15 sintomas de inflamação no ovário, principais causas e tratamento

Especialista da área:
atualizado em 14/03/2022

A inflamação no ovário, também conhecida como ovarite ou ooforite, pode ser causada por vírus ou bactérias que se multiplicam em um ou ambos os ovários. O problema também pode ocorrer devido a uma disfunção do sistema imunológico, que passa a atacar as próprias células do órgão, promovendo inflamação e os sintomas associados.  

A ocorrência de inflamação no ovário de forma isolada é rara, pois trata-se de uma região de difícil acesso aos microrganismos, devido à resistente proteção de sua estrutura. Então, normalmente, ela está associada a outros quadros inflamatórios que acometem o sistema reprodutor feminino. 

  Continua Depois da Publicidade  

A inflamação no ovário compromete a função desse órgão, que está associada à ovulação e produção de hormônios femininos importantes e, por isso, pode levar à infertilidade, se for muito recorrente e não for tratada adequadamente. 

Em alguns casos, a inflamação no ovário pode causar danos às tubas uterinas, que são responsáveis por transportar os óvulos que rompem a superfície do ovário até o útero, e é nesse local onde pode haver o encontro dos óvulos com os espermatozóides. Por isso, danos a essa estrutura resultantes da inflamação podem prejudicar a fecundação.

Veja mais detalhes sobre o que é inflamação no ovário, os principais sintomas, as causas e como é feito o tratamento.  

Sintomas da inflamação no ovário

Ovário inflamado
As dores e náuseas são alguns dos principais sintomas da inflamação no ovário

Há casos em que a inflamação no ovário provoca sintomas leves e sutis, o que atrasa e dificulta o diagnóstico. Até que uma intensa e repentina dor na região pélvica surja e leve a mulher a procurar um especialista, que logo suspeita de um quadro inflamatório.   

Normalmente, os sintomas aparecem logo após o período menstrual, com uma leve dor na parte inferior da barriga, que vai piorando progressivamente, acompanhada de distensão e endurecimento abdominal, além de outros sintomas, como: 

  Continua Depois da Publicidade  

  1. Náuseas/enjoo
  2. Vômito
  3. Dor na região pélvica
  4. Dor ao urinar
  5. Dor durante a relação sexual
  6. Sensação de queimação/ardência ao urinar
  7. Dificuldade para urinar
  8. Dor de cabeça
  9. Sangramento vaginal mais intenso do que o normal
  10. Sangramento vaginal entre as menstruações
  11. Corrimento vaginal
  12. Dificuldade para engravidar (infertilidade)
  13. Febre constante, acima de 38ºC
  14. Mal-estar generalizado
  15. Cólica muito forte

Os sintomas não se manifestam todos de uma vez, eles aparecem de maneira gradual e tendem a se agravar ao longo do tempo. 

Causas da inflamação no ovário

As causas da inflamação no ovário podem ser divididas em três categorias principais: autoimune, aguda e crônica. Além disso, a inflamação no ovário pode ser causada por doenças inflamatórias não específicas ao ovário, mas que também acabam atingindo esse órgão. 

Doença inflamatória pélvica (DIP)

A inflamação no ovário pode ser resultado da infecção por bactérias causadoras de doenças sexualmente transmissíveis (DST), como gonorreia e clamídia. Nesse caso, não são apenas os ovários os órgãos afetados, o útero e as tubas uterinas também ficam inflamados. Essa infecção ocorre através do ato sexual desprotegido com uma pessoa contaminada. 

A doença inflamatória pélvica, como é chamada essa inflamação geral dos órgãos sexuais internos, também pode ser causada por procedimentos médicos locais, como inserção de dispositivo intrauterino (DIU), biópsia na parte interna do útero e curetagem. 

Inflamação autoimune

Doenças autoimunes são causadas por um mal funcionamento do sistema imunológico da pessoa que, ao invés de produzir células e anticorpos apenas para combater patógenos externos, passa a produzi-los contra células do próprio organismo. 

O que acontece é que o sistema imunológico passa a considerar as células do corpo como estranhas e invasoras. No caso da inflamação no ovário, o sistema imune identifica as células do ovário como invasoras e passa a atacá-las. 

  Continua Depois da Publicidade  

A inflamação no ovário  pode ocorrer como consequência de uma doença autoimune preexistente, como o lúpus

Essa causa é a mais rara de acontecer e também é a forma mais grave da doença, podendo levar à infertilidade e até à necessidade de remoção cirúrgica do ovário. Mas, antes, o especialista tenta diminuir esse ataque às células do ovário com o tratamento da doença autoimune que o provocou, juntamente com a terapia de reposição hormonal. 

Inflamação aguda

A inflamação aguda é caracterizada pela ocorrência de apenas um episódio da doença, que é geralmente causado por bactérias, como a estreptococos, estafilococos e bacilos do grupo coli. Essas bactérias podem atingir apenas um ou ambos os ovários.

Normalmente, essas bactérias afetam o trato intestinal, mas podem migrar para o sistema reprodutor, em decorrência de algum fator imunológico, e provocar a inflamação no ovário. 

Outra possível causa da inflamação aguda no ovário é como complicação de uma infecção pelo vírus da caxumba, uma doença infecciosa e altamente contagiosa. 

Inflamação crônica  

A inflamação crônica acontece de maneira recorrente e, geralmente, está associada a um quadro de endometriose

  Continua Depois da Publicidade  

Na endometriose, o tecido que reveste o útero internamente cresce fora dele, podendo atingir o ovários e outros órgãos do sistema reprodutor. O crescimento de glândulas e tecidos no ovário aumentam o risco de inflamação crônica. 

A endometriose também provoca o refluxo sanguíneo para as tubas uterinas, causando inflamação nessas estruturas e no ovário. 

Diagnóstico da inflamação no ovário

Alguns exames laboratoriais e de imagem são necessários para o diagnóstico

O diagnóstico da inflamação no ovário é realizado através de exames laboratoriais e de imagem. A realização desses exames é muito importante para descartar outros problemas com sintomas parecidos, como apendicite, gravidez ectópica e cistos no ovário

Os exames laboratoriais mais comuns são o hemograma e a hemossedimentação, que são exames de sangue desenvolvidos para detectar inflamações ou infecções no organismo. 

Os exames de imagens normalmente solicitados são o raio-X e o ultrassom. Esses exames proporcionam ao especialista uma visão ampla do problema, o que ajuda a nortear melhor o tratamento. 

Tratamento da inflamação no ovário

Se após a realização dos exames o diagnóstico for conclusivo, inicia-se a etapa do tratamento. O ginecologista prescreve medicações específicas para combater diretamente a causa da inflamação nos ovários. 

Geralmente, os medicamentos escolhidos são uma combinação de antibióticos e anti-inflamatórios, na forma de comprimidos, gotas ou supositórios vaginais. O período de tratamento dura em torno de 8 a 14 dias. 

A escolha do antibiótico e do anti-inflamatório é feita de acordo com a espécie da bactéria causadora do problema, informação obtida através de um esfregaço vaginal e posterior análise em laboratório. 

Em alguns casos, o tratamento é feito no hospital, quando há a necessidade de administração do medicamento por via intravenosa (na veia) ou por injeções. 

Em casos graves, quando os tratamentos prescritos não produzem o efeito esperado, pode ser necessária a ooforectomia, que é a cirurgia de retirada dos ovários. Quando a inflamação no ovário é diagnosticada e tratada de forma precoce, a fertilidade da mulher é mantida ou restaurada. 

Porém, quando o problema não é detectado na fase inicial e causa danos nas tubas uterinas e nos ovários, a mulher pode ficar infertil. Nesse caso, se a mulher quiser uma gestação futura, poderá recorrer à fertilização in vitro, com a transferência dos embriões diretamente para o útero. 

Por isso, é muito importante procurar ginecologista ao perceber os primeiros sintomas, para que os tratamentos sejam eficazes e para que não haja complicações mais graves.

Fontes e referências adicionais

Quais dessas causas de inflamação no ovário você já tinha ouvido falar? Você já suspeitou de inflamação no ovário por causa de algum desses sintomas? Se sim, quais sintomas? Comente abaixo!  

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

Deixe um comentário