Jiló Emagrece? Benefícios, Calorias e Dicas

Especialista:
atualizado em 17/12/2019

Quais benefícios o jiló pode trazer par quem busca a boa forma? Será que o Jiló emagrece mesmo? Vamos explorar suas calorias, composição e características agora.

Se perder peso já não é uma das tarefas mais fáceis do mundo, emagrecer com saúde é algo ainda mais complicado. Entretanto, mesmo sendo algo difícil, tal desafio traz bons frutos, pois geralmente quem emagrece com saúde consegue promover uma reeducação alimentar e, por consequência, manter os seus ganhos ao longo do tempo.

Parte desse processo de emagrecimento saudável é conhecer novos alimentos com potencial para colaborar com o emagrecimento enquanto também trazem benefícios ao organismo, mesmo que em muitos casos eles não pareçam agradáveis e saborosos, e encontrar maneiras de integrá-los às refeições.

Tomemos como exemplo o jiló. Cultivado no Brasil e dono de um gostinho amargo, o vegetal é bom para o coração e controla o mau hálito, entre outros benefícios. Mas será que além de oferecer essas vantagens ao organismo, podemos afirmar que o jiló emagrece? Descubra na nossa análise a seguir:

As calorias do jiló

Vamos começar então verificando a quantidade de calorias que podem ser encontradas no jiló. Em uma unidade do alimento estão presentes somente 8 calorias e 100 g do fruto contêm apenas 38 calorias.

Pensando exclusivamente no ponto de vista calórico, podemos concluir que por conta de seu baixo número apresentado o jiló emagrece.

Por exemplo, se em vez de comer uma porção de batatas, que possui 164 calorias por unidade pequena, a pessoa consumir uma porção de jiló, no almoço ou no jantar, ela terá uma boa economia no número de calorias que ingere e certamente perderá peso.

Entretanto, é importante ressaltar que não basta simplesmente acrescentar o jiló a suas refeições para emagrecer, ainda é necessário se esforçar para fazer com que o prato como um todo seja saudável.

Até porque de que adiantaria comer um jiló de 8 calorias acompanhado de uma porção de macarrão ao alho e óleo, que chega a apresentar mais de 530 calorias.

Sendo assim, a dica que fica para aproveitar o vegetal como fator de contribuição para o processo de perda de peso é substituí-lo ocasionalmente por outros alimentos que sejam mais calóricos e integrá-lo a uma dieta saudável e equilibrada.

O ideal é comer o jiló com frequência, de uma a duas vezes por semana para obter os seus benefícios.

A composição do jiló 

Nós já sabemos que não basta olhar somente para as calorias do alimento, é importante também analisar a sua composição para determinar se ele é bom ou não para a perda de peso. E no caso do nosso fruto, a sua composição reforça a ideia de que o jiló emagrece de verdade.

Isso porque ele possui um alto teor de água, o que promove a sensação de saciedade ao organismo de quem ingere o vegetal. Com isso, o apetite é controlado, a pessoa não come tanto, não exagera no consumo de calorias e consegue perder peso com mais facilidade.

Além disso, também vale a pena acrescentar o jiló à dieta porque ele é um alimento bastante nutritivo. Ele apresenta carboidratos, proteínas, potássio, fibras – que também trazem a sensação de saciedade e contribuem com o controle do apetite -, cálcio, ferro, magnésio, manganês, fósforo, além das vitaminas A, do complexo B e C e antioxidantes.

Ou seja, além de colaborar com o emagrecimento, o fruto fornece uma boa variedade de componentes que o organismo necessita para o seu bom funcionamento, ao mesmo tempo em que coloca um número baixo de calorias no corpo. Com isso, quem deseja e/ou necessita perder peso com saúde, deve dar uma chance ao vegetal, ainda que considere o seu gosto ruim, e aproveitar as vantagens oferecidas por ele.

Outros benefícios do jiló 

Como se não bastasse a força que o jiló dá para o emagrecimento, ele combate o mau hálito, faz bem para a saúde do coração e ajuda a promover uma limpeza bucal.

Os antioxidantes encontrados no vegetal, denominados de flavonoides, oferecem um efeito de proteção às artérias. Além disso, ele colabora com o controle do colesterol do mal – o LDL.

Sua propriedade de contribuir com o sistema digestivo coloca-o como um alimento benéfico para pessoas que sofrem com distúrbios no fígado, dispepsia biliar – uma espécie de indigestão que acontece depois ou durante uma refeição – e úlceras estomacais.

Uma pesquisa ainda mostrou que o fruto pode ser benéfico para os pacientes que sofrem com o glaucoma, já que pode auxiliar na diminuição da pressão ocular nessas pessoas. O fruto também ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue.

E o gosto ruim? 

Ok, já deu para compreender que o jiló emagrece realmente e é muito bom para a saúde e boa forma. Mas o que fazer em relação ao seu gosto amargo que pode incomodar muita gente e fazer com que o pessoal vire a cara para o fruto e não o queira em suas refeições?

Uma dica para amenizar o sabor amargo do vegetal é cortar o jiló em quatro partes e deixá-lo durante 15 minutos de molho em uma mistura de água e sal. Outras sugestões são refogá-lo com azeite e manteiga ou integrá-lo a uma farofa preparada com outros alimentos que também sejam saudáveis.

Se você conseguir comer o jiló com todo o seu sabor amargo também vale a pena, tendo em vista que é justamente esse amargor que promove a limpeza bucal e ajuda em relação ao hálito saudável.

Para te incentivar ainda mais a adicionar o fruto à sua dieta, separamos duas receitas saudáveis com o alimento para você preparar:

Receita 1: Farofa de jiló 

Ingredientes:

  • 6 jilós;
  • 1 cebola;
  • 3 dentes de alho;
  • 1 copo de farinha de mandioca;
  • 3 ovos
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva extravirgem;
  • Cheiro verde e sal a gosto.

Modo de preparo:

  1. Refogar a cebola e o alho picados no azeite;
  2. Picar o jiló em cubos e adicioná-lo a mistura anterior quando a cebola estiver transparente;
  3. Refogar por mais três minutos. Quebrar os ovos na mistura, acrescentar o sal e o cheiro verde. Se desejar, coloque um pouco de pimenta também, mas não se esqueça que o total calórico pode variar de acordo com o tipo escolhido;
  4. Ao perceber que o ovo cozinhou, desligar e adicionar a farinha de mandioca. Servir-se e bom apetite! 

A receita rende seis porções, com 185 calorias em cada uma delas.

Receita 2: vinagrete de jiló

Ingredientes: 

  • 6 jilós;
  • 1 cebola;
  • 2 tomates médios;
  • 1 pimentão verde pequeno;
  • 2 dentes de alho;
  • Sal e cheio verde a gosto;
  • Molho de pimenta a gosto (apenas se desejar).

Modo de preparo:

  1. Lavar os jilós, remover o seu talo e picá-los em cubinhos bem pequenininhos;
  2. Guardá-los em uma vasilha, pingar algumas gotinhas de limão e cobrir com água para que os frutos não escureçam;
  3. Picar os tomates, retirando as sementes, a cebola, o pimentão e os dentes de alho em pedaços igualmente pequenos aos do jiló;
  4. Escorrer a água do jiló. Unir todos os ingredientes e finalizar com um tempero de sal, cheiro verde e molho de pimenta, sendo esse último ingrediente opcional. Servir-se e bom apetite.

O vinagrete de jiló, incluindo o molho de pimenta, serve seis porções. Cada uma delas apresenta 62 calorias.

Você já imaginava que comer jiló emagrece e conhecia esses benefícios do fruto para a saúde? É um dos poucos que gosta do sabor amargo do mesmo? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (20 votos, média: 4,25 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

10 comentários em “Jiló Emagrece? Benefícios, Calorias e Dicas”

  1. estou comendo gil a oito meses, isto porque no to conseguindo comer outras coisas por causa dos enjoos. tenho gastrite e gordura no figado, fiquei preocupada por estar comendo muito gil vim pesquisar, tal foi a minha surpresa com benefcios para mim.

  2. Adoro jiló..fervo uma medida de água, uma medida de vinagre, uma medida de óleo de milho e aceite, sal orégano, 3 ou 4 dentes de alho e pimenta vermelha a gosto…..corto no meio e coloco no preparado já fervendo e deixo 3 minutos, maravilhoso!

  3. Adoro um jilozinho aperitivo! Grelhado então…. Uma delicia!! Sabendo que posso emahtecer comendo essa delícia…. melhor ainda!!!!

  4. Adoro sua excelência o Jiló. O bom do Jiló é justamente o gostinho amargo. Ainda não experimentei cru, mas se eu gostar será mais um prato. Fiquei muito feliz em saber que esse legume é tão poderoso assim. Minha esposa faz Jiló suado ou refogado, frito, na sopa, vinagrete, etc. Não conheço o Viradinho, mas vou pedir para minha esposa providenciar esse prato. Quem gosta de cerveja não pode reclamar do amargo do Jiló, e todo mundo gosta de cerveja. Excelente informação!

  5. Adoro jiló. Como-o de formas: feito refogado, vinagrete, viradinho, Frito. Agora descobri a farofa, que deve ser deliciosa. Desconhecia as propriedades e benefícios. EXCELENTE!!!

  6. Gosto de comer o gilo crú com azeite ou refogado com cebola e alho e azeite. Até esse momento eu não conhecia o benefício do gilo. Adoro comer gilo pra me tanto faz cozido ou crú.

  7. faço o consumo do jiló em média duas vezes por semana, e a técnica mais eficaz para tirar o seu amargo, é cozinha-lo inteiro juntamente com o arroz. Após cozido, coloque uma pitada de molho inglês ou sal bem no seu meio, fica delicioso e sem adicional calórico.