Benefícios do chá de malva e contraindicações

Especialista:
atualizado em 21/01/2021

Como o próprio nome já entrega, o chá de malva é uma bebida preparada com a planta malva (Malva sylvestris). A erva é natural da Europa, do Norte da África e da Ásia.

  Continua Depois da Publicidade  

Trata-se de uma herbácea anual, que possui folhas verdes, moles e macias, além de uma raiz perpendicular, grossa, branca e carnuda.

Para que serve: 7 benefícios associados ao chá de malva

1. Tosse seca

Chá de malva para tosse seca

Há referências a respeito da utilização da malva para auxiliar o tratamento da tosse seca. Entretanto, considera-se insuficientes as evidências quanto à efetividade da planta para esta finalidade.

2. Irritações na região na boca

Além disso, há relatos que outros usos da malva referem-se a irritações na mucosa oral e faríngea (da faringe). O problema é que, mais uma vez, as evidências sobre a efetividade do uso da planta para este fim são classificadas como insuficientes.

3. Ferimentos

A “Monografia da Espécie Malva sylvestris L. (Malva)”, do Ministério da Saúde (2015), destaca que um dos usos tradicionais e/ou populares da planta tem relação com o tratamento de ferimentos.

No entanto, também categoriza-se como insuficientes as evidências acerca da utilização da malva quando na pele ou em banhos para o tratamento de ferimentos.

4. Diarreia

Chá de malva para diarreia

Ao mesmo tempo, a “Monografia da Espécie Malva sylvestris L. (Malva)” apresenta a diarreia como outros dos usos tradicionais e/ou populares da planta.

Entretanto, classifica-se como insuficientes as evidências sobre a utilização da malva para o tratamento da diarreia.

5. Problemas de estômago

Eles representam outro grupo de condições que a “Monografia da Espécie Malva sylvestris L. (Malva)” menciona como uma das utilizações populares e/ou tradicionais da planta.

A questão é que, novamente, as evidências associadas ao uso da malva para esta finalidade caem na categoria de insuficientes.

  Continua Depois da Publicidade  

6. Bronquite

Conforme a “Monografia da Espécie Malva sylvestris L. (Malva)” existem relatos do uso popular de partes aéreas da planta para lidar com a bronquite.

Entretanto, não temos como afirmar que esse uso da malva seja eficiente ou seguro porque as evidências da utilização da planta neste sentido também são insuficientes.

7. Problemas na bexiga

Chá de malva para bexiga

Outro emprego popular da malva tem relação com a bexiga, destacou a “Monografia da Espécie Malva sylvestris L. (Malva)”. Por outro lado, também classifica-se como insuficientes as evidências sobre o uso da planta para problemas na bexiga.

Será que o chá de malva emagrece?

De acordo a “Monografia da Espécie Malva sylvestris L. (Malva)”, usa-se popular e/ou tradicionalmente a decocção ou infusão (maneiras de preparar chá) à base da planta para lidar com a obesidade.

Entretanto, a publicação não apresentou confirmações como referências de estudos científicos que pudessem garantir que o chá de malva emagrece realmente.

Portanto, se o seu desejo e/ou necessidade é emagrecer, o ideal é que procure o auxílio de um nutricionista. Ele te ajudará encontrar uma dieta balanceada e saudável, que funcione para você.

Efeitos colaterais e contraindicações do chá de malva

Em quantidades altas, a malva pode provocar intoxicações. Assim, caso experimente qualquer reação adversa ao tomar o chá de malva, procure rapidamente o auxílio médico.

Vale ressaltar ainda que a malva é contraindicada para gestantes e mulheres que amamentam. Além disso, estudos em animais indicaram que a malva pode diminuir os níveis de açúcar no sangue.

  Continua Depois da Publicidade  

Portanto, quem tem diabetes ou outras condições que os tornam sensíveis a mudanças nas taxas sanguíneas de glicose precisa ter precaução com o chá de malva.

A planta também pode comprometer a absorção de medicamentos que contém mucilagens na composição. Ou seja, seu uso pode gerar uma interação medicamentosa.

Deste modo, quem usa qualquer remédio, suplemento ou outra planta precisa perguntar ao médico se não faz mal utilizar o chá de malva malva ao mesmo tempo em que a substância em questão.

Outros cuidados com o chá de malva

Mesmo quem não usa medicamentos, suplementos ou outras plantas deve consultar um profissional de saúde antes de tomar o chá de malva para qualquer finalidade.

Até porque, como aprendemos na lista dos supostos benefícios do chá de malva, ainda não se tem um corpo suficiente de evidências para embasar e confirmar tais benefícios.

Conforme vimos, quantias altas da malva podem provocar uma intoxicação. Portanto, é essencial ter acompanhamento médico ao usar a bebida.

Jamais substitua qualquer tratamento de saúde que um médico indicou, especialmente de doenças crônicas e graves, pelo uso do chá de malva porque isso poderá ser muito perigoso para a sua saúde. Lembre-se que a bebida não é um medicamento.

Apareceu por aqui porque queria saber se o chá de malva emagrece? Então, conheça no vídeo a seguir as dicas de chás que ajudam a emagrecer da nossa nutricionista:

Fontes e Referências Adicionais

Você já conhecia o chá de malva e um de seus possíveis benefícios? Já experimentou a bebida? Comente então abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário