Kefir para Candidíase Funciona? Como Usar?

Especialista:
atualizado em 27/12/2019

Você já ouviu falar no uso de kefir para candidíase? Aqui, você irá conferir se isso funciona mesmo, além de aprender como usar e entender o que é essa condição.

A candidíase é uma infecção fúngica provocada por micro-organismos pertencentes ao gênero Candida. Esses micro-organismos residem normalmente no trato intestinal e podem ser encontrados nas membranas mucosas e na pele sem provocar infecções.

Entretanto, o crescimento excessivo dos mesmos pode provocar o desenvolvimento de sintomas, que variam de acordo com a região do corpo que foi afetada pela candidíase – ela pode atingir áreas como boca, garganta, esôfago e vagina.

Existe ainda a chamada candidíase invasiva, que acontece quando as espécies do gênero Candida entram na corrente sanguínea e se espalham por todo o corpo.

A candidíase na boca ou na garganta pode apresentar os seguintes sintomas: manchas brancas no interior da bochecha, na língua, no céu da boca ou na garganta; vermelhidão; dor; sensação cotanilhosa (de penugem) na boca, dor ao engolir ou comer, perda do paladar e vermelhidão e craqueamento (quebras) nos cantos da boca. Já a candidíase que atinge o esôfago pode trazer sinais como dor ao engolir ou dificuldade para engolir.

Os sintomas da candidíase vaginal incluem: dor durante o ato sexual; coceira vaginal; dor vaginal; dor ao urinar; desconforto ao urinar e corrimento vaginal anormal. Ainda que a maioria das candidíases vaginais seja leve, algumas pacientes podem desenvolver infecções graves que geram vermelhidão, inchaço e fissuras na parede da vagina.

Quem tem a candidíase invasiva geralmente já se encontra doente por outras condições, o que dificulta saber quais sintomas podem estar associados à infecção. Entretanto, os sintomas apontados como comuns para a candidíase invasiva são febres e calafrios que não melhoram após o tratamento com antibióticos.

Se a infecção se espalhar para outras partes do corpo como coração, cérebro, olhos, ossos e articulações, outros sintomas podem ser desenvolvidos.

Ao experimentar qualquer um desses sintomas associados a qualquer vertente da candidíase, é fundamental procurar o auxílio médico para receber o diagnóstico e dar início ao tratamento, caso seja necessário.

Usar kefir para candidíase funciona?

O tratamento para a candidíase em suas diferentes variações geralmente envolve o uso de medicamentos antifúngicos. Mas, além disso, há quem diga que utilizar o kefir para candidíase funciona.

Será que essa bebida fermentada realmente pode auxiliar os casos da doença?

A chamada candidíase de repetição que atinge a vagina trata-se um desequilíbrio de bactérias vaginais. De maneira geral, os probióticos como o kefir têm a capacidade de regular o pH e a flora da vagina. Entretanto, ressaltamos a importância fundamental de procurar o auxílio médico para garantir o tratamento correto e eficiente para a doença e usar o kefir como um método complementar.

No mesmo sentido, lembramos que o kefir pode diminuir a incidência dessa candidíase de repetição e complementar o tratamento de casos já existentes da doença.

A bactéria do kefir regula a flora do intestino, órgão que é responsável por criar as células da imunidade. O resultado disso é que o sistema imunológico é fortalecido para combater com mais eficiência as infecções como a candidíase.

Além disso, como o ânus e vagina ficam localizados próximos um do outro no corpo, é possível que as bactérias do intestino cheguem à região genital e provoquem doenças como a candidíase.

Por estar associado ao efeito de controlar a microbiota (flora) intestinal, o kefir um possível aliado ao combate da doença.

A ação de regular o pH e a flora da vagina trazida pelos probióticos como o kefir diminui as chances de desenvolvimento de infecções genitais provocadas por micro-organismos perigosos.

O kefir e a candidíase na região da boca e da garganta

De acordo com a nutricionista especializada August McLaughlin, a ingestão regular de probióticos como kefir e iogurte pode ajudar a diminuir os sintomas da candidíase que afeta a área da boca e da garganta.

“Em um estudo, 276 adultos idosos consumiram 50 g de queijo contendo probióticos ou não contendo probióticos por 16 semanas. Ao final do estudo, os pesquisadores encontraram reduções significativas de cândida na saliva dos participantes que consumiram os probióticos”, detalhou a nutricionista.

McLaughlin disse ainda que os participantes da pesquisa que não ingeriram os probióticos apresentaram um aumento na prevalência da cândida. A nutricionista acredita que consumir iogurte ou kefir com culturas vivas ativas regularmente tem o potencial de trazer benefícios similares.

De qualquer maneira, não deixe de observar que o estudo foi realizado com o queijo contendo probióticos, e não o kefir.

Como usar o kefir para candidíase

Segundo informações, o kefir pode ser inserido no cardápio para auxiliar o tratamento da candidíase. Veja aqui como inserir o kefir na sua dieta.

No entanto, vale alertar que é preciso buscar o auxílio médico para determinar a quantidade e a regularidade do uso, que deve ser personalizado conforme as características do quadro de cada paciente.

Atenção: kefir não é medicamento milagroso para candidíase!

Outro alerta importante é que o kefir não é um remédio que promove milagres para quem sofre com a candidíase, não passando de um método complementar, ao tratamento orientado pelo médico.

Destacamos que é contraindicado substituir a utilização de quaisquer medicamentos pelo uso do kefir.

Portanto, se você foi diagnosticado com candidíase de qualquer tipo, obedeça a todas as recomendações passadas por seu médico em relação ao tratamento. Não está feliz com as orientações do médico atual? Então, procure uma segunda opinião médica, porém, jamais tome a decisão de abandonar um tratamento por conta própria.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se tinha ouvido falar do consumo de kefir para candidíase? Conhece alguém que tenha aderido e tido bons resultados? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 4,33 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário