contêm em sua composição para saber o que comer e o que não comer em suas refeições do dia a dia.

Pois bem, de acordo com a Celiac Sprue Association, organização dos Estados Unidos que oferece informações e serviços a respeito de transtornos associados ao glúten, alimentos como inhame, batata e batata doce não contêm o glúten em sua composição.

Sendo assim, como o inhame é um alimento livre de glúten, ele é permitido dentro das refeições dos indivíduos celíacos.

Obviamente, isso se refere ao inhame sozinho e não ao tubérculo utilizado em receitas que tragam outros ingredientes. Até porque, se um dos ingredientes da receita com o inhame tiver o glúten, a receita final também conterá o glúten.

Um alerta importante se refere a alimentos naturalmente livres de glúten como o inhame que podem ser contaminados, por exemplo, no balcão de restaurantes self-service por conta da troca de talheres na hora do cliente se servir.

Portanto, se você não pode ou escolheu não ingerir o glúten em suas refeições, vale a recomendação de tomar bastante cuidado e prestar muita atenção ao comer em restaurantes self-service, para diminuir esse risco.

Referências Adicionais: https://healthfinder.gov/FindServices/Organizations/Organization.aspx?code=HR2416

Você já imaginava que o inhame tem carboidrato? Consome esse alimento na sua dieta com frequência? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 4,67 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*