A Dieta da Maçã: Como Funciona, Cardápio e Dicas

Especialista:
atualizado em 23/03/2020

A dieta da maçã é importante pois a maçã é fonte de fibras solúveis e insolúveis, auxiliando na redução do apetite. A pectina, fibra solúvel, pode se transformar em gel, agindo para impedir ou reduzir a absorção de açúcar no organismo. Ela também auxilia na redução dos níveis de colesterol e compulsão alimentar por até quatro horas. Abaixo, você aprenderá mais sobre a dieta da maçã, como funciona, o cardápio e suas dicas. 

É comum tentarmos adotar diversas dietas para entrar em forma, mas o grande problema é encontrar aquela que melhor se adequa aos seus objetivos e características pessoais. A dieta das frutas para emagrecer é uma alternativa para a perda rápida de peso. Veja a seguir como funciona a dieta das frutas para emagrecer e suas dicas.

Quem estiver em dieta deverá consumir entre 3 a 5 porções de frutas ao dia. As frutas poderão fazer parte de nosso café da manhã, como sobremesa, e entre as refeições, quando bate aquela vontade de comer doce. Você gostará de saber quais são as frutas com menos calorias para sua dieta.

Quando éramos pequenos, costumávamos escutar de nossos pais, avós, professores e médicos que precisamos consumir frutas. E não é para menos, afinal, além de saborosas em muitos casos, elas também são bastante nutritivas e fornecem uma série de compostos fundamentais para o nosso organismo funcionar corretamente como vitaminas, minerais e fibras. Confira abaixo sobre as 11 frutas low carb para sua dieta.

Benefícios da maçã

A fruta foi escolhida por oferecer diversos benefícios à saúde e boa forma, dentre eles contribuir como fonte de fibras solúveis e insolúveis, o que auxilia na redução do apetite. A pectina, fibra solúvel, pode se transformar em gel, assim agindo para impedir ou reduzir a absorção de açúcar no organismo. Essa fibra também pode auxiliar na redução dos níveis de colesterol e compulsão alimentar por até quatro horas, pois a fruta pode oferecer sentimento de saciedade. A maçã contém fitoquímicos que possuem propriedades antioxidantes, que combatem o envelhecimento das células.

A maçã ainda pode oferecer saciedade, o que reduz a compulsão alimentar e desejo de comer em horários impróprios. Afirma-se que a casca da maçã pode contribuir positivamente para a construção de músculos e ainda manter os níveis de açúcar na corrente sanguínea. Estudos buscam comprovar que pessoas que consomem maçã regularmente podem ter 20% menos probabilidade de sofrer ataques cardíacos.

A fruta pode beneficiar pessoas que sofrem com prisão de ventre, já que é rica em fibras, assim agindo como um laxante natural também.

Como funciona da dieta da maçã

A dieta, obviamente, visa o consumo de maçã todos os dias, o que pode não ser uma boa ideia para pessoas que não se afeiçoam com o gosto da fruta. Ela não pode ser substituída pelo suco da mesma, pois afirma-se que os efeitos não são os mesmos.

Como todas as dietas, a dieta da maçã não permite o consumo de frituras e doces, pois esses podem andar no sentido contrário da conquista das metas traçadas. O plano alimentar é restritivo e isso pode se tornar um aspecto negativo, já que dietas com muitas restrições não podem ser adotadas por um longo período de tempo, além de não garantirem a permanência das medidas conquistadas.

A versão de três dias da dieta da maçã prega que a maçã deve ser consumida todos os dias antes das refeições. A ideia é que as fibras e açúcar encontrados na fruta trarão uma sensação de saciedade ao organismo, o que fará com que a pessoa não coma tanto e não consuma tantas calorias ao longo da refeição.

Cada uma das refeições que compõe o plano alimentar deve conter alimentos com quantidade baixa a moderada de carboidratos como vegetais e certos tipos de carne como frango e atum. A ideia é que depois de três dias fazendo a dieta, a pessoa dê um intervalo, porém, alimente-se de modo moderado, equilibrado e saudável.

Depois disso, ela poderá decidir se deseja repetir o processo ou não. Uma sugestão é fazer a dieta da maçã uma vez por semana, com intervalos de três a quatro dias entre cada sessão.

Outra versão da dieta da maçã, publicada em um livro escrito pela nutricionista Tammy Flynn, também prevê que a fruta seja consumida antes de cada refeição e traz determina que a alimentação seja baseada em gorduras saudáveis, proteínas e carboidratos de baixo índice glicêmico (que não provocam picos e quedas bruscas nas taxas de açúcar no sangue).

O programa de Tammy Flynn ainda estabelece um consumo diário de 1800 calorias.

Outra nutricionista, chamada Monica Grenfell, também possui um modelo próprio da dieta da maçã. Em seu plano alimentar, a profissional determina que sejam consumidas de três a cinco maçãs por dia durante a primeira semana de dieta.

No primeiro dia, come-se cinco maçãs ao longo de intervalos regulares. Cada maçã deve vir acompanhada de um copo de leite desnatado ou leite de soja e no intervalo de cada refeição, a pessoa precisa tomar um pote de iogurte sem sabor. Durante o dia, também é recomendado o consumo de chá, café e muita água.

Do segundo ao terceiro dia a ordem é comer as cinco maçãs como no dia anterior, porém, adicionar uma salada colorida com diversos vegetais e temperada com óleo de oliva para o almoço e o jantar. Já do quarto ao sétimo dia, a indicação é comer três maçãs por dia e montar as refeições de acordo com os cardápios – que você verá abaixo -, além de consumir uma caneca de leite por dia.

A promessa do plano de Grenfell é eliminar pouco mais de 2 kg a cada semana.

Exemplos de cardápios

– Exemplo 1 – Tammy Flynn

Café da manhã

  • Maçã;
  • Omelete de queijo;
  • 1 xícara de aveia cozida.

Lanche da manhã

  • ½ xícara de queijo cottage sem gordura;
  • ½ xícara de iogurte.

Almoço

  • Maçã;
  • 2 peitos de frango na brasa;
  • 2 xícaras de brócolis cozidos a vapor;
  • ¾ de xícara de arroz integral;

Lanche da tarde

  • Shake de cappuccino.

Jantar

  • Salada de salmão grelhado com maçã.

– Exemplo 2 – Monica Grenfell

Café da manhã

  • 1 maçã fatiada;
  • Omelete de queijo (feito com 30 g de queijo e dois ovos).

OU

  • 1 tigela pequena de mingau com leite.

Lanche da manhã

  • 1 pote pequeno de iogurte.

Almoço

  • 1 maçã;
  • 2 pães de aveia com queijo cottage.

Jantar

  • 1 maçã;
  • 1 peito de frango;
  • Brócolis feito no vapor;
  • ½ xícara de arroz integral.

OU

  • Salmão grelhado ou assado;

Exemplo 3

Dia 1

Permite-se apenas consumir maçãs no café da manhã, no almoço e na janta. Recomenda-se consumir até 1,5 quilo da fruta.

Dia 2

  • Café da manhã maçãs;
  • Almoço:1 maçã, salada verde à vontade (pode ser temperada com limão) e 2 fatias de queijo magro;
  • Jantar: maçãs.

Dia 3

  • Café da manhã:1 maçã, 1 fatia de pão integral e 1 fatia de peito de peru;
  • Almoço: 1 maçã, Salada verde à vontade, 2 cenouras e pequena porção de cebola;
  • Jantar: maçãs.

Dia 4:

  • Café da manhã: 1 maçã, 1 fatia de pão integral e 1 fatia de peito de peru.
  • Almoço: 1 maçã, Salada de legumes cozidos e 200 gramas de atum com limão.
  • Jantar: 1 maçã, 1 tigela de cereal integral e 1 copo (200 ml) de leite desnatado.

Dia 5:

  • Café da manhã: 1 maçã, 1 ovo cozido e 1 fatia de pão integral;
  • Almoço: 1 maçã, 1 tigela de salada de vegetais crus e 200 gramas de carne magra grelhada;
  • Jantar: maçãs.

Atenção: os cardápios de que mostramos acima são apenas exemplos de como a dieta da maçã pode funcionar. Antes de escolher um deles, é fundamental que você consulte um nutricionista para que possa montar um plano alimentar ideal para o seu caso, tendo em vista seus objetivos, saúde e necessidades nutricionais.

Aspectos positivos da dieta da maçã

  1. A dieta pode ser facilmente adotada, pois a maçã possui baixo custo e pode ser encontrada em qualquer lugar;
  2. A dieta permite consumo de qualquer quantidade da fruta sem garantir ganho excessivo de peso;
  3. O cardápio contém refeições simples de serem preparadas;
  4. A maçã é fonte de pectina, um componente que retarda a absorção da gordura e pode ajudar a reduzir o colesterol. Além disso, a fruta é fonte de antioxidantes.

Aspectos negativos da dieta da maçã

  • A ingestão calórica é extremamente restritiva;
  • Casos de desmaios, dores de cabeça e oscilações de humor podem se tornar frequentes;
  • Pessoas que convivem com irritabilidade gástrica podem sofrer com consequências ao bem-estar;
  • Essa dieta não pode ser adotada por mais de 5 dias, pois pode ocasionar efeitos negativos à sua saúde;
  • O retorno à ingestão calórica normal pode resultar em ganho de peso repentino.

Perigos

A dieta da maçã é restritiva e, portanto, pode ocasionar fraquezas, irritabilidade, tonturas, dores de cabeça e oscilações de humor. O consumo excessivo de maçã também pode resultar em hiperacidez gástrica em diversas pessoas.

A prática da dieta da maçã não é recomendada por mais de 5 dias, o que a caracteriza como uma dieta emergencial e que não deve ser adotada a longo prazo, pois pode ocasionar consequências à sua qualidade de vida.

Acompanhamento médico

O acompanhamento de um médico é fundamental, pois apenas ele pode reconhecer as suas reais necessidades e avaliar se você obterá benefícios com a dieta da maçã ou não. Exponha os seus objetivos e demonstre seu interesse pela dieta da maçã, pois, com esse diálogo, o profissional da saúde, com todo seu conhecimento, irá confirmar todos os prós e contras dessa dieta restritiva.

Exercícios físicos

Busque sempre adotar hábitos saudáveis antes de optar por dietas restritivas, ou seja, adote um novo estilo de vida e avalie se sua perda de peso não será mais segura. A prática de exercícios físicos não só oferecerá benefícios às mudanças corporais, como também à sua saúde.

Acima da estética, preocupe-se com a sua saúde, já que as atitudes escolhidas poderão oferecer consequências posteriormente.

Dicas

  1. Beba pelo menos 2,5 litros de água por dia;
  2. Não pule refeições, pois isso contribui para a compulsão alimentar;
  3. Caso sinta desconfortos ou mal estar, interrompa a restrição alimentar imediatamente e procura assistência médica;
  4. Priorize a sua qualidade de sono, o descanso é fundamental para você garantir eficiência nas atividades diárias;
  5. Não adote ou indique essa dieta sem uma avaliação e acompanhamento médico, as pessoas possuem características individuais, ou seja, suas necessidades não serão iguais às de outras pessoas;
  6. Não coma alimentos gordurosos, frituras, doces, bebidas alcoólicas e refrigerantes, pois reduzirá a eficiência da dieta.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Você já tinha ouvido falar da dieta da maçã? Entendeu como funciona e seus perigos, e mesmo assim tem vontade de experimentá-la para emagrecer? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (18 votos, média: 3,56 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário