Lyrica (pregabalina) engorda mesmo?

Especialista da área:
atualizado em 25/07/2021

Quando se quer emagrecer, muitas pessoas se preocupam em como os remédios que consomem no seu dia a dia podem interagir com seu peso. Muitos medicamentos alteram o metabolismo e o equilíbrio químico do organismo, fazendo com que, apesar dos esforços para perder peso, as pessoas que fazem uso deles acabam engordando.

  Continua Depois da Publicidade  

Há o caso do Lyrica, ou pregabalina, um remédio recomendado para amenizar os sintomas da fibromialgia, mas também receitado em casos de dor neuropática, epilepsia e Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG). Existem afirmações de que o Lyrica engorda como um de seus efeitos colaterais.

Como funciona o Lyrica (pregabalina)?

cápsulas lyrica pregabalina

O Lyrica é principalmente uma droga antiepilética, também conhecida como anticonvulsivante, comumente usada em tratamentos de dores neuropáticas e convulsões parciais, agindo principalmente no cérebro, na região do lobo temporal. Este fármaco não é um antidepressivo, e atua na transmissão dos sinais nervosos, especialmente para os músculos.

O Lyrica age no controle e diminuição das dores neuropáticas e musculares, tendo efeito analgésico. Estas dores, quando crônicas, são consequências de danos ou hiperatividade nos nervos que transmitem a sensação de dor. Acredita-se que o remédio atue de forma a diminuir ambas as causas.

É um medicamento de ação relativamente rápida (é importante ter em mente que o início da ação do Lyrica é geralmente percebido após uma semana do uso da droga), e cuja utilização contínua não afeta a sua eficácia.

Ainda que estudos em animais indiquem que a pregabalina diminua a quantidade de sinais elétricos transmitidos por estes nervos, não se sabe exatamente como o Lyrica funciona no corpo humano.

O Lyrica engorda mesmo?

Em estudo clínico feito pela Pfizer concluiu-se que 9% dos pacientes demonstraram ganho de peso com o medicamento, em 14 semanas. Os motivos para o aumento no peso, no entanto, não estão claros, mas podem ser atribuídos aos efeitos secundários que foram observados, como aumento de apetite. Outra hipótese é que ocorra a alteração no metabolismo, tornando-o mais lento.

Em todo caso, o fato é que o ganho de peso não é um dos efeitos colaterais mais comuns da medicação, pois analisando por outro lado, 91% das pessoas que participaram do estudo clínico não tiveram ganho de peso. Ainda assim, a possibilidade é real, e enquanto efeito secundário, o Lyrica pode engordar sim.

Entretanto, ao invés de optar por suspender seu uso ou trocar de medicamento, converse com seu médico para entender as alternativas para que ele não cause ganho de peso em você. A interrupção do tratamento deve ser feita de maneira gradual, e com acompanhamento médico.

Indicações do Lyrica

Segundo a Pfizer, o Lyrica é um medicamento indicado para tratamentos da dor neuropática em adultos, que é a dor derivada da lesão e/ou mal funcionamento dos nervos e do sistema nervoso. Além disso, serve como fármaco de terapia coadjuvante nos casos das crises epilépticas parciais (convulsões), em crianças com idade a partir de 12 anos.

  Continua Depois da Publicidade  

Também é utilizada no controle da fibromialgia, cujos sintomas são dores crônicas no corpo, cansaço e alterações no sono. Além disso, é utilizado no tratamento do Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) em adultos.

Contraindicações e precauções no uso

dois comprimidos cápsulas lyrica na mão

Além do fato do Lyrica poder engordar, outro motivo para conversar com seu médico são as contraindicações e precauções no consumo deste remédio. Além de indivíduos alérgicos à pregabalina ou a qualquer outro componente do medicamento, e daqueles que tiverem intolerância a lactose, recomenda-se que esses grupos usem o Lyrica com uma precaução extra:

  • Diabéticos: pode ser necessário um controle maior do peso e das doses do tratamento;
  • Doentes renais: é possível que ajustes na dose tenham que ser feitos;
  • Insuficiência cardíaca: é uma doença em que o sangue não é bombeado corretamente pelo coração, e que pode ter seus sintomas piorados ao utilizar o Lyrica.

O uso do Lyrica está associado a tonturas e sonolências, interferindo na habilidade de dirigir e de operar máquinas. Também é preciso informar seu médico de condições como problemas hereditários de intolerância à galactose e alcoolismo, ou histórico de dependência química.

Não existem dados suficientes sobre os efeitos em mulheres grávidas ou dos riscos possíveis ao feto. No caso de gravidez durante o tratamento, o médico deverá ser imediatamente informado. Em relação à situação de aleitamento, tampouco é aconselhável consumir o Lyrica, uma vez que não se sabe se a medicação passa para o leite materno.

Efeitos colaterais do uso do Lyrica

O Lyrica pode engordar, mas este não é o único efeito colateral de seu uso. Deve-se permanecer atento a reações alérgicas (especialmente inchaços no rosto, lábios, língua e garganta, além de erupções na pele), tonturas e sonolências, turvação, perda ou alteração na visão, insuficiência renal, insuficiência cardíaca, pensamentos de autoagressão e suicídio, convulsões, redução da função cerebral e histórico de dependência química e abusos de medicamentos.

Na ocorrência de qualquer um dos efeitos acima, deve-se informar seu médico

Superdosagem

Em caso de superdosagem, pessoas com falência renal desenvolveram mioclonia (quando há contrações, incontroláveis e involuntárias de um músculo ou grupo de músculos), devido ao acúmulo gradual do remédio. Outros sintomas dessa intoxicação são sonolência e taquicardia.

Outros efeitos adversos devem ser consultados na bula do produto, disponível no site da Anvisa.

  Continua Depois da Publicidade  

Fontes e referências adicionais

Apesar da pequena porcentagem de pessoas que engordam com o Lyrica, esse é um motivo relevante para que você reconsidere o seu consumo? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (189 votos, média 3,76)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

12 comentários em “Lyrica (pregabalina) engorda mesmo?”

  1. Comecei a tomar pregabalina 50mg e após 5 dias apenas foi visível o aumento abdominal, com a continuidade comecei a fazer retenção de líquidos e tive inchaço das pernas e pés.

    Responder
  2. Faço uso de pregabalina há 18 meses, e depois de engordar, fui buscar a causa lendo a bula dos remédios que tomo com frequência, e pra minha surpresa, li que a única medicação que tinha como efeito colateral o ganho de peso, era a Pregabalina!!
    Assim sendo afirmo que esse medicamento, realmente engorda!!!

    Responder
  3. Ola,comecei a fazer tratamento com lyrica, sei que uma das contra indicacoes e o ganho de peso, existe alguma maneira de isso nao acontecer?

    Responder
  4. Engorda e muito! Em 3 meses aumentei 6 kg mantendo a mm alimentação anterior, turvação de visão, sudorese profusa e diarreia absurda. Mas tirou 90% da dor neuropatica. Valeu por isso pq foi para isto que estou tomando

    Responder
    • Gente sofro de fibro mialgia a alguns anos,fiz uso do pregabalina por uns meses,hoje uso duloxetina,troquei pq ele não engorda nada e faz o efeito do pregabalina

      Responder
  5. Eu também faço uso da pregabalina,quando iniciei o tratamento tinha 79kg, hoje estou com 102 kg. É ruim sentir dor mas engordar assim ,deprime muito ,o corpo fica pesado e as dores,aumentam .Por favor alguém tem uma solução ?Socorro me ajudem.

    Responder
  6. Engordei muito também mas já faz três anos que uso,já tentei tirar a pregabalina,mas a insônia e a dor voltaram,aí voltei a tomar

    Responder
  7. Tenho fibromialgia descobri essa medicação abençoada através da receita do meu psiquiatra…e está sendo muito eficaz nas dores que sinto.
    Porém engordei horrorosamente….estou triste com isso…e estou ficando desanimada novamente 15kilos em 2meses…nao sei o que fazer…sinceramente.se paro com a medicação volta as dores se continuo aonde vou parar engordando assim.
    Senti que não me aumentou o apetite…procuro fazer exercícios regular e alimentação saudável mas mesmo assim engordei.
    tenho 48 anos.
    Por favor me ajudem.

    Responder
    • O mesmo aconteceu comigo porém não aumentou meu apetite mas já engordei mais de 15 kilosSem comer muito e estou ficando deprimida com isso.. tenho 39 anos e não tenho roupa para sair de casa mais.. aliviou minhas dores mas não posso ficar obesa..

      Responder
      • Amiga Beta ,estou na mesma situação sua ,de 79kg passei para 102kg .Estou enlouquecendo,já não sei mais oque fazer,isso me entristece muito .

        Responder
        • Faço uso da medicação há 3 meses e engordei 6 kg, mesmo sem aumento do apetite. Tenho tentado de tudo para emagrecer, sem sucesso.

          Responder
          • Também engordei…e então parei pois minhas roupas estão ficando perdidas. Sem falar nas tonturas e as dores não deminuiram tanto quanto esperando. Tenho escoliose crônica mais vou fazer uma cirurgia e quero perder peso.