Café verde

Ácido Clorogênico Emagrece? Benefícios e Alimentos

Ácido Clorogênico é um fitoquímico encontrado em muitas plantas, mas ele é realmente mais concentrado no café, especialmente nos grãos de café verde. Antes de serem torrados, os grãos de café podem conter até 7% de Ácido Clorogênico, enquanto os grãos depois de torrados perdem parte deste valor. Já o extrato dos grãos de café verde, usados em suplementos, chegam a conter 50% de Ácido Clorogênico.

Ele tem sido apontado como capaz de reduzir os níveis de açúcar no sangue e, potencialmente, ter um efeito antidiabético. Também tem sido indicado para perda de peso e prevenção de doenças do fígado.

O Ácido Clorogênico pode ser descrito como uma substância de ação colagoga, ou seja, é um agente que ajuda a regular o fluxo da bílis a partir do fígado, impedindo quaisquer efeitos secundários que poderiam ocorrer caso ela se acumulasse e começasse a estagnar, retendo gordura e toxinas.

O início da polêmica: Ácido Clorogênico Emagrece?

Os suplementos de Ácido Clorogênico podem ser comprados em forma de cápsula, adicionados a gomas de mascar ou balas, ou utilizados como ingrediente em bebidas. E o seu apelo principal é o uso como emagrecedor.

Alguns estudos têm mostrado que o Ácido clorogênico emagrece pois pode inibir o acúmulo de gordura causando a perda de peso em animais e seres humanos. Ele também ajudaria a reduzir as concentrações de glicose após a ingestão, e reduziria a absorção desta pelo intestino delgado. Especula-se que o suplemento de grãos de café verde poderia alterar o nível de hormônios envolvidos na distribuição da gordura e no uso de energia pelo organismo.

O primeiro de uma série de estudos sobre a eficácia deste produto para perda de peso foi publicado em 2011 pela Gastroenterology Research and Practice. Um grupo de pesquisadores, no entanto, logo em seguida concluiu que enquanto que os resultados dos estudos mostraram promessa de benefícios, a metodologia utilizada não foi adequada e um autor teria recebido financiamento de uma empresa fabricante de extrato de café verde.

Houve avanço nos estudos para provar que o Ácido Clorogênico emagrece

Em 2012 um pequeno estudo criou grandes comentários. Neste, 16 participantes com excesso de peso tomaram diariamente uma dose elevada de 1.050 mg de Ácido Clorogênico através de extrato de café verde, ou uma dose baixa de 700 mg, ou placebo. A perda de peso média registrada foi de oito quilos em 12 semanas.

Os autores do estudo afirmaram não saber explicar o mecanismo que causou a perda de peso, mas eles disseram acreditar que o extrato influenciava no metabolismo dos carboidratos e gordura fazendo com que menos calorias fossem absorvidas.

O problema foi que mesmo depois desta pesquisa, comentários de consumidores vinham à tona dizendo que o suplemento não fazia jus à sua reputação. Em um site de venda do produto, a maioria das pessoas que compraram o suplemento relatou que estavam desapontadas com a falta de resultados. Embora muitos dissessem que tinham mais energia, eles acreditavam que isto se devia ao efeito da cafeína.

Deve ser dito que tal evidência não chega a ser prova de eficácia ou ineficácia do extrato de café verde como emagrecedor.

Então, extrato de café verde emagrece?

Até o momento não há apenas uma resposta clara para esta pergunta. As evidências são muito variadas e os estudos que têm sido feitos não têm sido conclusivos. Ainda é necessário muito mais pesquisa.

Embora haja uma revisão de estudos que mostra que o extrato de café verde pode ajudar na perda de peso, os efeitos documentados sobre o emagrecimento ainda são pequenos e não há estudos de longo prazo. Portanto, parece que não há evidências suficientes para afirmar que o suplemento de Ácido Clorogênico emagrece.

Alimentos que contêm Ácido Clorogênico

A quantidade de Ácido Clorogênico na maioria das plantas é bem pequena. No entanto, alguns tipos de plantas acumulam este ácido em quantidades suficientes para causar algum efeito fisiológico em indivíduos que os consomem.

Alimentos com maior concentração de Ácido Clorogênico:

  • Café;
  • Sementes de girassol;
  • Chás;
  • Mirtilo.

Alimentos com teor menor, mas ainda significativo de Ácido Clorogênico:

  • Salsinha;
  • Batata;
  • Tomate;
  • Maçã;
  • Pera;
  • Tabaco;
  • Berinjela.

Extratos que contêm Ácido Clorogênico

De acordo com o aumento das evidências em relação aos benefícios deste suplemento para a saúde, inclusive a afirmação de alguns pesquisadores de que o Ácido Clorogênico emagrece, houve também um aumento dos estudos acerca dos extratos de plantas que contêm esta substância, assim como da sua comercialização.

Os extratos de grãos de café verde normalmente possuem 50% de Ácido Clorogênico em sua fórmula e são amplamente produzidos e vendidos como suplementos.

Ele também é um componente importante em certas ervas medicinais. Na medicina chinesa, extratos de certas cascas de plantas, folhas, frutas e flores como o crisântemo e as folhas de Artemísia levam cerca de 20% de Ácido Clorogênico, ou seja, uma dose de cerca de um grama de ácido por cada cinco gramas de extrato, uma quantidade bastante grande.

Na fitoterapia ocidental, as folhas de alcachofra são conhecidas por seu conteúdo de Ácido Clorogênico, cerca de 20% deste composto. Outras ervas medicinais conhecidas pelo teor deste ácido seriam a raiz de bardana, de dente de leão e de echinacea.

Ao usar qualquer extrato destas ervas (ocidentais ou chineses), outros compostos presentes também podem contribuir com benefícios terapêuticos para o emagrecimento, alívio de gases e inchaço abdominal, entre muitos outros.

Benefícios do Ácido Clorogênico para a saúde

1. Evita a formação de cálculos biliares

Estima-se que os bebedores de café podem consumir cerca de um grama de Ácido Clorogênico diariamente. Esta quantidade, quando consumida regularmente, parece ser suficiente para produzir efeitos terapêuticos óbvios para a vesícula biliar. Nas mulheres o risco de desenvolver cálculos biliares é cerca de duas vezes maior que nos homens.

Em um grande estudo conduzido pela Universidade de Harvard, mais de 80.000 mulheres foram rastreadas e verificou-se que a ingestão regular de café reduziu significantemente a formação de cálculos biliares.

Os pesquisadores também registraram que a incidência de cirurgia da vesícula biliar devido a pedras foi bem menor naquelas que consumiam mais café: duas xícaras por dia reduziu a incidência da cirurgia em 9% das mulheres; 3 xícaras reduziu a incidência em 22%, e 4 ou mais xícaras reduziu a incidência em 28% do grupo estudado.

2. Minimiza as chances de desenvolver doenças do fígado

Estudos associam o consumo de café a um menor risco de uma variedade de doenças do fígado, incluindo a cirrose e o câncer. Este efeito pode vir de uma combinação da ação colagoga (que causa a contração da vesícula biliar, estimulando a evacuação da bílis para o intestino, levando toxinas e gorduras) e do seu efeito antioxidante.

O extrato de grãos de café verde já foi apontado por conter até 50 % de Ácido Clorogênico, o que, inclusive, contribuiu para o aumento da sua popularidade recentemente. Verificou-se que o extrato pode inibir um tipo de fosfato que aumenta a formação de glicose no fígado. Ao longo prazo, isso pode ajudar a diminuir o risco de diabetes.

3. Ajuda a perder peso

Verificou-se através de pesquisas que o Ácido Clorogênico emagrece por ajudar a desacelerar a absorção de gordura ingerida regularmente através dos alimentos pelo nosso organismo. Ele também aumenta o metabolismo, o que ajuda no processo de perda de peso.

Pesquisadores alertam, no entanto, que a ingestão regular de café pode aumentar o metabolismo por causa da cafeína, mas é o extrato de café verde que tem a maior concentração de Ácido Clorogênico e todos os benefícios adicionais como a redução da absorção de carboidratos pelo trato digestivo.

Os suplementos de Ácido Clorogênico

Se você deseja aumentar a ingestão de Ácido Clorogênico regularmente em sua dieta, a melhor maneira de fazê-lo é através de um suplemento. Isso porque os grãos de café sem torrar são muito amargos e os demais alimentos não possuem concentrações significativas desta substância.

Certifique-se de adquirir um suplemento que contenha Ácido Clorogênico listado na embalagem como Svetol ou GCA, sigla em inglês que significa café verde antioxidante.

O suplemento deve conter pelo menos 45% do Ácido e ser isento de ingredientes artificiais.

Efeitos colaterais, dosagem e como usar suplementos de Ácido Clorogênico

Embora as evidências disponíveis sobre o uso e os efeitos do Ácido Clorogênico ainda sejam limitadas, o extrato de grãos de café verde parece ser bastante seguro para ser ingerido. Alguns participantes de estudos relataram dor de cabeça e infecção do trato urinário durante o uso do suplemento. Não foi provado, no entanto, que os efeitos colaterais tenham sido causados ​​pelo suplemento ou tenha sido uma coincidência.

O café verde contém cafeína, o que pode causar efeitos secundários quando consumido em grandes quantidades. Isto inclui ansiedade, nervosismo, taquicardia, etc. Da mesma forma, não é aconselhado ingerir o suplemento junto com outros que contenham cafeína para evitar interações perigosas. Altas doses de cafeína podem provocar a perda de cálcio e magnésio.

O Ácido Clorogênico pode também ter um efeito laxante e causar diarreia em algumas pessoas. O café verde ainda não foi testado em mulheres grávidas ou lactantes e não deve ser consumidos por crianças.

Não há uma dosagem ideal determinada para o uso de extrato de grãos de café verde. As dosagens utilizadas em estudos variam entre 120 e 300 mg de Ácido Clorogênico por dia. Já especialistas e fabricantes chegam a recomendar a dose de 240 a 3000 mg diariamente, 30 minutos antes de cada refeição.

Você conhece alguém que tenha utilizado algum suplemento e afirme que o ácido clorogênico emagrece? Tem curiosidade de experimentar essa substância? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (13 votos, média: 4,08 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*