Publicidade

 

Zyxem

Zyxem Engorda? Para Que Serve, Como Tomar e Efeitos Colaterais

Zyxem é um medicamento de uso oral, adulto e pediátrico a partir dos seis anos de idade, que atua como um agente antialérgico e cuja comercialização deve ser feita somente com a apresentação da prescrição médica. As informações são da bula do remédio na versão comprimidos disponibilizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Publicidade

Para que serve Zyxem? 

De acordo com a bula disponibilizada pela Anvisa, o medicamento é indicado para o tratamento dos sintomas associados às chamadas enfermidades alérgicas, ou alergias. Segundo o documento, esse grupo de condições inclui:

  • Rinite alérgica sazonal – alergias provocadas pelo pólen de algumas plantas, que ocorrem em determinadas épocas do ano;
  • Rinite alérgica perene – alergias causadas pelo ácaro, que podem acontecer ao longo do ano;
  • Urticária crônica idiopática – inflamação da camada superior da pele.

É verdade que Zyxem engorda?

Para quem se preocupa em manter a boa forma, vale a pena saber se algum medicamento que usa pode provocar a elevação do peso ou não, não é mesmo? Mas como saber se o Zyxem engorda?

Como forma de descobrir isso, o que fizemos foi consultar a bula do remédio, trazida pela Anvisa. E de acordo com a lista de reações adversas apresentadas pelo documento, encontramos alguns indícios de que Zyxem engorda em alguns casos.

Isso porque na lista de efeitos colaterais, com frequência desconhecida, ou seja, cuja frequência não pode ser estimada pelo fabricante a partir dos dados disponíveis, está o aumento do apetite, algo que pode estar diretamente relacionado com o aumento de peso.

Falando nele, o próprio aumento de peso é mencionado na lista de reações adversas de Zyxem, figurando no grupo de efeitos colaterais em investigação, ou seja, sob suspeita de que podem ser provocados pelo remédio.

A lista de reações adversas com frequência desconhecida também traz o edema, que é descrito como um inchaço causado pelo acúmulo de líquidos no corpo. Em outras palavras, também existe a possibilidade de que o medicamento deixe o paciente inchado.

Publicidade

Isso não significa, no entanto, que necessariamente o uso de Zyxem engorda para todos os pacientes, mas que essa é uma possibilidade. Caso isso aconteça com você, busque auxílio do médico para saber como proceder.

Efeitos colaterais de Zyxem

Conforme a bula disponibilizada pela Anvisa, o medicamento pode provocar os seguintes efeitos colaterais:

  • Retenção urinária;
  • Agravamento da convulsão;
  • Sonolência;
  • Cansaço;
  • Astenia – ausência ou perda de força muscular;
  • Secura na boca;
  • Dor de cabeça;
  • Dor abdominal;
  • Palpitação cardíaca;
  • Taquicardia;
  • Alterações visuais;
  • Visão embaçada;
  • Hepatite;
  • Hipersensibilidade (alergia);
  • Dispneia – sensação subjetiva de falta de ar;
  • Náusea;
  • Prurido – sensação de coceira;
  • Rash – vermelhidão provocada por alergias;
  • Urticária – reação alérgica caracterizada pela elevação da pele acompanhada de vermelhidão;
  • Erupções na pele;
  • Alterações de comportamento como agitação, depressão, agressão, alucinação, insônia, ideias suicidas, pesadelos;
  • Convulsões;
  • Parestesia – sensação de formigamento ou de ardência na pele não provocadas por estímulos exteriores ao corpo;
  • Tontura;
  • Desmaio;
  • Tremor;
  • Alteração do paladar;
  • Mialgia – dor nos músculos;
  • Artralgia – dor nas articulações;
  • Vertigem;
  • Dificuldade para urinar;
  • Anormalidade do teste da função hepática.

Ao experimentar algum desses efeitos colaterais, busque imediatamente a ajuda do seu médico para saber o que deve fazer a partir de então.

Contraindicações e cuidados com Zyxem 

Quem tem alergia à levocetirizina, cetirizina, hidroxizina, algum derivado piperazínico ou a qualquer componente da fórmula do medicamento, não deve utilizá-lo. Pessoas com insuficiência renal terminal com clearence de creatinina, que é o volume filtrado pelos rins a cada minuto, inferior a 10 mL/min também não podem usar o remédio.

Zyxem é contraindicado ainda para os pacientes que se submetem à diálise, que é descrita como um procedimento para a filtração do sangue. O medicamento em comprimidos também não pode ser usado por crianças abaixo dos seis anos de idade.

Publicidade

Ele ainda está contraindicado para os indivíduos com intolerância à galactose, deficiência de Lapp lactase ou má absorção de glicose-galactose. Mulheres que estejam amamentando também não devem fazer uso do medicamento, a não ser que o médico avalie que o benefício para a mãe é maior do que o risco para o bebê.

Já os pacientes com comprometimento renal associado ao comprometimento da função hepática devem informar ao médico a respeito do problema para que ele faça o ajuste adequado da dose.

O tratamento das pessoas com predisposição à retenção urinária também exige precauções por parte do médico, assim como o dos pacientes com epilepsia e que sofrem com riscos de ter convulsões. Pacientes idosos também exigem precauções em seu tratamento e os idosos com insuficiência renal devem ter a sua dosagem ajustada conforme a necessidade.

A prescrição do remédio para as mulheres grávidas também exige cuidados e acompanhamento. Além disso, o uso de bebidas alcoólicas concomitante à ingestão do remédio também exige cautela, portanto, o paciente deve conversar com seu médico a respeito dos cuidados que precisa tomar neste sentido.

Isso porque nos pacientes sensíveis a mistura do álcool com esse tipo de medicamento pode provocar uma diminuição adicional do estado de alerta e do rendimento, diminuindo a atenção.

A recomendação para os pacientes que precisem conduzir máquinas ou fazer outras atividades potencialmente perigosas como dirigir veículos é que jamais ultrapassem a dosagem indicada pelo médico e avaliem como seu corpo reage ao medicamento, visto que ele pode dar sono, cansaço e perda de força muscular.

Quem estiver usando qualquer outro tipo de remédio deve informar ao médico para que o profissional determine se existem riscos de interação ou não.

As informações são da bula do medicamento em sua versão comprimidos, que foi disponibilizada pela Anvisa.

Como tomar Zyxem? 

Zyxem comprimidos deve ser administrado via oral e pode ser ingerido antes ou depois das refeições, devendo ser tomado com o auxílio de líquidos. O comprimido não pode ser partido, aberto ou mastigado.

Quem deve determinar a duração, a dosagem diária e os horários de ingestão do medicamento é o médico e o tratamento não deve ser interrompido sem que haja o conhecimento do profissional.

O limite diário recomendado de administração é de 5 mg, porém, o valor exato deve ser determinado pelo médico.

Pacientes idosos com insuficiência renal de leve a moderada exigem o ajuste da dosagem do remédio, assim como os pacientes que tenham insuficiência hepática e renal ao mesmo tempo. Pessoas de qualquer idade com a função renal comprometida precisam de doses menores e intervalos maiores de dosagem em seu tratamento. Tudo isso também deve ser definido pelo médico.

As informações são da bula do medicamento, em sua versão comprimidos, que foi disponibilizada pela Anvisa.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

Você conhece alguém que tenha tomado e afirme que o Zyxem engorda? Já foi receitado este medicamento e tem receio por conta de possíveis efeitos colaterais? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...


RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

×