10 Dicas para a sua Pele Sofrer Menos Com a Acne Pós-Treino

Especialista:
atualizado em 06/04/2020

A acne é um problema de pele conhecido por muitas pessoas – e não estamos falando apenas dos adolescentes. A condição é desenvolvida quando os folículos capilares são obstruídos com óleo e células mortas da pele. O resultado costuma ser o aparecimento de espinhas e cravos, geralmente no rosto, no peito, nas costas e nos ombros.

Embora os exercícios físicos tragam uma série de benefícios tanto para a saúde quanto para a boa forma, eles também podem desencadear a acne. Segundo a Academia Americana de Dermatologia, assim como o acúmulo de óleo, sujeira e bactéria na pele, o suor excessivo provocado por um treinamento pode desencadear a acne.

Acredita-se que todo aquele suor que aparece depois de uma boa sessão de treino pode criar as condições perfeitas para a proliferação dos fungos e bactérias que provocam a acne, causando assim crises de acne mais frequentes.

Entretanto, isso não significa que os exercícios físicos precisem ser deixados de lado em prol da pele, até porque uma vida sedentária não é nada boa para a saúde. É possível adotar algumas estratégias para evitar a acne pós-treino.

Quais são elas? É isso o que você confere na lista a seguir, elaborada com base em informações da Academia Americana de Dermatologia.

1. Tirar a maquiagem antes de começar o treino

Precisou usar maquiagem no trabalho ou no compromisso anterior ao treinamento? Então, mesmo que corra o risco de se atrasar, tire um tempinho para remover toda a maquiagem da pele.

Isso é importante porque durante a prática de exercícios físicos ocorre um aumento do fluxo sanguíneo à pele, o que faz com que os poros se abram. Como a maquiagem pode fazer com que o suor fique preso nesses poros alargados, com o passar do tempo o resultado poderá ser a obstrução dos poros e a acne. Ou seja, a preocupação de que a maquiagem dá espinhas não é infundada.

Para quem não tempo tempo de lavar bem o rosto, o conselho da Academia Americana de Dermatologia é usar um lenço removedor de maquiagem que não seja à base de óleo.

2. Prender bem os cabelos

As pessoas que têm cabelos longos devem prendê-los bem no alto, de modo que os fios fiquem bem afastados do rosto.

Existe o risco de que os óleos naturais dos cabelos e dos produtos para os cabelos sejam transferidos para a pele. Isso sem contar que os cabelos também podem reter umidade na pele, o que pode obstruir os poros e favorecer o crescimento dos fungos, contribuindo assim com o desenvolvimento de crises de acne.

3. Limpar ou lavar qualquer acessório que for entrar em contato com o seu rosto

Isso inclui desde os fones de ouvido usados para escutar músicas ou podcasts enquanto treina até óculos, capacetes, faixas ou qualquer outro acessório usado no exercício, que possa ter algum tipo de contato com o rosto.

Tudo isso porque limpar ou lavar esses acessórios vai remover a oleosidade, a sujeira e as bactérias que poderiam desencadear uma crise de acne caso entrassem em contato com a pele.

Falando nesses acessórios individuais, recomenda-se ainda que eles não sejam compartilhados com outras pessoas sempre que for possível, uma vez que podem estar cheios de oleosidade e bactérias causadoras de acne, que resultarão em um ataque de acne caso cheguem até a pele.

4. Limpar os equipamentos compartilhados na academia

Ao contrário dos acessórios individuais, quando se fala dos exercícios com aparelhos não tem jeito: todo mundo compartilha esses equipamentos com os outros frequentadores da academia. E, infelizmente, nem todo mundo tem o cuidado de limpar um aparelho depois que termina de utilizá-lo.

Por isso, para não dar chance ao azar, o ideal é limpar o aparelho em que for treinar antes de começar a sua sessão. Essa tática ajuda a remover parte das sujeiras, dos óleos e das bactérias problemáticas que poderiam chegar até a pele.

5. Evitar tocar o rosto com as mãos

É importante evitar encostar as mãos no rosto durante um treinamento porque qualquer bactéria, óleo ou sujeira que tenha sido tocada com elas poderá ser transferido para o rosto, favorecendo assim a obstrução dos poros e infecções.

Para limpar o excesso de suor do rosto durante o treinamento, a recomedação é usar uma toalha bem limpa, ou seja, que tenha sido lavada após o último uso. Além disso, o suor deve ser limpado por meio de palmadas delicadas com a toalha porque esfregá-la na pele poderá estimular uma crise de acne.

6. Não usar roupas de ginástica apertadas

As roupas apertadas e suadas de academia prendem a umidade próxima à pele, o que cria as perfeitas condições para o surgimento de ataques de acne.

Existe um fungo conhecida pelo nome de Malassezia que é comumente encontrado na pele e pode prosperar nas condições úmidas e mornas criadas pelas roupas utilizadas no treinamento. Uma vez que esse fungo cresce, ele pode dar origem a uma acne fúngica.

Para evitar esse problema, o ideal é investir em roupas mais soltinhas e, se possível, com tecidos com dispersão de umidade (moisture-wicking) – não é necessário fazer como o homem que foi preso por malhar pelado em uma academia nos Estados Unidos!

7. Tirar as roupas suadas o mais rápido que puder

É pelo mesmo motivo explicado no tópico acima que a professora-assistente de dermatologia do Centro Médico da Universidade Rush, nos Estados Unidos, Elizabeth Damstetter aconselhou a trocar as roupas suadas da academia o mais rápido possível após o treinamento acabar.

Se não for possível tomar banho e trocar as roupas suadas do treino por peças limpas de roupas ali mesmo na academia, vá do treinamento direto para casa e faça isso assim que chegar.

Além disso, é necessário lavar as roupas antes de usá-las novamente na outra sessão porque a sujeira e os óleo que obstruem os poros podem ficar presos nas peças e serem transferidos para a pele, caso você resolva utilizar essas roupas sujas e suadas no próximo treino.

Isso sem contar que o cheiro não estará lá muito agradável, não é mesmo? Veja, falando nisso, as causas do suor com cheiro forte e dicas para prevenir.

8. Tomar banho depois do treino

O banho imediatamente após o treinamento deve ocorrer sempre que possível para remover qualquer suor, oleosidade, sujeira e bactéria que possa ter se acumulado no corpo. Se não der para tomar banho depois de treinar, pelo menos o rosto deve ser bem lavado.

Para quem tem uma pele propensa à acne, é interessante usar produtos que contenham peróxido de benzoíla em sua composição – a substância pode diminuir a quantidade de uma bactéria causadora da acne, conhecida pelo nome de Cutibacterium acnes.

Outra orientação para quem tem uma pele com tendência de sofrer com crises de acne, porém, não pode tomar banho logo após o treino, é usar as esponjas com ácido salicílico, o que previne a obstrução dos poros.

O peróxido de benzoíla pode ser muito agressivo para algumas peles e o mesmo pode ocorrer com o ácido salicílico. Nesses casos, a orientação é usar um produto para limpar a pele sem óleo ou a água micelar para remover a bactéria e os óleos encontrados na pele após o treinamento.

Por questões de segurança, o ideal é que você consulte um dermatologista para saber qual produto para limpar a pele é mais seguro e adequado para o seu tipo de pele em particular antes de escolher qual será usado para limpar o rosto após o treino.

Qualquer que seja o produto recomendado e utilizado, é importante ter em mente que a pele com acne deve ser lavada de maneira bem delicada. Recomenda-se que o produto seja aplicado com as pontinhas dos dedos e enxaguado com água morna. Esfregar, usar água quente ou fazer qualquer outra coisa que irrite a pele pode resultar em uma crise de acne.

9. Passar protetor solar antes de treinar ao ar livre

Uma estratégia para prevenir as crises de acne quando for se exercitar ao ar livre é passar protetor solar sem óleo em sua composição para proteger a pele contra o sol.

Ao lado do já conhecido risco de câncer de pele, o sol pode desencadear esses ataques de acne porque resseca a pele, o que faz com que o corpo produza mais óleo, podendo obstruir os poros e, consequentemente, resultar na acne.

Além de ser livre de óleo, o protetor solar deverá apresentar um fator de proteção solar (FPS) de 30 ou mais, ter um largo espectro de proteção contra os raios ultravioleta A (UVA) e ultravioleta B (UVB) e ser resistente à água.

10. Procure a ajuda de um dermatologista

Se você já sofre com a acne, marque uma consulta com o seu dermatologista para saber o que mais, além das estratégias acima, deve ser feito para evitar que os seus treinamentos piorem o quadro. Caso as táticas listadas e as outras ferramentas indicadas pelo profissional não adiantem, você deverá retornar ao consultório do especialista para saber como tratar o problema com mais eficiência.

O dermatologista é o profissional que pode prescrever tratamentos e medicamentos para lidar com a acne e com a transpiração excessiva, além de poder auxiliar caso as crises de acne tenham provocado descoloração ou cicatrizes na pele.

As informações são da Academia Americana de Dermatologia e da Mayo Clinic, organização da área de serviços médicos e pesquisas médico-hospitalares dos Estados Unidos.

Referências adicionais:

O que você achou dessas dicas para a sua pele sofrer menos com a acne pós-treino? Pretende aderir? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário