6 Melhores Remédios Para Tirar o Sono

Veja os melhores remédios para tirar o sono e render mais nos estudos ou no trabalho, mesmo dormindo bem, acaba sentindo muito sono durante o dia.

A falta de sono é muito ruim para a sua qualidade de vida, podendo causar problemas como mau humor, dor de cabeça e ausência de foco. Embora pareça ser muito melhor sentir sono do que sofrer de insônia, a equação não é tão simples assim. Às vezes, o sono insuficiente ou de baixa qualidade durante a noite pode causar sonolência excessiva durante o dia e é importante investigar a real causa do seu sono inadequado.

  Continua Depois da Publicidade  

Talvez seja interessante conhecer alguns dos principais distúrbios de sono e analisar se seus sintomas se enquadram em algum deles.

Prestar atenção no seu sono pode te proteger de várias doenças. A privação de sono pode desencadear condições médicas como obesidade, diabetes, hipertensão e doenças cardíacas, além de reduzir a sua expectativa de vida. Assim, o ideal é não dormir demais nem de menos.

Vale lembrar que a maioria das pessoas precisa de 8 horas de sono por noite para se sentir bem no dia seguinte.

Entenda como detectar quando o sono excessivo se torna um problema e veja os remédios que tiram o sono mais eficazes para te ajudar a ficar mais alerta nos momentos certos.

Será que você está dormindo bem?

Essa é a primeira pergunta que você deve fazer a você mesmo: será que eu estou dormindo bem?

Apesar de a média de 8 horas de sono por noite funcionar bem para a maioria das pessoas, algumas precisam de mais e outras precisam de menos tempo dormindo. Assim, os médicos recomendam dormir entre 7 e 9 horas por noite.

Mas não basta contar quantas horas você dorme. É essencial notar a qualidade do seu sono.

Se você acorda cansado e fica com sono com facilidade durante o dia, é provável que o seu sono não seja suficiente para repor as suas energias. E isso nem sempre está associado apenas ao número de horas que você dorme.

Muitos fatores podem prejudicar a qualidade do sono, incluindo maus hábitos de sono até problemas mais sérios como distúrbios do sono como a apneia obstrutiva do sono e distúrbios psiquiátricos.

Algumas causas de sono excessivo podem ser:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Insônia;
  • Gestação ou lactação;
  • Doenças mentais;
  • Uso de certos medicamentos, vitaminas ou ervas;
  • Anemia;
  • Trabalho noturno;
  • Distúrbios de sono como a apneia e a narcolepsia;
  • Privação de sono.

Antes de tomar qualquer tipo de remédio para tirar o sono, faça uma análise dos seus hábitos antes de dormir e da sua saúde em geral para identificar problemas de saúde ou condições temporárias – ambos mencionados acima – que podem estar ocasionando sono em excesso.

Uma avaliação completa deve incluir a análise de diversos fatores antes da prescrição de medicamentos:

  • Histórico médico do paciente;
  • Relato de hábitos de sono;
  • Situação atual do paciente;
  • Exames de rotina;
  • Estudo de sono.

Melhores remédios para tirar o sono

1. Modafinil

O Modafinil (ou Provigil) é um medicamento usado para tratar a sonolência excessiva que atua alterando a ação de substâncias químicas no cérebro relacionadas com o sono e que apresentam efeitos monoaminérgicos.

Isso significa que remédios para tirar o sono desta classe específica alteram a quantidade de neurotransmissores como a dopamina e a serotonina, que são hormônios envolvidos na regulação do ciclo do sono.

Alguns efeitos colaterais comuns incluem dor de estômago, nariz entupido, diarreia, dor nas costas, náusea, dor de cabeça, tontura, nervosismo e dificuldade para dormir.

Efeitos adversos mais sérios e menos comuns podem incluir febre, erupções cutâneas, dor no peito, alteração nos batimentos cardíacos e dificuldade para respirar.

2. Armodafinil

O Armodafinil (ou Nuvigil) é outro medicamento com efeito monoaminérgico (ou não-anfetamínico) que faz você se sentir mais alerta.

Os efeitos adversos são os mesmos do Modafinil, já que eles são remédios similares.

3. Metilfenidato

O Metilfenidato – muito conhecido comercialmente como Ritalina – é outro remédio que tira o sono por causa do seu efeito estimulante.

A Ritalina ativa o sistema nervoso central e aumenta o estado de alerta. No entanto, efeitos adversos como aumento da pressão arterial, insônia, tremores e irritabilidade podem ser observados. Veja também se é verdade que a Ritalina emagrece.

4. Cafeína

A cafeína pode ser considerada um remédio natural para tirar o sono. Trata-se de uma substância estimulante muito popular usada para reduzir a sonolência excessiva.

Além de aumentar o estado de alerta mental, a cafeína pode tornar o pensamento mais rápido.

  Continua Depois da Publicidade  

Em geral, a cafeína pode funcionar muito bem e dar energia para uma pessoa com sono moderado, mas ela não funciona para todos, muito menos em quem sofre de sonolência excessiva causada por distúrbios do sono como a narcolepsia ou a apneia do sono, por exemplo.

Saiba mais sobre como a cafeína pode te deixar mais alerta e veja se café tira o sono mesmo.

5. Zolpidem

O Zolpidem (ou Ambien) é um agonista do receptor de benzodiazepínicos que promovem o sono. Medicamentos como este podem ser indicados quando a sonolência excessiva é resultado de dificuldades para dormir como a insônia ou distúrbios psiquiátricos, por exemplo.

Os benzodiazepínicos são remédios para tirar o sono prescritos quando a dificuldade para pegar no sono é a causa da sonolência excessiva no dia seguinte.

Outro remédio da mesma classe é o Eszopiclone (Lunesta). O uso de Zolpidem ou Eszopiclone deve ser discutido com um médico, já que tais medicamentos podem causar dependência se usados por períodos de tempo prolongados.

Além disso, efeitos adversos como dor de cabeça, tontura, dor de estômago, constipação e desequilíbrio podem surgir junto com o uso desses remédios que tiram o sono.

6. Oxibato de sódio

O oxibato de sódio (ou Xyrem) é um remédio comumente prescrito para tratar casos de narcolepsia. Segundo estudos clínicos, o medicamento é capaz de melhorar a qualidade do sono e diminuir os sintomas de sonolência excessiva em pacientes com narcolepsia.

Efeitos colaterais podem ocorrer e incluem dor de estômago, tontura, dor de cabeça, dor nas costas, enurese e sudorese.

Outras dicas para tirar o sono

É importante ter em mente que os remédios para tirar o sono são apenas um auxílio para pessoas que estão sendo duramente prejudicadas pelo sono excessivo e que o uso deles não substitui o sono.

Dessa forma, é fundamental combinar esses remédios que tiram o sono com outras formas de tratamento que podem ser médicas ou comportamentais – como o tratamento da apneia do sono e de questões emocionais como a ansiedade, por exemplo.

Pode ser necessário se submeter a um estudo de sono através de uma polissonografia, exame que analisa a qualidade do seu sono e outros detalhes sobre a sua função cerebral e sinais vitais enquanto você dorme.

Adotar bons hábitos na hora de dormir também pode ajudar bastante a ter um sono mais revigorante. Veja algumas dicas para manter uma boa higiene do sono:

  1. Dormir e acordar aproximadamente no mesmo horário todos os dias;
  2. Evitar atividades estimulantes e uso de telas perto da hora de dormir;
  3. Não fazer refeições pesadas perto do momento de deitar;
  4. Evitar usar a cama para outras atividades além de dormir.

Mais dicas

Tomar os medicamentos na dose indicada pelo médico é essencial para evitar efeitos colaterais indesejados e para que o tratamento seja eficaz. Além da terapia e da adoção de bons hábitos de sono, as dicas abaixo podem te ajudar a lidar melhor com o sono excessivo.

1. Movimente-se para se sentir acordado

Movimentar-se aumenta os níveis de energia. Isso acontece porque o movimento faz com que mais oxigênio seja transportado para locais como o cérebro e os músculos.

Segundo um estudo conduzido pelo professor PhD Robert Thayer da California State University, caminhar por 10 minutos é mais energizante do que comer uma barra de chocolate. Na análise feita, foi observado que o chocolate deu um pico de energia para os participantes do estudo, mas cerca de 1 hora depois eles já estavam mais cansados e com menos energia. Enquanto isso, as pessoas que caminharam durante 10 minutos mantiveram os níveis de energia altos por duas horas.

A principal conclusão do estudo é que, a longo prazo, exercitar-se é mais benéfico para ficar alerta do que ingerir alimentos estimulantes como o chocolate, por exemplo.

Se você trabalha sentado por longos períodos de tempo, levantar-se de vez em quando e dar uma volta na sala já é o suficiente para dar aquela acordada no meio do expediente. Se possível, dê uma volta rápida na rua para tomar um ar e retorne ao local de trabalho.

2. Tire uma pequena soneca

De acordo com Barry Krakow, autor de um livro sobre dormir bem a noite, os cochilos entre 5 e 25 minutos são uma boa ideia se forem tirados pelo menos seis ou sete horas antes do horário de dormir.

Um breve cochilo durante o dia parece ser bom para aliviar o sono e ter mais energia no resto do dia, mas, segundo Krakow, não é indicado tirar mais de uma soneca por dia e nem tirar um cochilo muito perto da hora de deitar.

O PhD Allison T. Siebern da Stanford University Sleep Medicine Center afirma que se você não é capaz de cochilar durante o dia, fechar os olhos e descansar em silêncio por cerca de 10 minutos já ajuda a se sentir mais energizado.

Conheça também outros benefícios de tirar um cochilo durante o dia.

3. Faça uma pausa para os seus olhos

Quem trabalha na frente do computador pode sentir muita fadiga ocular. Isso é prejudicial para a saúde dos olhos, além de piorar a sonolência.

Uma dica bem simples para diminuir a fadiga e o sono é desviar o olho da tela por alguns minutos de tempos em tempos para relaxar os olhos. Você não precisa parar de trabalhar e pode usar esses minutos de descanso da tela para organizar a sua mesa ou fazer algumas anotações importantes no papel, por exemplo.

4. Inicie uma conversa para despertar a mente

Outra dica de Krakow é começar uma conversa para energizar a mente. A conversa é um estimulador comportamental muito forte que é capaz de tirar o seu sono e te deixar mais alerta.

5. Coma um lanche saudável para ter mais energia

O açúcar dá a falsa sensação de energia. Quando comemos um lanchinho com açúcar, temos um pico de glicose no sangue que aumenta rapidamente os nossos níveis de energia. Porém, logo em seguida, esse açúcar é consumido e o nível de glicose sanguínea cai, o que pode causar letargia e cansaço.

Se você sente cansaço e sono excessivo diariamente, pode ser que você esteja apenas se alimentando mal.

Ao optar por um lanche mais saudável que contenha boas fontes de gordura, proteínas ou carboidratos complexos, seus níveis de glicose vão ficar estáveis por mais tempo, te dando mais energia a longo prazo.

Sugestões de alimentos saudáveis que tiram o sono incluem: iogurtes, nozes, frutas frescas, pasta de amendoim e vegetais.

6. Acenda as luzes

A falta de iluminação no ambiente aumenta a fadiga. A exposição à luz reduz a sonolência e aumenta o estado de alerta. Assim, nada de ficar no escuro durante o dia se você quer ficar sem sono.

7. Respire fundo

A respiração profunda eleva os níveis de oxigênio no sangue, o que reduz a frequência cardíaca, diminuir a pressão arterial sanguínea e melhora a circulação. Tudo isso contribui para aumentar a energia e o desempenho mental.

Nesse tipo de respiração, você deve focar sua atenção no diafragma e não nos pulmões. Para isso, inspire devagar pelo nariz e solte o ar pela boca.

8. Alterne tarefas diferentes para estimular a mente

Cientistas finlandeses analisaram pessoas que trabalhavam no turno da noite e descobriram que o trabalho monótono é tão prejudicial para a saúde quanto a perda de sono por estar alerta demais.

Isso significa que é importante alternar as tarefas para não se sentir com muito sono. O ideal é tentar deixar as tarefas mais estimulantes para os momentos em que você sente mais sono ou fazer as atividades que você mais gosta para fazer quando estiver sonolento.

9. Hidrate-se

A falta de água no corpo pode ser a responsável pela sua fadiga e sonolência, já que um dos sintomas da desidratação é justamente o sono excessivo. Beba bastante água, líquidos em geral e também alimentos ricos em água como frutas e legumes.

10. Regule seus ciclos de sono

O ritmo circadiano – que é aquele que regula o nosso ciclo de sono e vigília – é influenciado pela luz à qual somos expostos durante o dia. Para regular esse ciclo, é importante ficar exposto à luz solar natural todos os dias.

Os médicos recomendam que pessoas que sofrem de insônia, por exemplo, tomem pelo menos uma hora de sol ao ar livre pela manhã para dormir melhor durante a noite.

11. Exercite-se

A análise de 70 estudos envolvendo mais de 6.800 pessoas por cientistas da University of Georgia indicou que o exercício é mais eficaz para aumentar a energia e diminuir a fadiga do que alguns medicamentos utilizados no tratamento de distúrbios do sono.

Além do mais, exercitar-se diariamente melhora a qualidade do sono durante a noite e reduz a sonolência durante o dia.

Procurando ajuda de um profissional

Quando dicas como as acima não surtem efeito na sua rotina, é sinal de que você precisar procurar um médico ou um especialista em distúrbios do sono.

A sonolência excessiva pode e deve ser tratada, especialmente quando ela prejudica a sua qualidade de vida e as suas atividades diárias.

O tratamento não é feito apenas com os remédios para tirar o sono, mas também pode envolver a terapia cognitivo-comportamental para que você aprenda a adotar hábitos de sono mais saudáveis, além de lidar melhor com a ansiedade e o estresse gerados pela situação.

Não se esqueça de mencionar qualquer tipo de problema psicológico como depressão, ansiedade, episódios de psicose ou outros transtornos que você possa ter ou já ter apresentado no passado. Condições como problemas cardíacos, hepáticos ou renais também devem ser informados ao médico.

O uso de medicamentos, vitaminas e qualquer tipo de erva também deve ser informado na consulta para que o médico possa ter uma boa ideia da sua saúde geral e peça os exames complementares ou um estudo de sono para averiguar o que está causando o sono em excesso e iniciar o tratamento mais adequado para o seu caso.

Fontes e Referências adicionais:

Você já tomou algum desses remédios para tirar o sono? Teve bons resultados no dia a dia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Felipe Santos e Dra. Patrícia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário