Jenipapo é Bom para Anemia?

Especialista:
atualizado em 14/04/2020

Confira se é verdade que o jenipapo é bom para anemia ou se esse não é um dos benefícios dessa fruta cheia de nutrientes.

Fruto do jenipapeiro, o jenipapo (Genipa americana L.) é originário da América do Sul, podendo ser encontrado entra a Ilha de Marajó e o estado de São Paulo por aqui no Brasil. Sua colheita ocorre em setembro ou março na região Norte e de novembro a dezembro na região Centro-sul do país.

Conhecido ainda pelos nomes de jenipapo-manso, jenipaba e jenipá, o fruto do jenipapeiro apresenta uma coloração marrom e uma pele fina que se torna enrugada quando ele se encontra maduro.

Composto por vitamina B2, carboidratos, fibras, cálcio, fósforo, ferro, retinol (vitamina A), vitamina B1, vitamina B3 e vitamina C, o alimento é dono de um sabor doce e além de ser consumido in natura, pode ser aproveitado em receitas de sucos, vinagres, licores e doces como bolos e compotas, por exemplo.

Aproveite para conhecer todos os benefícios do jenipapo para a saúde e boa forma e entenda se o jenipapo emagrece mesmo ou não.

Será que o jenipapo é bom para anemia?

Quando queremos entender se o jenipapo é bom para combater os sintomas da anemia, é importante saber a qual tipo de anemia nós estamos nos referindo – sim, existem diferentes tipos da doença. São eles:

  • Anemia por deficiência de ferro: trata-se do tipo mais comum da condição em todo o mundo. Como o próprio nome já indica, ela é provocada por uma falta de ferro no organismo, o que é perigoso porque a medula óssea necessita de ferro para produzir hemoglobina (substância de cor vermelha presente no interior dos glóbulos vermelhos). Sem uma quantidade adequada de ferro, o organismo não dá conta de produzir hemoglobina suficiente para os glóbulos vermelhos;
  • Anemia por deficiência de vitaminas: o organismo também precisa de vitamina B9 e vitamina B12 para produzir glóbulos vermelhos saudáveis e a falta deles é outro fator que pode diminuir a produção desses compostos. Porém, há casos em que a pessoa consome quantidades suficientes de vitamina B12, mas o seu organismo não consegue processar o nutriente, o que também pode resultar na anemia por deficiência dessa vitamina, condição que também é conhecida pelo nome de anemia perniciosa;
  • Anemia por doenças crônicas: é um tipo de anemia que pode ser provocada por algumas doenças como câncer, HIV/AIDS, artrite reumatoide, doença renal, doença de Crohn e outras doenças crônicas inflamatórias, que podem interferir com a produção de glóbulos vermelhos;
  • Anemia aplástica: trata-se de uma versão rara, porém potencialmente fatal da doença. Aqui o organismo não produz glóbulos vermelhos suficientes por conta de infecções, determinados medicamentos, doenças autoimunes e exposição a metais tóxicos;
  • Anemias associados com doenças na medula óssea: uma variedade de doenças como leucemia e mielofibrose podem provocar a anemia, afetando a produção de sangue na medula óssea;
  • Anemias hemolíticas: são anemias que se desenvolvem quando os glóbulos vermelhos são destruídos com maior rapidez do que a medula óssea dá conta de substituí-los. Uma anemia hemolítica pode ser hereditária ou desenvolvida ao longo da vida;
  • Anemia falciforme: é um exemplo de anemia hemolítica hereditária, que é provocada por uma forma defeituosa de hemoglobina que força os glóbulos vermelhos a assumirem um formato anormal de foice. Essas células sanguíneas irregulares morrem prematuramente, provocando uma falta crônica de glóbulos vermelhos;
  • Talassemia: é uma anemia crônica e hereditária, caracterizada por um defeito genético que resulta na diminuição da produção de um dos dois tipos de cadeias que formam a molécula da hemoglobina.

Com os diferentes tipos de anemia apresentados, podemos registrar que o fruto do jenipapo pode sim ser empregado no tratamento da anemia.

Em artigo publicado, o jenipapo é visto como uma das frutas compostas por ferro e vitamina C, que podem ser consumidas diariamente na forma de suco para auxiliar o tratamento da anemia.

É importante saber que, de acordo com informações do MedlinePlus, portal dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos, uma das funções da vitamina C é justamente auxiliar o organismo a absorver ferro. Entretanto, para isso, a pessoa precisa certificar-se de incluir alimentos ricos em ferro nas refeições, obviamente.

Tanto que, além de tomar sucos como o de jenipapo, também é importante ingerir carnes porque elas apresentam maiores concentrações de ferro para contribuir com o tratamento da anemia.

Provavelmente você percebeu que, segundo essas informações, o jenipapo é bom para anemia causada pela deficiência de ferro, não é mesmo? Até porque ingerir e absorver mais ferro não vai auxiliar muito um caso de anemia provocado por outro aspecto que não seja a falta do mineral.

De qualquer forma, quer a sua anemia seja pela causada deficiência de ferro, quer você tenha sido diagnosticado com outro tipo de anemia, o ideal mesmo é que você consulte o médico para saber se o jenipapo realmente pode contribuir com a melhora do seu quadro.

Mais importante do que saber se o jenipapo é bom para anemia

É seguir todo o tratamento indicado pelo médico para tratar o seu tipo específico de anemia, assim que a doença for diagnosticada. Por mais que uma ou outra receita natural possa ser útil quando autorizada pelo médico para o tratamento da condição, isso não significa que ela seja a cura para o problema.

Não custa nada lembrar que a anemia é uma doença grave, que o paciente precisa levar a sério, obedecendo a todas as instruções passadas pelo médico.

Tenha em mente ainda que este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir as recomendações profissionais e qualificadas do médico.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que jenipapo é bom para anemia? Pretende experimentar esse uso da fruta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário