13 Benefícios do Cominho Preto – Para Que Serve e Como Usar

Especialista:
atualizado em 26/12/2019

O cominho preto é uma semente que apresenta diversas propriedades medicinais interessantes para manter a saúde em dia. Encontrado na forma de sementes inteiras, moídas ou como um óleo, o cominho preto pode ser facilmente incorporado na dieta proporcionando vários benefícios para a saúde, que incluem a proteção contra o desenvolvimento de doenças crônicas, tratamento de inflamações e melhora na função cognitiva, por exemplo.

Aqui, vamos discutir todos os potenciais benefícios do cominho preto para a saúde, além de ensinar algumas maneiras de como usar essa semente.

Cominho Preto

Conhecida cientificamente pelo nome de Nigella sativa, o cominho preto é uma planta nativa do sudoeste da Ásia que é usada há mais de 2 mil anos para fins medicinais. Antigamente, ela era muito utilizada para tratar dores de cabeça, dores de dente, congestão nasal e vermes intestinais.

O cominho também era procurado para tratar conjuntivite e feridas. Em países da Ásia e do Oriente Médio, o cominho preto é usado há muito tempo para tratar condições como a asma, a bronquite, o reumatismo e outras doenças inflamatórias.

Hoje em dia, o cominho preto é muito usado na culinária devido ao seu sabor levemente amargo e continua sendo explorado para tratar condições como a asma, a diabetes, a hipertensão e vários outros problemas de saúde que serão discutidos nesse artigo.

Para que serve

As propriedades medicinais do cominho preto permitem sua aplicação para os mais diversos fins, tais como: fortalecer o sistema imune, promover o bem-estar, melhorar a saúde digestiva, dar suporte para as funções hepática e renal no organismo, promover a boa saúde do coração e aliviar sintomas de problemas respiratórios.

Existem muitos outros benefícios para a saúde que o uso regular de cominho preto pode proporcionar. Quer saber quais são eles? Continue lendo.

Propriedades

Principalmente devido às suas propriedades antioxidantes e aos seus nutrientes e compostos fitoquímicos, o cominho preto é capaz de prevenir e auxiliar no tratamento de diversas doenças.

Segundo um estudo publicado no periódico científico Asian Pacific Journal of Tropical Biomedicine, as sementes do cominho preto são consideradas uma das melhores alternativas naturais para tratamento medicinal pelos islâmicos.

O cominho preto apresenta propriedades diuréticas, digestivas, analgésicas, bactericidas, anti-hipertensivos, além de estimular o apetite, proteger o sistema digestivo, proteger a saúde do fígado e atuar no tratamento de doenças na pele. Também vale destacar suas propriedades antissépticas, anticonvulsivas, antifúngicas e antivirais e anti-inflamatórias.

Devido a todas essas propriedades, o cominho preto já foi descrito como uma erva milagrosa capaz de curar tudo.

Nutrição

Essa semente preta contém outros compostos bioativos importantes como a α-hederina, compostos alcaloides, flavonoides, antioxidantes e ácidos graxos como o ácido mirístico, o ácido palmítico, o ácido esteárico, o ácido palmitoleico, o ácido oleico, o ácido linoleico, o ácido araquidônico e um alto teor de ômega 3 que é comparável ao óleo de peixe.

O cominho preto também apresenta proteínas, vitaminas importantes como as vitaminas B1, B2 e B3 e o ácido fólico e minerais como o fósforo, o ferro, o cobre e o zinco.

Compostos fitoquímicos

O princípio ativo dessa planta é a timoquinona. Além da timoquinona, o cominho preto também apresenta a timo-hidroquinona e o timol. Um estudo recente publicado na revista científica Egyptian Journal of Biochemistry & Molecular Biology testou esses fitoquímicos no óleo de cominho preto contra 30 patógenos humanos, ou seja, 30 micro-organismos causadores de doenças em seres humanos.

Nesse estudo, a timoquinona foi o melhor composto contra os fungos e leveduras testados, seguidos pela timo-hidroquinona e pelo timol. A presença dessas 3 substâncias no cominho preto faz com que a semente seja imbatível contra fungos.

– Timoquinona

A timoquinona é uma substância que apresenta propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e anticancerígenas que parece ser capaz de ajudar no tratamento de encefalomielite, diabetes, asma e alguns tipos de câncer.

Ela atua eliminando compostos nocivos ao organismo como radicais livres e preservando a atividade de enzimas importantes para a desintoxicação do fígado e do organismo como a glutationa peroxidase e a glutationa-S-transferase.

– Timo-hidroquinona

Esse composto é um dos principais inibidores naturais da enzima acetilcolinesterase. Através da inibição da atividade dessa enzima, a quantidade e o tempo de permanência do neurotransmissor acetilcolina no cérebro aumenta.

Tal neurotransmissor é indispensável para a boa função cerebral e ajuda a prevenir e tratar condições sérias de saúde como o mal de Alzheimer, o glaucoma, a demência, o autismo, a esquizofrenia, o mal de Parkinson, a síndrome de taquicardia postural, a apatia e outras condições neurodegenerativas.

– Timol

O timol também é interessante devido a suas propriedades antifúngicas e medicinais que permitem seu uso no tratamento de tuberculose, na desinfecção de ambientes hospitalares e como um pesticida de degradação rápida e não persistente no meio ambiente. Além disso, o timol também é comumente usado em alimentos, cosméticos e enxaguantes bucais.

Agora que já sabemos o potencial nutritivo do cominho preto e suas propriedades benéficas para a saúde, vamos descobrir quais são os benefícios que o uso dessa semente pode proporcionar à nossa saúde.

Benefícios do Cominho Preto

1. Saúde do cérebro

O cominho preto pode causar um efeito positivo no sistema nervoso. Um estudo publicado em 2013 na revista científica Journal of Ethnopharmacology indica que ingerir cominho preto melhora funções cognitivas como a memória e a concentração.

Outro estudo realizado com animais e publicado no periódico científico Pathologie-Biologie também em 2013 sugere que o condimento é capaz de ajudar os nervos a se curarem após uma lesão através de um processo de regeneração e da proteção que resulta em uma menor morte de células nervosas.

2. Prevenção e tratamento de diabetes

O estresse oxidativo pode resultar na redução da eficiência das células beta pancreáticas que são responsáveis por controlar a produção e liberação da insulina. Dessa forma, especialistas acreditam que esse estresse oxidativo pode interferir no desenvolvimento de diabetes.

O cominho preto atua diminuindo o estresse oxidativo, o que ajuda a preservar a integridade dessas células beta do pâncreas. Segundo artigo publicado no periódico científico Journal of Endocrinology and Metabolism, pesquisadores indianos descobriram que o óleo de cominho preto provoca a regeneração parcial e gradual das células betas pancreáticas, além de regular os níveis de insulina e glicose sanguíneas.

Estudos indicam que o consumo de 2 gramas de cominho preto por dia por um período de 3 meses ajuda a reduzir os níveis de açúcar no sangue e a melhorar o funcionamento das células beta. De fato, o cominho preto pode ser tão eficaz quanto o medicamento metmorfina, usado no tratamento de diabetes.

3. Saúde do coração e redução da pressão arterial

O consumo de cominho preto tem relação com uma redução da frequência cardíaca e da pressão arterial elevada. A timoquinona encontrada no alimento ajuda a regular a disfunção endotelial, que está envolvida com vários distúrbios cardiovasculares.

Pessoas com disfunção endotelial devido ao avanço da idade, por exemplo, podem ser beneficiadas pela timoquinona, que ajuda a recuperar a função endotelial através da inibição do estresse oxidativo e por meio da regulação do sistema da angiotensina, envolvido no controle da pressão arterial.

Um estudo publicado na revista Lipids in Health and Disease em 2013 mostra que o cominho preto ajuda a melhorar os níveis de colesterol do tipo HDL em ratos. Um outro estudo publicado no mesmo ano no periódico Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine mostrou que o cominho preto também pode ser eficaz na redução da pressão alta.

Além disso, segundo estudo publicado na revista Pakistan Journal of Pharmaceutical Sciences em 2013, o cominho preto também ajuda a proteger a saúde do coração, evitando lesões no miocárdio e prevenindo o desenvolvimento de várias condições cardiovasculares.

4. Alívio de problemas respiratórios e alergias

Vários estudos têm indicado que o cominho preto pode ser útil para aliviar problemas respiratórios como a asma, alergias e outros. Em um desses estudos, foi verificado que a timoquinona atua reduzindo marcadores inflamatórios relacionados com a asma no organismo.

Outro estudo atestou tal efeito antiasmático de um extrato de cominho preto ao provar que ele atua como um broncodilatador. Além disso, o cominho preto também age como um relaxante e apresenta efeitos anticolinérgicos e anti-histamínicos que reduzem os espasmos no músculo liso e bloqueiam reações alérgicas no sistema imunológico, respectivamente.

Em alguns casos, a timoquinona presente no cominho preto foi considerada mais eficaz no tratamento da asma do que o medicamento fluticasona. Na maioria dos estudos na área, é indicada a ingestão de 2 a 3 colheres de chá de óleo de cominho preto 2 vezes ao dia.

5. Saúde da pele e do cabelo

O cominho preto também é usado para a beleza. Há muito tempo, seu óleo tem sido usado topicamente para hidratar, suavizar, fortalecer e firmar a pele, além de ajudar no crescimento, na retenção da umidade, na redução da caspa e no aumento do brilho do cabelo.

Ele também é capaz de minimizar manchas no rosto e de tratar condições inflamatórias na pele como eczema e psoríase. No entanto, é importante fazer um pequeno teste antes de aplicar o óleo em toda a extensão do cabelo e na pele devido ao risco de reações alérgicas.

6. Tratamento de infecções

As sementes de cominho preto oferecem ação bactericida. De acordo com um estudo publicado no Journal of Ayub Medical College, ele é capaz de inibir a infecção bacteriana causada pelo Staphylococcus aureus. Essa bactéria é resistente a antibióticos como a meticilina e é muito perigosa, já que os antibióticos existentes não são mais capazes de lutar contra ela. Desta forma, o tratamento com cominho preto, um composto totalmente diferente dos antibióticos encontrados nas farmácias, pode ser mais eficaz e seguro para combater esse tipo de infecção.

Especialistas também concordam que o cominho preto pode ser eficaz no combate a micro-organismos como vírus e fungos e pode aliviar sintomas de doenças como a colite, a peritonite, a artrite e a encefalomielite.

A semente de cominho preto também pode ajudar no alívio de dores de dente e dores de ouvido em adultos e crianças.

7. Melhoria da digestão

As sementes de cominho preto são consideradas substâncias carminativas. Isso indica que elas têm um potencial digestivo que ajuda a reduzir os gases, o inchaço e a dor de estômago, por exemplo.

Além disso, estudos mostram que o cominho preto atua inibindo o crescimento de células de câncer de cólon e que o composto também é eficaz contra parasitas intestinais.

8. Fortalecimento do sistema imunológico

Evidências científicas indicam que o consumo de cominho preto fortalece o sistema imunológico. Um estudo publicado no periódico científico Immunopharmacology and Immunotoxicology em 2010 avaliou o efeito do cominho preto no sistema imunológico dos participantes que foram expostos a um tipo de radiação chamado gama, que é capaz de atravessar as camadas da pele e causar danos no organismo.

Os resultados indicam que as pessoas que tomaram óleo de cominho preto por via oral sofreram menos distúrbios no sistema imunológico devido à exposição à radiação do que os participantes que não usaram o cominho preto. Isso indica que o cominho preto protege o organismo de danos referentes à exposição radiativa.

Além disso, o cominho preto é rico em substâncias como antioxidantes, vitaminas e ácidos que fortalecem o sistema imune do nosso corpo.

9. Prevenção de câncer

Diversos estudos científicos indicam que a presença de timoquinona no cominho preto pode ser benéfica para o tratamento de alguns tipos de câncer como os que afetam o sangue, o pulmão, o rim, o fígado, a próstata, a mama, o cólon e a pele.

Um estudo publicado em 2010 na revista científica Nutrition and Cancer mostra que a timoquinona é capaz de promover efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios e de causar a inibição do crescimento e proliferação das células cancerosas. Suas propriedades antioxidantes ajudam a evitar mutações genéticas e danos celulares, prevenindo o avanço da doença.

Também há indícios de que essa substância pode até induzir a morte celular de células doentes. Segundo estudo de 2013 publicado na revista PLoS One, a timoquinona foi capaz de causar a morte celular de células cerebrais doentes do cérebro sem atingir as células saudáveis.

Existem muitos estudos em andamento sobre o efeito do cominho preto na prevenção e tratamento dessa doença tão temida que é o câncer e os resultados têm sido promissores.

10. Saúde do fígado

De acordo com estudo publicado em 2013 no periódico World Journal of Gastroenterology, o uso de óleo extraído do cominho preto ajuda a combater infecção causada pela hepatite C. Pacientes com a doença foram tratados com cominho preto e apresentaram uma redução na quantidade de vírus no organismo e também observaram uma redução dos sintomas da hepatite.

Outro estudo feito com animais e publicado na revista European Review for Medical and Pharmacological Sciences indica que o óleo de cominho preto previne danos em órgãos como o fígado e os rins causados por toxinas encontradas em alguns alimentos ou por outros problemas metabólicos.

11. Emagrecimento

O uso de cominho preto pode causar uma redução do peso e reduzir também medidas do corpo. Isso se justifica pelo seu efeito na redução e controle dos níveis de açúcar, na redução dos níveis de triglicerídeos e na diminuição dos níveis de lipoproteína de baixa densidade, o colesterol ruim do tipo LDL.

Todos esses fatores contribuem para o desenvolvimento da obesidade. Assim, sua redução pode ser benéfica para aqueles que estão tentando perder peso.

Um estudo recente publicado em 2018 também mostrou que o cominho preto ajuda a reduzir o índice massa corporal (IMC) e a medida da circunferência da cintura.

12. Tratamento de epilepsia

Estudos científicos comprovam que o uso de sementes de cominho preto pode promover efeitos anticonvulsivos. Segundo estudo publicado na revista científica Medical Science Monitor, mais de 15% dos casos de epilepsia na infância são resistentes ao tratamento com medicamentos antiepiléticos.

Este estudo avaliou o efeito do uso de extratos de sementes de cominho preto em 23 crianças com idades entre 1 e 13 anos que sofriam de transtorno convulsivo refratário. Os resultados mostraram uma redução significativa na frequência das crises do grupo tratado com o cominho preto.

13. Melhoria da função do esperma nos homens e na dor mamária nas mulheres

O cominho preto pode melhorar a função do esperma e melhorar a fertilidade masculina. Pesquisas mostram que usar o óleo de cominho preto, por exemplo, aumenta o número de espermatozoides, o volume de sêmen e também a velocidade com que eles se movem em homens considerados inférteis. Tais conclusões foram publicadas em 2015 em um estudo de revisão na revista Journal of Herbal Medicine.

Mulheres também podem se beneficiar do cominho preto em casos de dor mamária, condição conhecida também como mastalgia. Estudos indicam que a aplicação de um gel contendo óleo de cominho preto nos seios durante o ciclo menstrual reduz a dor em mulheres que sofrem desse problema nesse período.

Como usar

O cominho preto pode ser usado na forma de pó ou na forma de óleo tanto para ingestão quanto para aplicação tópica na pele.

– Uso tópico

A melhor maneira de usar o cominho preto na pele é como um óleo. Para isso, é interessante diluir o óleo de cominho preto em um outro óleo como o óleo de coco ou de amêndoas para facilitar a aplicação. Basta aplicar algumas gotas no local desejado para tratar problemas como acne e eczema ou para fazer uma massagem, por exemplo.

Para o cabelo, é possível adicionar o óleo de cominho preto nos seus produtos como shampoos, condicionadores e cremes.

– Uso oral

Se usar o cominho preto em pó, obtenha de fontes confiáveis, já que antes de moer a semente, ela deve ser aquecida para melhorar o sabor e proteger o estômago de danos. Se preferir, adquira a semente crua e processe você mesmo. Basta aquecer as sementes em fogo baixo por 5 a 10 minutos. Depois disso, triture para formar um pó, o que torna o consumo mais fácil.

Geralmente, é indicado não ultrapassar o uso diário de 2 colheres de chá por dia de cominho preto. Não existe uma dose padrão de uso do condimento, mas estudos científicos indicam as seguintes dosagens para condições de saúde específicas:

  • Diabetes: use até 1 grama de cominho preto duas vezes ao dia por até 12 meses;
  • Pressão arterial alta: use de 0,5 a 2 gramas de comino preto por dia por até 12 sementes ou 100 a 200 miligramas de óleo de cominho preto 2 vezes ao dia durante 8 semanas;
  • Função espermática: use 2,5 mililitros de óleo de cominho preto 2 vezes ao dia durante 2 meses;
  • Asma: use 2 gramas de cominho preto por dia por até 12 semanas.

Outras dicas de consumo

Também é possível encontrar cápsulas de óleo de cominho preto para uso tópico ou oral. Se possível, adquira óleo de cominho preto que tenha sido prensado a frio, já que esse tipo de processamento preserva melhor as propriedades da semente.

O cominho preto moído também pode ser facilmente incorporado em receitas como um tempero para saladas, assados e molhos, por exemplo. Também é possível tomar um chá de cominho preto. Basta adicionar cerca de 500 mL de água quente em uma porção de 1 colher de sopa de sementes ou pó de cominho preto e deixar a mistura em infusão por 10 minutos antes de coar.

Cuidados e dicas

Algumas pessoas podem sofrer erupções na pele quando o produto é usado por via oral ou diretamente sobre a pele. Quanto ao uso oral, podem ocorrer efeitos adversos como dores de estômago, constipação ou vômito. O produto também pode aumentar o risco de algumas pessoas sofrerem convulsões.

Durante a gravidez e o período de amamentação, o cominho preto deve ser usado com cautela. Em quantidade alta, a semente pode diminuir ou impedir a contração do útero, gerando problemas na gestação. Ainda não se sabe se o uso do cominho preto durante a amamentação faz mal ao bebê e, por esse motivo, é recomendado evitar o uso do alimento até que mais informações sejam coletadas em estudos.

O cominho preto pode retardar a coagulação do sangue e aumentar o risco de sangramento e seu uso não é recomendado em conjunto com anticoagulantes.

Apesar de ser usado para tratar a diabetes, algumas pessoas podem sofrer uma queda drástica nos níveis de açúcar sanguíneo, o que pode ser perigoso para a saúde. Desta forma, os diabéticos que já tomam medicamentos para controlar a condição devem usar o cominho preto com cuidado para evitar episódios de hipoglicemia.

Pessoas com pressão baixa não devem usar o cominho preto, já que ele pode atuar reduzindo ainda mais a pressão arterial sanguínea.

De um modo geral, o cominho preto é seguro desde que usado em quantidades moderadas e respeitadas as contraindicações mencionadas nesse artigo. Com bom senso e moderação, é possível aproveitar todos os benefícios da semente mantendo a saúde em dia.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar do cominho preto e seus benefícios para a saúde? Pretende experimentar e aproveitá-los de alguma forma? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (8 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

1 comentário em “13 Benefícios do Cominho Preto – Para Que Serve e Como Usar”

  1. Esse cominho preto é um milagre, lá fora eles chamam de óleo de Nigella, não achei no Brasil. Comprei em cápsula na IHerb e incrível como a minha saúde melhorou, vou tomar pro resto da vida.