Propranolol Engorda? Para Que Serve, Efeitos Colaterais e Indicações

Especialista:
atualizado em 04/12/2019

Propranolol, também chamado em sua bula como Cloridrato de Propranolol, é um medicamento de uso oral, adulto e pediátrico, que pode ser encontrado à venda em embalagens contendo 30, 100 ou 120 comprimidos de 10 mg, 40 mg ou 80 mg.

Sua comercialização é permitida somente mediante a apresentação de receita médica.

Será que o consumo de propranolol engorda? Para que serve exatamente e que efeitos colaterais podemos sentir ao tomar este medicamento?

Para que serve e indicações

De acordo com informações da bula disponibilizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o remédio é indicado para os seguintes casos:

  • Controle da hipertensão;
  • Controle da angina pectoris (dor no peito);
  • Controle das arritmias cardíacas;
  • Profilaxia (medida preventiva) da enxaqueca;
  • Controle do tremor essencial (movimento involuntário);
  • Controle da ansiedade e da taquicardia por ansiedade;
  • Controle adjuvante (auxiliar) da tireotoxicose (síndrome causada pela exposição dos tecidos a níveis elevados de hormônios circulantes da tireoide, que surge principalmente em decorrência de um quadro de hipertireoidismo, informou o ABC Med) e de crise tireotóxica (complicação oriunda do hipertireoidismo, segundo o ABC Med);
  • Controle da cardiomiopatia hipertrófica obstrutiva (doença cardíaca genética causada pelo engrossamento do músculo do coração);
  • Controle de feocromocitoma (tumor raro que se desenvolve em algumas glândulas), somente na presença de bloqueio alfa afetivo.

Propranolol engorda?

Para sabermos de Propranolol engorda, o que resolvemos fazer foi dar uma olhada na lista de reações adversas listadas na bula do medicamento.

O documento não apresenta nenhum efeito direto que nos possa fazer concluir que o Propranolol engorda. Entretanto, duas de suas reações adversas comuns são a fadiga e a lassitude, que é sinônimo de esgotamento.

Elas aparecem classificadas como efeitos comuns de serem experimentados com o produto, ou seja, observadas entre 1% a 10% dos pacientes que usam o remédio.

Indiretamente, esse cansaço trazido pelo medicamento pode fazer com que a pessoa se exercite menos e fique menos ativa, o que pode trazer como consequência a diminuição da quantidade de calorias gastas no dia a dia.

Como já sabemos, isso pode facilitar o aumento de peso. Entretanto, isso não significa necessariamente que o Propranolol engorda, apenas que ele traz efeitos que indiretamente podem contribuir com o ganho de peso e esses efeitos são sentidos apenas por uma parte dos usuários.

É somente uma hipótese, uma possibilidade de algo que pode acontecer ou não com um paciente que sofra com a fadiga e o esgotamento ao utilizar o medicamento.

Além disso, quando um internauta perguntou se Propranolol engorda, os cardiologistas Fabio Gomes da Conceição, Luis Fernando Barone e Marco Túlio Villaca Castagna responderam que o remédio não causa o aumento de peso.

Assim, não temos como afirmar que Propranolol engorda. Por isso, ao perceber que ganhou peso ao usar o remédio, converse com seu médico para saber o que pode ter originado o aumento de peso e se isso está associado ou não ao consumo do medicamento.

Outros efeitos colaterais 

Conforme a bula disponibilizada pela Anvisa, o medicamento ainda pode trazer as seguintes reações adversas:

  • Bradicardia (ritmo cardíaco lento de modo abaixo do normal);
  • Extremidades frias;
  • Fenômeno de Raynaud (condição em que há um exagera por parte do corpo na resposta a temperaturas frias, conforme informou a Reumato USP);
  • Distúrbios do sono;
  • Pesadelos;
  • Distúrbios gastrointestinais como náusea, diarreia e vômito;
  • Vertigem;
  • Trombocitopenia (diminuição de plaquetas no sangue);
  • Piora da insuficiência cardíaca;
  • Precipitação do bloqueio cardíaco;
  • Hipotensão postural (queda de pressão ao deitar e levar bruscamente);
  • Alucinação;
  • Psicose;
  • Alterações de humor;
  • Confusão;
  • Queda de cabelo;
  • Púrpura (doença associada aos baixos níveis de plaquetas no e ao aumento do risco de sangramento);
  • Agravamento da psoríase (doença de pele);
  • Reações cutâneas psoriasiformes (manchas vermelhas na pele, cobertas com escamas);
  • Exantema (erupção cutânea);
  • Parestesia (sensações como formigamento, pressão, frio ou queimação nas mãos, braços ou pés, segundo o site Copacabana Runners);
  • Secura nos olhos;
  • Distúrbios visuais;
  • Broncoespasmo em pacientes com asma brônquica ou histórico de queixas asmáticas (ocasionalmente como resultado fatal);
  • Hipoglicemia em recém-nascidos, mulheres que estejam amamentando, idosos, crianças, pacientes que façam hemodiálise, que estejam em terapia antidiabética concomitante, encontrem-se em jejum prolongado ou tenham doença hepática crônica;
  • Aumento dos anticorpos antinucleares;
  • Síndrome do tipo miastenia grave (doença que causa fraqueza e fadiga rápida dos músculos) ou piora da condição.

Contraindicações de Propranolol

O medicamento não deve ser utilizado por pessoas que tenham hipersensibilidade a qualquer um dos componentes de sua fórmula e por indivíduos com predisposição à hipoglicemia, ou seja, a ter níveis baixos de glicose no sangue.

Pessoas com hipotensão (pressão baixa), bradicardia, distúrbios graves da circulação arterial periférica, síndrome do nó sino-atrial, insuficiência cardíaca descompensada, angina de Prinzmetal (caracterizada por episódios de dor que surgem no repouso) e choque cardiogênico (incapacidade do coração de bombear sangue suficiente aos órgãos nobres do corpo) também deve evitar o seu condumo.

Além disso, o remédio é contraindicado em casos de acidose metabólica, bloqueio cardíaco de segundo ou terceiro grau, depois de um jejum prolongado e para pessoas com histórico de asma brônquica ou broncoespasmo.

Propranolol também não pode ser utilizado em casos de feocromocitomas não tratados, com um antagonista do receptor alfa-adrenérgico e não é indicado para mulheres que estejam grávidas ou em processo de amamentação de seus bebês.

Caso esteja tomando qualquer outro tipo de medicamento, informe o seu médico a respeito disso ao receber a prescrição de Propranolol para que o doutor possa verificar se existem riscos de interações entre os dois remédios.

Você conhece alguém que tenha utilizado e afirme que o Propanolol engorda? Tem receio de usá-lo por conta deste e outros efeitos colaterais? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (79 votos, média: 3,97 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário