12 Benefícios da Malva – Para Que Serve e Propriedades

Especialista:
atualizado em 25/12/2019

A malva é popularmente conhecida como malva alta ou malva comum e seu nome científico é Malva Sylvestris. Ela é proveniente da grande família de plantas de Malvaceae, que também inclui quiabo, hibisco e algodão e costuma ser encontrada em campos. Geralmente, atinge entre 1,5 e 3,5 metros de comprimento e apresenta flores roxas ou vermelhas e folhas redondas.

A malva tem sido usada há séculos e é nativa da Europa Ocidental, mas já se espalhou por partes do Mediterrâneo, norte da África e foi importada para grande parte do mundo. As suas flores e folhas são usadas para fins medicinais que pode ter alguns efeitos poderosos sobre o corpo.

As folhas também podem ser usadas para preparar um chá, as sementes podem ser comidas e as folhas saudáveis podem ser consumidas ou aplicadas topicamente sob a forma de cataplasmas para diversas situações. A planta contém muitos ingredientes ativos que podem contribuir positivamente com a saúde.

Propriedades

Folhas de malva são bastante ricas em minerais e algumas vitaminas, incluindo A, B, C, E, inulina, mucilagem, fibra, cálcio, magnésio, zinco, selênio e potássio. No entanto, as propriedades mais relevantes são provenientes dos polissacarídeos e compostos antioxidantes, incluindo fenóis, flavonoides, carotenoides, tocoferóis e ácidos graxos ALA, que contribuem para que a malva seja reconhecida como uma erva que traz benefícios para a saúde.

Malva – Para que serve?

A malva tem uma longa história de uso medicinal. Devido ao seu alto conteúdo de mucilagem, as malvas produzem excelentes ervas emolientes, que serve para tratar inflamação nos sistemas urinário, digestivo ou respiratório. Ela também é útil para aumentar a capacidade de cicatrização, tem efeito analgésico, que ajuda a aliviar a dor, e é capaz de estimular o sistema imunológico para proteger o corpo contra infecções.

Além disso, ajuda a reduzir os sinais de envelhecimento, tratar problemas na pele, ajudar o cabelo a crescer, melhorar a saúde bucal, potencializar as funções digestivas, ajudando os quadros de constipação, melhorar o sono e ajudar a aliviar a dor.

Benefícios da Malva

Como citado acima, a malva serve para diversos tratamentos e os benefícios podem ser experimentados ingerindo a planta através de um chá, aplicando topicamente como um gel, creme, óleo, cataplasma e até uma compressa. Já algumas pessoas preferem comer, inserindo no preparo de alguns pratos.

De qualquer forma, ela é capaz de contribuir com a saúde. Veja abaixo seus principais benefícios.

1. Ajuda a acelerar o processo de cicatrização

A malva é eficaz para acelerar o processo de cicatrização, principalmente se for aplicada de forma tópica. Quando estamos com um ferimento na pele devemos usar as folhas de malva na forma de um cataplasma sobre a região afetada, para que as propriedades químicas das folhas ajudem a acelerar o processo de cicatrização. Esse efeito é possível devido à sua composição rica em vitaminas.

2. Ajuda a aliviar a dor

A malva pode ajudar a aliviar a dor e esse é um dos principais motivos pelo qual ela é utilizada. A planta apresenta propriedades analgésicas, o que ajuda a reduzir a dor e o desconforto presente, e esse benefício pode ser usado tanto interna quanto externamente. Algumas pessoas usam as folhas para preparar uma máscara que é aplicada no rosto ou como um remédio eficaz para aliviar a dor de cabeça.

3. Estimula o sistema imunológico

A malva tem a capacidade de estimular o sistema imunológico, o que evita infecções bacterianas e que agentes nocivos afetem as áreas machucadas. Esse benefício pode ser experimentado através do consumo das folhas, sementes e também de suplementos de malva.

4. Possui ação anti-inflamatória

As versões gel e cataplasma da malva podem ser muito eficazes para reduzir a inflamação, o inchaço e acelerar o processo de cura para picadas de insetos, grandes hematomas, queimaduras solares e erupções na pele. Além disso, a ingestão da malva ou o óleo essencial também pode ser útil para reduzir as inflamações nas articulações, diminuindo as dores.

5. Ajuda a tratar doenças respiratórias

A malva pode contribuir com o tratamento de qualquer congestão no peito ou uma condição respiratória. Ela é capaz de aumentar a expectoração, o que ajuda a limpar as vias respiratórias e acalmar a garganta e as glândulas. Dessa forma, ajuda a combater e prevenir a gripe, tratar tosses, resfriados, bronquites, faringites, infecções na garganta e na laringe. As suas características anti-inflamatórias ajudam a promover a cura destes quadros e também numa recuperação mais rápida.

6. Ajuda a tratar a prisão de ventre

A constipação ou prisão de ventre, como é mais conhecida, provoca uma série de sintomas desconfortáveis para o corpo. Pessoas que passam frequentemente por essa situação costumam usar laxantes para aliviar o quadro, mas eles podem ter efeitos colaterais desagradáveis e provocar uma dependência.

A malva tem a capacidade de ajudar a tratar e aliviar a constipação. Basta colocar algumas sementes ou folhas secas em um chá para criar uma bebida laxante suave, capaz de regular o sistema digestivo e aliviar qualquer tensão no funcionamento desse órgão.

7. Ajuda a tratar distúrbios do sono

Os distúrbios do sono são cada vez mais frequentes, o que significa que muitas pessoas enfrentam batalhas para adormecer e manter um sono na quantidade e qualidade adequada. A malva pode ajudar a tratar os distúrbios do sono. O uso do óleo essencial de malva ou uma xícara de chá ingerido antes de dormir pode ajudar a relaxar a mente e o corpo, permitindo que você tenha um sono repousante e relaxante.

8. Combate problemas orais

O chá de malva pode ser usado para combater problemas orais. Usar essa mistura em um gargarejo ou como um enxaguante bucal ajudará a aliviar os incômodos provocados por aftas, problemas na gengiva e garganta. Essa capacidade é resultado de sua ação bactericida e desinfetante e, para obter resultados satisfatórios, o uso deve ser feito duas ou três vezes ao dia.

9. Ajuda a tratar infecções do trato urinário

A malva, quando consumida como um chá, promove um efeito diurético que faz com que o corpo elimine muito mais urina durante o dia. Isso ajuda a prevenir e eliminar o inchaço causado pela retenção de líquidos e a expelir as toxinas presentes no corpo. Esse efeito faz com que o chá de malva seja eficiente para tratar infecções do trato urinário.

10. Possui efeitos anti-envelhecimento

O envelhecimento é algo preocupante para muitas pessoas, então buscar alternativas para retardar os sinais é algo muito comum. O uso tópico da malva pode trazer resultados relevantes para os sinais de envelhecimento. Um gel ou creme à base de malva pode ser eficaz para combater as rugas e manter a aparência jovem e rejuvenescida da pele.

11. Ajuda a tratar doenças de pele

A malva ajuda a tratar doenças de pele, como eczema, acne, espinhas, pigmentação da pele, entre outros. Para o tratamento, basta usar algumas gotas de óleo essencial de malva, que deve ser aplicado na pele com uma massagem suave. Essa condição ajudará o óleo a penetrar profundamente nos poros e rejuvenescer as células danificadas. Ele costuma se adaptar a todos os tipos de pele, mas se a sua é extremamente sensível, consulte um profissional antes de usar.

12. Promove o crescimento do cabelo

O óleo de malva pode trazer uma contribuição relevante e ajudar o cabelo a crescer mais rápido. Para usufruir deste benefício, basta adicionar óleo essencial de malva a um óleo transportador e aplicar no couro cabeludo com uma massagem que estimulará o fluxo sanguíneo da região, permitindo o rápido crescimento do cabelo. Além de ajudar no crescimento, o óleo pode prevenir a perda de cabelo também.

Como usar?

A malva pode ser ingerida ou usada externamente. As versões em gel, creme ou óleo podem ser compradas prontas, mas o chá e outras versões podem ser preparados por você. Veja abaixo como fazer:

Chá de malva:

Utilize 1 ou 2 colher de chá de folhas de malva e flores para uma xícara de água. Leve a água para ferver e misture com as folhas e flores. Deixe a mistura descansando pelo período de 10 a 15 minutos, até que atinja uma cor marrom-dourada. Coe e beba. A recomendação é que sejam ingeridas três xícaras de chá por dia.

Decocação:

Utilize entre 30 a 50 gramas de erva e coloque para ferver por 15 minutos com água. Aplique a mistura em compressas, lavagens, enxaguatórios bucais, gargarejos e duchas.

Cataplasma:

Separe uma quantidade de flores de folhas de malva que sejam suficientes para cobrir área que precisa ser tratada. Corte-as em pedaços pequenos e transfira para um recipiente, de preferência um pilão e esmague as ervas picadas até se tornarem uma polpa. Elas liberarão seus sucos naturais e as folhas ficarão mais macias. Espalhe a erva esmagada na área a ser tratada e enrole com uma camada de gaze ou faixa para manter a pasta no lugar.

Comer:

As folhas menores da malva podem ser adicionadas cruas a saladas ou sopas e as folhas maiores podem ser espremidas para sucos ou levemente cozidas no vapor, como qualquer verdura.

Quando a folha de malva é aquecida em água quente ela pode aumentar a espessura das sopas e ensopados. As flores da malva também podem ser ingeridas, misturadas a qualquer entrada, prato principal e até como uma decoração para sobremesa.

Considerações

Embora o uso da malva seja considerado seguro, existem relatos de interações medicamentosas em pessoas que usam a malva com outros medicamentos prescritos, particularmente para problemas relacionados ao aparelho digestivo ou respiratório. Então, antes de adicionar às suas rotinas de saúde, verifique com seu médico qualquer possibilidade de interação com medicamentos que você está usando atualmente.

As mulheres grávidas ou que estejam amamentando também devem conversar com o médico antes de utilizar a malva.

De fato, a malva é uma planta extraordinária, capaz de contribuir relevantemente para o tratamento de várias condições. Ela também é versátil, pois seu uso pode ser interno ou externo.

Caso não exista nenhuma implicação no seu uso, vale inserir a malva na sua rotina de saúde e experimentar os muitos benefícios que ela é capaz de promover.

Fontes e Referências Adicionais:      

Você já tinha ouvido falar das propriedades e benefícios da malva? Já experimentou usá-la para algum dos propósitos listados acima? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (14 votos, média: 4,43 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

7 comentários em “12 Benefícios da Malva – Para Que Serve e Propriedades”

  1. Eu tenho epilepsia, mas crises só no período menstrual por isso dá para usar o chá de malva como ajuda??!!

  2. Uso o chá de malvas para controlar infecções urinárias, e tenho tido bons resultados, porque as dores desaparecem.

    • Utilizo muito a Malva para gargarejo e bochechos quando tenho aftas ou qualquer machucado na boca. Para garganta irritada faço 3 x por dia o gargarejo e o resultado é maravilhoso.