Yam Mexicano: Para Que Serve, Benefícios e Efeitos Colaterais

Especialista:
atualizado em 16/03/2015

O yam mexicano, também conhecido como inhame mexicano ou inhame selvagem, é uma planta usada por laboratórios para criar esteroides, como estrogênio e DHEA. Há mais de 600 espécies de yam mexicano, algumas criadas especialmente como uma fonte de diosgenina, o componente precursor dos esteroides, mas essas espécies são amargas demais para se comer. Apenas cerca de 12 das 600 espécies são comestíveis.

Apesar de o yam mexicano realmente poder ser usado para criar hormônios como estrogênio, DHEA e progesterona, essa transformação não pode ocorrer naturalmente no corpo humano, apenas em laboratório. Portanto, comer o yam mexicano ou um suplemento dessa planta não serve como um substituto para tratamentos com esses hormônios.

O yam mexicano também é usado como afrodisíaco, para tratar cólicas menstruais e menopausa. Ele ainda possui propriedades antioxidantes, antirreumáticas, antiespasmódicas, estrogênicas e funciona como um tônico uterino.

Benefícios do Yam Mexicano

  • Tratamento de problemas reprodutivos femininos

Um dos principais usos do yam mexicano é no tratamento de problemas reprodutivos femininos, como cólicas menstruais, desequilíbrios hormonais e menstruação irregular. O inhame mexicano é frequentemente adicionado a cremes para reduzir sintomas de menopausa como ondas de calor, secura vaginal e perda da libido. Embora seu uso para ajudar na menopausa seja um pouco controverso, muitas pessoas alegam que ele realmente funciona.

  • Antioxidantes

O yam mexicano contém uma grande concentração de antioxidantes. Os antioxidantes são importantes para combater os radicais livres e evitar várias doenças, como câncer e problemas do coração. Além disso, os antioxidantes também ajudam na desintoxicação do corpo.

  • Ajuda na digestão

O yam mexicano em pó é usado para tratar vários problemas digestivos, incluindo a síndrome do intestino irritável, cólicas e flatulência. Ele possui essa ação por conter alcaloides que ajudam a relaxar os músculos do estômago. Embora algumas pessoas recomendem o yam mexicano em pó para aliviar o enjoo matinal em mulheres grávidas, os médicos discordam, dizendo que o produto não é recomendado para mulheres grávidas ou lactantes por falta de informações sobre a segurança do produto nesses casos.

  • Promove o colesterol saudável

Muitos pesquisadores acreditam que o yam mexicano pode ajudar a baixar o colesterol, já que em estudos animais a diosgenina bloqueou a absorção de colesterol. Ainda é necessário que se façam estudos com humanos para que esse efeito seja comprovado.

  • Redução da queda de cabelos

O inhame mexicano pode auxiliar no combate à queda de cabelos, desde que a queda não seja causada por alguma outra condição, como tratamento do câncer.

  • Ação anti-inflamatória

O yam mexicano possui propriedades anti-inflamatórias, e é usado para ajudar a reduzir a dor em condições como artrite reumatoide, entre outras.

  • Regula os níveis de açúcar no sangue

Um alcaloide presente no yam mexicano mostrou eficácia na redução dos níveis de açúcar no sangue em um estudo com animais. Testes com humanos ainda precisam ser feitos.

  • Regula a função metabólica

Algumas substâncias presentes no yam mexicano podem ajudar a regular o metabolismo do corpo. Isso é essencial para que o corpo funcione bem, com mais energia e vitalidade.

Efeitos Colaterais do Yam Mexicano

O inhame selvagem é seguro quando ingerido pela boca ou aplicado na pele, embora grandes quantidades possam causar vômito. Em casos raros, o yam mexicano pode causar alergias ou intolerância, que podem causar problemas gastrointestinais como náusea e diarreia. Também é possível a ocorrência de sintomas alérgicos mais graves, como dor no peito, dificuldade para respirar ou inchaço no rosto.

Embora não se transforme em estrogênio no corpo, o yam mexicano pode ter efeitos parecidos com o do estrogênio, e por isso pessoas com condições sensíveis a esse hormônio, como endometriose, câncer de mama, câncer de colo de útero, câncer de ovário e mioma uterino, devem evitá-lo.

Pessoas com deficiência de proteína S também podem ter um risco maior de formação de coágulos no sangue se fizerem uso do inhame mexicano; portanto, pessoas que sofrem da deficiência dessa proteína não devem tomá-lo.

Mulheres também não devem usar o yam mexicano se fizerem uso de anticoncepcionais ou terapia de reposição hormonal, já que ele pode diminuir a eficácia dos tratamentos. Como dito anteriormente, mulheres grávidas e lactantes também não devem usar o produto, já que não se sabe se é seguro ou não.

Como usar o Yam Mexicano

O yam mexicano pode ser comido normalmente, como outras espécies de inhame, pode ser consumido em forma de pó, ou ainda ser usado em cremes de progesterona para ajudar com sintomas da menopausa. Vale lembrar que no caso do último, o creme deve provir de um laboratório que transformou a diosgenina em progesterona, já que a raiz em forma natural não possui e não pode se transformar no hormônio naturalmente.

As doses apropriadas dependem de vários fatores, como idade, saúde, que outros problemas o paciente tem, entre outros. Não há evidências científicas que indiquem a dose adequada de yam mexicano, mas tenha em mente que produtos naturais nem sempre são seguros e que a dose é importante.

Sempre consulte seu médico antes de começar a usar o yam mexicano para se certificar de que não há nenhum risco oculto.

Você já experimentou o yam mexicano alguma vez? De que forma? Ele é parecido com o inhame com que estamos acostumados? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (119 votos, média: 3,83 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário