Especialista da Área:

5 Benefícios da Couve-de-Bruxelas – Para Que Serve e Como Fazer

🕐 26/12/2019

Você provavelmente conhece e já deve ter comido algumas vezes a couve ou a couve-flor. Mas você já ouvir falar ou chegou a experimentar a couve-de-bruxelas?

Bem, o alimento é classificado como uma verdura e, apesar do nome, ele se assemelha fisicamente a pequenos repolhos, vegetal com quem divide a mesma família. A couve-de-bruxelas pode ser preparada assada, refogada ou cozida ao vapor, desde que não exageradamente.

Para que serve: 5 benefícios da couve-de-bruxelas

1. Fonte de nutrientes

A nutricionista Megan Ware explicou que a couve-de-bruxelas entra na categoria da família dos vegetais crucíferos, alimentos que fornecem uma variedade rica de nutrientes ao mesmo tempo em que carregam poucas calorias.

Uma xícara da verdura cozida contém 56 calorias, 4 g de proteínas e 11 g de carboidratos, informou a nutricionista. Ela também afirmou que a couve-de-bruxelas serve como fonte de manganês, potássio, vitamina A, vitamina B6, vitamina B9 (folato/ácido fólico), vitamina C e vitamina K.

Entretanto, Megan alertou que a couve-de-bruxelas não deve ser cozida demais para que não ocorra a diminuição dos seus nutrientes.

2. Diminuição do risco de desenvolvimento de câncer

Outro dos benefícios da couve-de-bruxelas pode ser a contribuição com a prevenção do câncer. “Consumir altas quantidades de vegetais crucíferos como a couve-de-bruxelas está associado a um risco mais baixo de câncer”, afirmou a nutricionista Megan Ware.

3. Auxílio à saúde dos ossos

Já vimos aqui que a couve-de-bruxelas possui vitamina K em sua composição. Pois bem, em seu artigo a nutricionista Megan Ware informou que a baixa ingestão do nutriente já foi associada a um maior risco de ter fratura óssea.

Por outro lado, o consumo apropriado de vitamina K beneficia a saúde dos ossos por meio da melhoria da absorção de cálcio e da diminuição da eliminação de cálcio na urina.

“Elas (as couves-de-bruxelas) também são ótima fonte de cálcio. O cálcio é essencial para o fortalecimento e o crescimento dos ossos”, completou Megan.

4. Contribuição com a saúde dos olhos

A vitamina C – outro nutriente fornecido pela couve-de-bruxelas – já mostrou ser capaz de colaborar com a saúde dos olhos, podendo proteger contra o desenvolvimento da catarata.

Isso foi apontado por um estudo realizado por pesquisadores do Reino Unido, que concluiu que “a vitamina C alimentar protegeu contra a progressão da catarata”. A pesquisa em questão estudou a progressão da catarata nuclear e contou com a participação de 324 gêmeas do sexo feminino.

5. Auxílio à saúde da pele

Em seu artigo, a nutricionista Megan Ware também afirmou que a vitamina C é um antioxidante, que se consumido por meio da dieta ou aplicado na pele pode auxiliar a combate os danos à pele, provocados pelo sol e pela poluição.

“A vitamina C também combate os tóxicos radicais livres e ajuda a formar o colágeno para dar suporte à pele. Isso pode diminuir as rugas e melhorar a textura da pele de maneira geral”, completou a nutricionista.

De acordo com Megan, as couves-de-bruxelas também oferecem vitamina A ao nosso organismo, um nutriente descrito como crucial para a aparência de uma pele saudável.

Como fazer couve-de-bruxelas

Agora que já conhecemos alguns dos benefícios da couve-de-bruxelas, vamos aprender algumas receitas com o alimento:

1. Receita de couve-de-bruxelas assada no forno

Ingredientes:

  • 450 g de couve-de-bruxelas;
  • 3 dentes de alho amassados;
  • 1 xícara de chá de manteiga derretida;
  • 1 xícara de chá de pão italiano ralado;
  • Sal a gosto;
  • Pimenta-do-reino a gosto.

Modo de preparo:

Remover as folhas mais escuras da couve-de-bruxelas; Cortar as couves-de-bruxelas ao meio e temperar com o sal a gosto, a pimenta-do-reino a gosto e o alho; Envolver as couve-de-bruxelas na manteiga derretida e misturar o pão italiano ralado; Passar as couve-de-bruxelas para uma assadeira, cobrir com papel manteiga e levar ao forno para assar em 200° C durante aproximadamente 20 minutos.

2. Receita de couve-de-bruxelas refogada

Ingredientes:

  • 300 g de couve-de-bruxelas;
  • Manteiga a gosto;
  • Sal a gosto;
  • Pimenta a gosto.

Modo de preparo:

Lavar as couves-de-bruxelas e remover as folhinhas que estiverem mais judiadas ou estragadas.

Levar a manteiga em uma panela ao fogo para aquecer e adicionar as couves-de-bruxelas quando ela estiver quente; Mexer bem e temperar com o sal e a pimenta a gosto; Mais uma vez mexer, para impedir que as couves-de-bruxelas queimando, deixando que elas apenas sejam ligeiramente douradas. O tempo de cozimento aproximado é de 12 minutos, porém, é necessário ir testando.

Nessa receita é preciso tomar bastante cuidado para não errar o ponto, fazendo com que as couves-de-bruxelas percam a sua textura crocante e fiquem pastosas.

Cuidados com a couve-de-bruxelas

A verdura pode provocar efeitos colaterais indesejáveis para qualquer pessoa que utiliza medicamentos anticoagulantes.

Um homem na Escócia foi hospitalizado depois de comer muitos vegetais crucíferos como a couve-de-bruxelas, que são ricos na vitamina K, nutriente que promove a coagulação do sangue, depois que eles neutralizaram o efeito do seu remédio.

A nutricionista Megan Ware afirmou que pessoas que utilizam remédios diluidores do sangue como coumadin ou varfarina não devem mudar repentinamente a sua ingestão de vitamina K.

Fontes e Referências Adicionais:         

Você já conhecia e tinha ouvido falar dos benefícios da couve-de-bruxelas? Se não, pretende experimentar esse vegetal agora para aproveitá-los? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário