5 Remédios para Dor na Coluna Mais Usados

Especialista:
atualizado em 02/12/2019

A dor na coluna é um problema muito comum e que não é um problema exclusivo das pessoas mais idosas. Esse tipo de dor geralmente é um sintoma de várias condições de saúde e é necessário um diagnóstico para descobrir a fonte do problema.

Além de mostrar as possíveis causas, vamos listar os remédios para dor na coluna mais usados e para que tipo de problema médico eles são indicados.

Dor na coluna

A dor na coluna, chamada também de dor lombar, dor nas costas ou lombalgia, é uma dor que pode afetar pessoas de qualquer idade.

A dor nas costas é uma das principais causas de incapacidade no mundo inteiro. Dificilmente encontraremos uma pessoa que nunca sentiu dor nas costas na vida, seja por causa de problemas de saúde, por estresse ou por postura inadequada no dia a dia.

A dor na coluna pode acontecer de forma aguda, quando surge de repente por causa de um mal jeito ou de uma queda, por exemplo, e de forma crônica, que é aquela que dura mais de 3 meses.

Causas

Para entender melhor as causas da dor na coluna, é importante entender um pouco das estruturas presentes na coluna vertebral. A região das nossas costas contém:

  • Estruturas ósseas (vértebras);
  • Nervos;
  • Ligamentos;
  • Músculos;
  • Veias.

A parte inferior da coluna, conhecida como lombar e que é a região em que é observada grande parte das dores, é composta de:

  • Ossos inferiores, incluindo as vértebras lombares e sacrais;
  • Nervos e a medula espinhal;
  • Músculos;
  • Ligamentos;
  • Discos “amortecedores” entre as vértebras.

Qualquer problema em alguma dessas estruturas ou em órgãos próximos da coluna como os rins, por exemplo, pode causar dor na coluna ou na região.

Assim, as causas mais comuns de dor na coluna incluem:

  • Tensão: a tensão nos músculos e ligamentos pode causar dor nas costas. Essa tensão geralmente ocorre por carregar objetos muito pesados, mover-se de forma abrupta, ter um trabalho braçal muito cansativo ou praticar algum esporte por muitas horas por dia.
  • Problemas estruturais: lesões em qualquer componente da coluna podem resultar em dor. Uma das principais causas de dor na coluna é a lesão nos discos entre as vértebras, que podem se romper ou causar uma hérnia. Além disso, a compressão dos nervos quando isso acontece pode causar a dor no nervo ciático, que pode ser sentida na parte lombar e ao longo de toda a perna. Outros problemas estruturais envolvem a artrite, a osteoporose, problemas renais, discos salientes ou rompidos, curvatura anormal da coluna ou outras fraturas na região.
  • Má postura: adotar posturas inadequadas no dia a dia também podem prejudicar a coluna e causar dor.

Sintomas

Parece bem óbvio que o principal sintoma de dor na coluna é a dor. Mas essa dor pode se manifestar de diversas maneiras, que incluem:

  • Sensação de dor na parte inferior das costas;
  • Incapacidade de ficar em pé sem sentir dor;
  • Dor aguda que pode irradiar das costas até a perna ou o pé;
  • Redução na amplitude do movimento;
  • Dor que piora ao realizar movimentos simples;
  • Dor que melhora com a reclinação;
  • Dor muscular.

Normalmente, esses sintomas são passageiros ou vão e voltam ao longo do tempo. Em alguns casos, a dor pode durar dias seguidos ou até mesmo várias semanas.

O médico deve ser procurado se a dor se tornar crônica ou se algum dos sintomas abaixo for observado, o que pode indicar um problema mais grave de saúde:

  • Dor intensa e constante que piora durante a noite;
  • Febre;
  • Perda de controle do intestino ou da bexiga;
  • Dor após um trauma físico como uma queda, uma pancada ou um acidente;
  • Dormência, formigamento ou fraqueza em uma ou ambas as pernas;
  • Perda de peso sem explicação plausível;
  • Dor associada a uma sensação latejante no abdômen.

Fatores de risco

Realizar certas atividades pode fazer com que você tenha uma maior chance de sentir dor na coluna. Tais fatores são:

  • Ser sedentário;
  • Ter doenças como a artrite ou alguns tipos de câncer;
  • Trabalhar sentado por muito tempo;
  • Ter uma idade avançada;
  • Sofrer de estresse, depressão ou ansiedade;
  • Ser fumante;
  • Estar grávida;
  • Apresentar fatores genéticos;
  • Ser obeso;
  • Realizar atividades de alto impacto sem alongar ou se aquecer antes correndo o risco de sofrer uma lesão.

Como diagnosticar

A dor na coluna pode ser diagnosticada através de um simples exame físico em que o médico vai verificar onde você está sentindo dor e analisar os seus movimentos e os seus reflexos.

Ao suspeitar de alguma doença, o médico pode solicitar exames complementares que podem incluir:

  • Exame de sangue e de urina para analisar a presença ou não de infecções;
  • Raios X para verificar os ossos;
  • Ressonância magnética para verificar visualmente mais estruturas da coluna;
  • Tomografia computadorizada para gerar imagens mais detalhadas;
  • Eletromiografia para medir os impulsos elétricos gerados pelos nervos e avaliar as respostas dos músculos.

Com base no diagnóstico, o médico pode receitar um remédio para dor na coluna ou uma combinação deles para aliviar a dor e tratar as causas subjacentes.

Remédios para dor na coluna mais usados

1. Anti-inflamatórios

O anti-inflamatório é um dos remédios para dor na coluna mais usados. Anti-inflamatórios do tipo não esteroides como o ibuprofeno, a aspirina e o naproxeno, por exemplo são remédios para coluna inflamada que funcionam muito bem aliviando a inflamação e a dor.

Há também anti-inflamatórios vendidos apenas com prescrição médica que incluem o diclofenaco, o meloxicam, a nabumetona e o celecoxib que podem ser mais eficazes para dores mais fortes.

Eles também são úteis para quem sofre de artrite ou outra doença inflamatória que causa as dores na coluna.

Anti-inflamatórios podem causar alguns efeitos colaterais como diarreia, tontura, sonolência, desconfortos gástricos, aumento da pressão arterial sanguínea e erupções cutâneas.

2. Analgésicos

Os analgésicos são os remédios para dor nas costas mais utilizados independentemente da causa da dor. Remédios como acetaminofeno ou o paracetamol são as principais escolhas dos médicos. Além dos remédios de uso oral, também é possível aplicar um analgésico na forma de cremes ou pomadas diretamente no local da dor.

Os analgésicos, quando usados em excesso, podem causar desconfortos gastrointestinais como efeitos adversos.

Em alguns casos, é possível que o médico indique um tratamento combinado incluindo um anti-inflamatório e um analgésico para controlar melhor a dor resultante de uma inflamação. O uso combinado de anti-inflamatórios com analgésicos por longo período de tempo pode causar efeitos colaterais indesejados como dor de estômago, danos nos rins, danos nos fígados e sangramento.

3. Relaxantes musculares

Os relaxantes musculares podem ser usados para aliviar sintomas da dor na coluna e outros sintomas como espasmos musculares ou fadiga muscular. Exemplos incluem o baclofenaco, a tizanidina, o carisoprodol e a ciclobenzaprina.

Apesar de serem medicamentos de venda livre, é importante tomá-los apenas quando necessário e nas doses recomendadas, já que efeitos adversos como sonolência, tontura, náuseas e vômitos podem ser observados.

4. Esteroides

Os esteroides podem ser usados como remédios para coluna travada ou dores mais graves que impossibilitam ou prejudicam o movimento e o dia a dia dos pacientes. Eles estão disponíveis na forma de comprimidos e o médico também pode optar por aplicar infeções de cortisona para aliviar a dor mais rapidamente.

Essa classe de remédios para dor na coluna não é usada a longo prazo pois o remédio perde seu efeito e também porque efeitos colaterais como aumento da pressão arterial, fraqueza, acne, insônia, dor de cabeça ou hematomas podem ocorrer.

5. Opioides

Os opioides, chamados também de narcóticos, são um tipo de analgésico mais forte, que é usado apenas em casos graves como quando a dor é muito intensa ou a coluna está travada. Eles funcionam para promover alívio a curto prazo e não devem ser usados por mais de 3 a 4 semanas devido ao risco de desenvolver um vício.

Os narcóticos atuam se ligando aos receptores no cérebro responsáveis pela sensação de dor. Assim, eles não tratam a causa do problema, mas promovem um grande alívio imediato em casos graves de dor na coluna. Alguns exemplos destes remédios para dor na coluna incluem a codeína, a hidrocodona, a morfina, a oxicodona, o tramadol, o fentanil e a hidromorfona.

Os efeitos colaterais relacionados ao seu uso incluem: sonolência, comichão na pele, respiração lenta, náusea, vômito, constipação e risco de dependência química.

6. Outros medicamentos

Embora não seja a melhor opção, alguns médicos indicam o uso de antidepressivos e anticonvulsionantes “off-label” para o tratamento de dor na coluna grave. No entanto, esses medicamentos apresentam um alto risco de efeitos colaterais muito graves e nem sempre são a melhor escolha, já que existem várias outras opções de tratamento.

Terapias alternativas

Além dos remédios para dor nas costas, alguns tipos de tratamentos alternativos ou complementares e algumas soluções caseiras podem ser adotadas para aliviar ainda mais a dor na coluna. Algumas dicas são:

  1. Aplicar compressas de gelo aplicadas no local da dor para aliviar o desconforto relacionado à inflamação e à fase de dor aguda (nos 3 primeiros dias da dor);
  2. Compressas mornas devem ser usadas em casos de dor crônica (a partir do 4º dia seguido de dor);
  3. Melhorar a postura;
  4. Fazer exercícios físicos (se puder) para fortalecer os músculos da coluna;
  5. Procurar um fisioterapeuta em casos de dor crônica para te ajudar a se movimentar melhor e aprender exercícios que promovem o alívio da dor e previnem contra novas dores;
  6. Tentar técnicas alternativas como acupuntura, osteopatia, massagens terapêuticas, ajustes quiropráticos e técnicas de relaxamento.

Em casos muito raros em que nenhum tipo de tratamento funciona e que a pessoa está tendo problemas diários por causa da dor na coluna, a cirurgia pode ser uma opção. Mas ela só vai funcionar se houver alguma anormalidade estrutural que possa ser corrigida com a intervenção cirúrgica. Ainda assim, é preciso considerar os riscos de uma cirurgia antes de tomar essa decisão.

A maioria das dores na coluna ocorre por erros simples que cometemos no dia a dia e que podem ser resolvidos, como adotar posturas corretas ao sentar e caminhar, praticar exercícios físicos regularmente para aumentar a força muscular e a flexibilidade e criar hábitos saudáveis em relação à dieta para evitar problemas como a obesidade e oferecer ao corpo nutrientes importantes para a saúde óssea e muscular.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já utilizou algum destes remédios para dor na coluna? Como foram os resultados? Sente dores crônicas nas costas? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (32 votos, média: 3,75 de 5)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é médico ortopedista formado pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Tem experiência de trabalho prévio com a Confederação Brasileira de Vela, Cisne Negro Companhia de Dança, Escola de Dança do Teatro Municipal de São Paulo, Equipe de Ginástica Artística de Guarulhos. Já trabalhou como Médico nos Jogos Panamericanos Rio 2007, e foi Médico do Time Brasil para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Trabalhou junto a organização Médicos Sem Fronteiras no Afeganistão e no Haiti, e junto a organização Expedicionários da Saúde no Haiti. Dr. João Hollanda é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

Deixe um comentário

1 comentário em “5 Remédios para Dor na Coluna Mais Usados”

  1. Estou com dor no lado esquerdo da coluna lombar
    Dor moderada mas desconfortável dói para e depois volta sempre
    Já estou assim a três dias
    Não tenho condições pra fazer consulta
    Agradeceria se me receitassem algo pra essa dor passar já não aguento mas por favor